segunda-feira, 26 de julho de 2010

ESCOLHAS DE UMA VIDA

A certa altura do
filme Crimes e Pecados,
o personagem interpretado por
Woody Allen diz:
"Nós somos a soma das nossas decisões".

Essa frase acomodou-se na minha massa
cinzenta e de lá nunca mais saiu.
Compartilho do ceticismo de Allen:
a gente é o que a gente escolhe ser,
o destino pouco tem a ver com isso.

Desde pequenos aprendemos que,
ao fazer uma opção,
estamos descartando outra,
e de opção em opção vamos tecendo essa
teia que se convencionou chamar
"minha vida".

Não é tarefa fácil.
No momento em que se escolhe ser médico,
se está abrindo mão de ser piloto de avião.
Ao optar pela vida de atriz, será quase
impossível conciliar com a arquitetura.

No amor, a mesma coisa:
namora-se um, outro, e mais outro,
num excitante vaivém de romances.
Até que chega um momento em que é preciso
decidir entre passar o resto da vida sem
compromisso formal com alguém,
apenas vivenciando amores e deixando-os ir
embora quando se findam, ou casar,
e através do casamento fundar uma microempresa,
com direito a casa própria,
orçamento doméstico e responsabilidades.

As duas opções têm seus prós e contras:
viver sem laços e viver com laços.

Escolha:
beber até cair ou virar vegetariano e budista?
Todas as alternativas são válidas,
mas há um preço a pagar por elas.

Quem dera pudéssemos ser uma pessoa
diferente a cada 6 meses,
ser casados de segunda a sexta e solteiros
nos finais de semana,
ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los
quando se está cansado.

Por isso é tão
importante o auto conhecimento.
Por isso é necessário ler muito,
ouvir os outros,
estagiar em várias tribos,
prestar atenção ao que acontece
em volta e não cultivar preconceitos.

Nossas escolhas não
podem ser apenas intuitivas,
elas têm que refletir o que a gente é.
Lógico que se deve reavaliar
decisões e trocar de caminho:
Ninguém é o mesmo para sempre.

Mas que essas mudanças
de rota venham para acrescentar,
e não para anular a
vivência do caminho
anteriormente percorrido.

A estrada é longa e o tempo é curto.
Não deixe de fazer nada que queira,
mas tenha responsabilidade e
maturidade para
arcar com as conseqüências
destas ações.

Lembrem-se:
suas escolhas têm 50% de chance
de darem certo,
mas também 50% de chance de darem errado.
A escolha é sua...!

TEXTO: Pedro Bial - Jornalista e Apresentador
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 de Julho de 2.010.

domingo, 18 de julho de 2010

Palmas ...

O escritor se baseia em fatos,
notícias ou fragmentos de suas observações
para escrever uma história,
onde mistura amor, ódio, desejo, vingança,
inveja, sonhos e realizações,
de gente como a gente.
Assim, misturando emoções,
cria a sua novela.

Assim também a Vida,
a grande escritora de nossas histórias,
vai escrevendo o enredo da
nossa existência,
através das nossas atitudes,
das respostas que damos diante das
dificuldades e das lutas..
Das companhias que buscamos,
das energias que espalhamos,
do nosso verdadeiro "eu"
que se manifesta livremente...

Os dramas que vivemos,
às alegrias que vivificamos,
os desejos que experimentamos,
as decepções e até os desgostos,
são frutos exclusivos da nossa maneira
de interpretar o grande texto que
temos em mãos,
onde cada um coloca maior ou menor
emoção em cada ato,
pois cada ator é diferente na sua
maneira de interpretar,
por isso tanta diversidade no mundo
e tanta igualdade no sofrer,
no comemorar, no adoecer,
na maneira de vivenciar as experiências
pelas quais passamos.

Então,
ao receber o seu texto neste dia,
quando for para amar,
ame muito, solte a sua emoção,
libere a sua melhor porção,
quando for para chorar,
que seja um choro breve,
enxugando às lágrimas e vislumbrando
o futuro,
que sempre traz novos textos,
novas esperanças,
para esse brilhante ator do
teatro da Vida,
que é você.

Nesse momento,
peço para a platéia em silêncio,
ficar em pé e te aplaudir com emoção,
afinal, viver não é fácil,
mas você merece o carinho do mundo,
você é um vencedor.

Palmas para você, sempre,
seja na alegria ou na dor,
Na vitória ou na queda,
na certeza ou na dúvida,
No sorrir ou no chorar,
na continuidade dos dias.

Ninguém melhor que você para decidir
o seu próprio destino,
Interpretar a sua história,
e isso você faz com dedicação,
Buscando sempre o melhor...
Pra você, neste dia de espetáculo:
palmas, palmas e mais palmas.

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 24 de Julho de 2.010.

O L H A R

Quando abaixar o olhar diante das dificuldades
da vida com medo de encará-las de frente,
estará desistindo.

