domingo, 24 de abril de 2016

Nós nos fazemos!

Quem reclama que
não se sente amado,
não se sente procurado,
que acha que passa
pela vida como
uma forma vazia
e sem importância,
deveria ver o
mundo pelo outro
lado da janela,
de fora para dentro.

Faça o contrário,
aja, ame,
torne-se alguém
pelo menos para alguém,
seja aquilo que
você gostaria que
os outros vissem
em você.

Ninguém deve ter
o poder de nos
transformar,
nós devemos ter o
poder e a possibilidade
de trabalhar do
nosso interior
para o exterior.

Somos nós que
nos construímos
ou nos destruímos,
que aparecemos
ou desaparecemos.

As pessoas vêm em
nós o que
parecemos a elas.
Elas não nos fazem,
a menos que
permitamos.

Nós nos fazemos!

TEXTO DE: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 02 de Maio de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Lembrança da minha Infância!

Tínhamos medo
apenas do escuro,
dos sapos,
dos filmes de terror.
Fui criado com
princípios morais comuns:
quando eu era pequeno,
mães, pais,
professores, avós, tios,
vizinhos eram autoridades
dignas de respeito
e consideração.

Quanto mais próximos
ou mais velhos,
mais afeto.
Inimaginável responder
de forma mal educada
aos mais velhos,
professores ou autoridades.
Confiávamos nos adultos
porque todos eram pais,
mães ou familiares das
crianças da nossa rua,
do bairro, ou da cidade.

Tínhamos medo apenas
do escuro, dos sapos,
dos filmes de terror.
Hoje me deu uma
tristeza infinita por
tudo aquilo que perdemos.
Por tudo o que meus
netos um dia enfrentarão
pelo medo no olhar
das crianças,
dos jovens, dos velhos
e dos adultos.
Direitos humanos
para criminosos,
deveres ilimitados
para cidadãos honestos.

Não levar vantagem
em tudo significa
ser idiota.
Pagar dívidas em
dia é ser tonto...
Anistia para corruptos
e sonegadores.

O que aconteceu
conosco?

Professores maltratados
nas salas de aula,
comerciantes ameaçados
por traficantes,
grades em nossas
janelas e portas.

Que valores são esses?

Automóveis que valem
mais que abraços,
filhas querendo uma
cirurgia como presente
por passar de ano.
Celulares nas mochilas
de crianças.
o que vais querer em
troca de um abraço?

A diversão vale mais
que um diploma.
Mais vale uma
maquiagem que um
sorvete. Mais vale
parecer do que ser.

Quando foi que tudo
desapareceu ou se
tornou ridículo?
Quero arrancar as
grades da minha janela
para poder tocar
as flores!

Quero me sentar na
varanda e dormir
com a porta aberta
nas noites de verão!

Quero a honestidade
como motivo de orgulho.
Quero a retidão de caráter,
a cara limpa e o olhar
olho no olho.

Quero a vergonha na
cara e a solidariedade.
Quero a esperança,
a alegria, a confiança!
Abaixo o "ter",
viva o "ser"
e viva o retorno
da verdadeira vida,
simples como a chuva,
limpa como o céu
de primavera,
leve como a brisa
da manhã!
E definitivamente bela,
como cada amanhecer.

Quero ter de volta o
meu mundo simples
e comum.
Onde existam amor,
solidariedade e
fraternidade como
bases.

Vamos voltar a ser "gente"
a indignação diante
da falta de ética,
de moral, de respeito.
Construir um
mundo melhor,
mais justo,
mais humano,
onde as pessoas
respeitem as pessoas.
Utopia? quem sabe?
Precisamos tentar.
Nossos filhos merecem
e nossos netos
certamente nos agradecerão!
Saúde e Paz.

TEXTO DE: Luíz Motivador
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 30 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Amigos são bênçãos

Amigos são anjos
enviados por Deus
para que não nos
sintamos sozinhos
aqui na terra.

Quando temos
um amigo,
temos tudo
em dobro: coração,
braços, pernas,
ombros e olhos.
Porque um amigo
é alguém que sempre
 pensa na gente,
que se preocupa,
nos ouve, nos conforta...
que sente saudade
quando estamos distantes,
mas que também
sabe respeitar
nossa necessidade
de estar sozinhos
em alguns momentos.

A amizade é a irmã
gêmea do amor;
é o amor na sua forma
pura e desinteressada,
é amor partilhado
e compartilhado,
dividido, dado,
sem que nada seja
esperado em troca.

Um amigo sabe
sofrer as nossas dores,
não como se fossem
as suas,
mas consciente de
que são nossas e
de que precisamos
mesmo é do seu
apoio.

Um amigo é uma
estrela que brilha
quando nosso
céu está cinza,
é um pequeno raio
de sol que invade
nossa janela nas
manhãs de inverno,
é o ar fresco que
nos faz respirar
quando sentimos que
o mundo nos
sufoca.

Virtual ou real,
um amigo é uma
alma sempre presente
nas nossas vidas.
Virtuais ou reais,
amigos são anjos
enchendo nossos
dias das bênçãos
de Deus.

TEXTO DE: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 29 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Como vencer a raiva e o ódio

O ser humano é falho
por natureza.
Por mais que uma
pessoa tente fazer
as coisas da melhor
maneira possível,
uma hora ou outra
ela acabará errando
- e ninguém está livre
disso.

É por isso que muitas
vezes as pessoas nos
ferem com palavras
e atitudes,
querendo ou não.
Elas agem de forma
egoísta,
cometem injustiça
contra nós e com
isso o nosso coração
é tomado pela raiva
e pelo ódio.
Ambas as emoções
são destrutivas,
e seria
difícil dizer
se uma é mais
prejudicial do
que a outra.