Quando abaixar a cabeça com medo
do que as pessoas vão dizer de você,
por suas decisões,
lembre-se,
elas vão continuar falando do mesmo jeito,
viva a sua vida.

Quando abaixar a cabeça com medo
do que ainda não aconteceu,
lembre-se de viver só o presente.

Deves abaixar o olhar apenas para
conversar com Deus e agradecer por tudo,
pelas calúnias, pelos amigos,
tristezas, humilhações,
momentos felizes, etc.
Porque só Ele sabe o que se passa
dentro de você.

Ao contrário,
aprenda a olhar a vida e as pessoas
de frente sem medo nem arrogância,
mas puro de coração.

O olhar é o espelho da alma,
através dele podemos nos
conhecer e conhecer os outros.

Olhar as coisas de frente e sem
medo é para aqueles que sabem viver,
estes não tem medo de cair,
de ser feliz e nem de fazerem
outros felizes.

Olhe para as pessoas com todo
amor e sentimento que tem por elas,
deixe de mentir para você
mesmo aproveite a oportunidade,
quem tem medo de arriscar não vive,
e quem não quer viver,
não nasce.

Talvez o ideal para você,
que ainda não sabe olhar
as pessoas nos olhos
com medo de si mesmo,
é começar por algo mais profundo.

Olhe nos olhos de Deus,
todo final de tarde,
logo irá perceber que não é ruim
nem difícil olhar as coisas de frente,
depende de como está vendo,
e lembre-se:

Atrás do horizonte tem algo
mais a nossa espera.

******

OBS: Recebemos este texto sem autoria.
Caso você saiba quem é o autor do mesmo
e queira colaborar conosco,
fineza enviar um e-mail:
mensagem@toninholima.com.br
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Julho de 2.010.

Paralelas

As coisas que possuímos se apegam
a nós e nós a elas.
Os objetos contam histórias,
nos fazem lembrar, até sentir de novo,
mesmo se de forma mais suave,
as mesmas sensações.

Na viagem da vida,
as coisas que adquirimos depois
que o coração desejou
tanto e que nos deixaram
orgulhosos da conquista,
colam-se a nós como se às vezes
não pudéssemos viver dissociados.

Nosso apego à matéria nos dá a
sensação de que existimos,
pois são provas materiais,
tangíveis de que a nossa vida
foi rica em acontecimentos.

É muito bom ter uma história passada,
porém a história continua...
e muitas vezes para que possamos
avançar nela,
temos que achar espaço para
as novas coisas.
Se não aprendemos a nos
desprender das antigas,
formaremos em nós entulhos que
causarão desordem na nossa vida.

Não podemos querer avançar
e guardar sempre um pé atrás.
Podemos possuir o mundo inteiro,
mas quando nossa última hora chega,
tudo fica.

O que precisamos aprender é saber
reconhecer o que é importante,
o que realmente nos enriquece,
o que ficará mesmo depois
da nossa partida.

Ser feliz,
fazer outros felizes,
estar contente de si, ter amigos,
um amor de verdade,
valem mais que todo o ouro
do mundo junto.
E são essas riquezas que devem
se impregnar em nós,
são esses tesouros que devemos buscar.

Às vezes Deus nos dá a oportunidade
de recomeçar um caminho
e nós o perdemos porque
não soubemos abrir mão
do nosso passado.
Mãos que recebem estão
sempre abertas,
numa atitude paralela de oferta
e acolhimento.

As coisas passadas tiveram seu
momento e ficarão guardadas em nós,
mas é para frente que se anda.
O valor do que somos é muito
maior que o do que possuímos.

Lamentar coisas perdidas não
acrescenta um mínimo à nossa vida,
mas a esperança de dias melhores,
que damos e que nos damos,
é um tesouro de valor eterno
e inestimável.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 de Julho de 2.010.

Pensar...

"Quantas coisas estimamos
e valorizamos mais do que são?
Essas vãs imaginações,
essas avaliações desproporcionadas,
são as nuvens do erro que
se transformam nas tempestades
das perturbações."
(Francis Bacon)

Onde a sua imaginação e a força do
seu pensar tem te levado?
Será que vale tanto assim sofrer por
um amor que acabou?
Será que vale a pena insistir na mesma
maneira de viver,
não tendo coragem de rasgar um
diploma ou uma informação
que tem te levado ao buraco
do desespero?

Será verdadeira essa informação,
esse registro de dor?
O seu sofrimento existe mesmo ou
você o criou como punição?
O que você anda valorizando mais:
a sua vida ou a do outro?
o que anda valendo mais:
a roupa ou o corpo,
o pé ou o sapato que o adorna?
Será que você não sentou no
muro das lamentações
e está apenas julgando quem passa
lá embaixo?
Será que você é a vítima ou o réu?