A raiva é um
sentimento momento
de aversão
e se ela não
for retirada
do coração,
irá se transforma
em ódio,
que é um sentimento
duradouro em que a
pessoa alimenta
esse sentimento ruim
e não consegue
perdoar.

O grande problema
é que tanto a raiva
quanto o ódio
são sentimentos ou
emoções que costumam
ficar presos dentro
de nós.
E com isso,
eles geralmente
se transformam em
ações destrutivas
- tanto para nós quanto
para os outros.
Mesmo sem atacar
e ferir alguém
fisicamente,
as nossas palavras
de raiva e ódio
podem destruir
um relacionamento.
A Bíblia diz:
"O ódio excita conflito"
(Provérbios 10:12).

Mas será que Deus
também não fica
com raiva?

Será que Ele nunca
odeia?

Você pode ficar
surpreso,
mas a resposta é
"Sim"!

Deus se ira,
mas a resposta
dEle é muito diferente
da nossa,
porque Ele odeia o
pecado e não as
pessoas.

Deus nos ama
muito e conhece
as coisas terríveis
que o pecado traz
para nossas vidas -
e isso o
deixa indignado.

Você já
deve ter ouvido
a frase:
"Deus odeia o pecado,
mas ama o pecador".
E é exatamente isso.

Já que sabemos que
as pessoas ou situações
irão nos deixar com
raiva em algum momento,
devemos refletir:
iremos permitir
que o pecado da raiva
e do ódio crie raiz
em nossa alma?

Se quisermos ser curados,
devemos deixar que
Jesus dirija a nossa
vida e encha nossos
corações e mentes
a cada dia.

Analise se você tem
se comprometido
com Cristo,
e em seguida,
peça para Ele te
dar um novo amor
pelas pessoas -
inclusive seus inimigos.

A Bíblia diz:
"Sede todos de
igual ânimo,
compadecidos,
fraternalmente
amigos, misericordiosos,
humildes,
não pagando o mal
por mal ou injúria
por injúria"
(1 Pedro 3: 8,9).

TEXTO DE: Pastor Antônio Júnior
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

sábado, 23 de abril de 2016

Flor do dia

Somos levados a
acreditar que
sucesso significa
realizar-se na
matéria.

Somos bem
sucedidos
quando produzimos
uma bela obra de arte,
desenvolvemos um
sofisticado projeto,
ocupamos um cargo
importante ou quando
ganhamos uma alta
quantia de dinheiro.

Eu não condeno
esse tipo de conquista;
isso faz parte da vida,
mas o verdadeiro
sucesso é quando
tomamos consciência
daquilo que nos
aprisiona;
quando tomamos
consciência da
nossa insanidade.

Ao perceber a
nossa insanidade,
começamos a nos
tornar sãos.

Ao perceber o que
está inconsciente,
expandimos
a consciência e
podemos perceber
o que está além
da matéria,
o espírito.

TEXTO DE: Sri Prem Baba
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 27 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

EXPERIÊNCIAS DIFÍCEIS NA VIDA

Todos nós já tivemos,
de uma maneira ou
de outra,
experiências difíceis
na vida.

Isto faz parte de
nossa viagem por
esta Terra – e embora
muitas vezes pensamos
que “as coisas podiam
ter acontecido de
outra maneira” - o fato
é que não podemos
mudar nosso passado.

Por outro lado,
é uma mentira pensar
que tudo que nos
acontece tem o
seu lado bom;
existem coisas que
deixam marcas
muito difíceis de
superar,
feridas que
sangram muito.

Como, então,
nos livrarmos de
nossas experiências
amargas?

Só existe uma
maneira:
vivendo o presente.

Entendendo que,
embora não
possamos mudar
o passado,
podemos mudar
a próxima hora,
o que acontecerá
durante à tarde,
as decisões a
serem tomadas
antes de dormir.

Como diz o velho
provérbio hippie:
“hoje é o primeiro
dia do resto da
minha vida”.

TEXTO DE: Paulo Coelho
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Sensibilidade

Ser sensível nesse mundo
requer muita coragem.
Muita. Todo dia.

Esse jeito de ouvir
além dos olhos,
de ver além dos ouvidos,
de sentir a textura
do sentimento alheio tão
clara no próprio coração
e tantas vezes até doer
ou sorrir junto com
toda sinceridade.

Essa sensação,
de vez em quando,
de ser estrangeiro e não
saber falar o idioma local,
de ser meio ET,
uma espécie de sobrevivente
de uma civilização extinta.

Essa intensidade toda
em tempo de ternura minguada.
Esse amor tão vívido
em terra em que a maioria
parece se assustar mais com
o afeto do que com
a indelicadeza.

Esse cuidado espontâneo
com os outros.
Essa vontade tão
pura de que ninguém
sofra por nada.

Esse melindre
de ferir por saber,
com nitidez,
como dói se sentir ferido.

Ser sensível nesse mundo
requer muita coragem.
Muita.
Todo dia.

Essa saudade,
que faz a alma marejar,
de um lugar que não
se sabe onde é,
mas que existe,
é claro que existe.

Essa possibilidade
de se experimentar a dor,
quando a dor chega,
com a mesma verdade com
que se experimenta a alegria.

Essa incapacidade
de não se admirar com
o encanto grandioso que
também mora na sutileza.

Essa vontade de espalhar
buquês de sorrisos por aí,
porque os sensíveis,
por mais que chorem
de vez em quando,
não deixam adormecer
a ideia de um mundo que
possa acordar sorrindo.

Pra toda gente.
Pra todo ser.
Pra toda vida.

Eu até já tentei ser diferente,
por medo de doer,
mas não tem jeito:
só consigo ser igual a mim.

TEXTO DE: Ana Cláudia Jácomo
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 25 de Abril de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.