"Cuidado com o valor que você
acrescenta aos fatos",
a vida passa numa seqüência
muito rápida,
e se você não encontrar tempo
para analisar,
para julgar com a razão o que chega
em cascata,
corre o risco de acumular experiências
dolorosas,
e chegar ao ponto de pensar que
para você
a felicidade não existe e não
vai existir,
que as coisas boas são para
os outros,
para você apenas os restos,
as migalhas,
transformando-se num "coitadinho",
e isso não é verdade,
é apenas mais uma armadilha,
uma arapuca do seu pensar,
que aceita as informações,
que não pesa os fatos que
pedem mudanças.

Mude...
tenha coragem de romper com o mundo,
se preciso for,
romper com as velhas idéias,
mesmo aos 50 ou 70 anos,
não importa,
a vida recomeça exatamente no ponto
que você marcar,
onde você decidir que vai selecionar melhor,
o que você pensa de você mesmo,
decidindo-se pela felicidade
de amar-se...
e esse é o início da verdadeira
plenitude da vida,
amar-se para poder se doar,
para ser inteiro e nunca mais,
metade...

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 de Julho de 2.010.

PESSOAS SÃO COMO FLORES...

Devemos nos relacionar
com as pessoas apaixonadamente,
intensamente como nos
relacionamos com o resto da existência...
Quando olhamos para uma flor
ficamos encantados com a sua beleza.
Por um breve momento, ela é única para nós,
incomparável...

Alguma coisa indizível
acontece que nos faz entrar em comunhão
instantaneamente com ela,
ficamos extasiados diante de tanta formosura.
Nos sentimos então mais vivos e mais felizes...

No momento em que estamos
nos concentrando nesta flor que está diante
dos nossos olhos,
não estamos interessados,
nem um pouco, em saber,
se a flor em questão,
sente o mesmo por nós.
Nem desejamos esta flor para sempre,
porque sabemos que a sua existência é efêmera.

Na nossa breve relação com ela,
não há da nossa parte nenhum tipo de expectativas,
cobranças, comparações.
Há sim uma aceitação incondicional
da flor e de tudo o que ela pode nos oferecer,
somente no "ali" e no " agora".
Nem pensamos em mudar a sua cor,
o seu perfume,
nem endireitar os seus galhos ou cortar
os seus espinhos...

Mas entre nós humanos,
a coisa é bem diferente:
ao entrarmos em contato com
outros seres humanos,
ao invés de apenas os curtirmos com a
mesma intensidade com que curtimos as flores,
ficamos perdendo muito tempo
analisado e julgando o comportamento
destas pessoas e também solicitando
delas a atenção que precisamos para podemos
acreditarmos no nosso próprio
valor pessoal.

E assim,
por querermos demais dos outros,
não conseguimos vê-los como realmente são;
não aceitarmos deles só aquilo que podem nos dar,
queremos é mais, muito mais.
Mais atenção, mais carinho e mais amor.
E assim acabamos incapazes de criar
verdadeiros laços afetivos,
onde a dor e a desilusão não têm espaço,
pois estes laços harmoniosos só podem existir
na aceitação mútua das partes
envolvidas e em plena liberdade...

O que nos alegra a alma de verdade,
é tudo aquilo que aconteceu
num momento imprevisto,
como uma estrela cadente ou um arco-íris
surgindo no céu.
Eles são belos porque nos surpreendem quando
menos esperamos por eles.
Porque não nos cobram nada: atenção,
mudança de comportamento, nada mesmo!
Eles apenas querem se mostrar,
como fazem as flores...

O que destrói a beleza de um relacionamento
é o sentimento de posse,
de exclusividade.
Se são tantas as flores na natureza,
como querer em que apenas numa
delas se concentre toda a nossa admiração
e a nossa atenção ?!
E pior, o tempo todo ?!
Somos todos flores, todos efêmeros,
mas eternos na nossa beleza,
na nossa capacidade de encantar e criar
ternura em muitos corações...

POR ISSO DEVEMOS OLHAR PARA AS PESSOAS
COMO OLHAMOS PARA AS FLORES...
COM DESAPEGO E MUITA TERNURA.

TEXTO: Aldina Ferraz Santos
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 20 de Julho de 2.010.

Oração é tudo de bom!

Oração é tudo de bom!
Oração não é uma
válvula de escape,
nem roteiro de fuga
dos problemas,
nem repositório de
mágoas ou queixas.

Oração é um tempo
para a reflexão consciente,
uma volta ao interior
igação com o Criador,
de maneira inteligente.

Oração é o breque perfeito
para as ações impensadas,
é uma ponte que liga o
cérebro agitado,
com a serenidade das
energias do bem,
com a sensação de paz que
tanto ansiamos,
que não podemos viver sem.

Una a oração com um
período de jejum,
que pode ser de alimentos
ou de palavras,
e temos uma combinação
perfeita,
uma simbiose entre o
racional e o emocional,
que se entrelaçam para prover
a sua estabilidade,
é um momento único que beira
a plenitude da felicidade.

Por isso,
não se atenha aos problemas,
fixe-se nas soluções,
nas possibilidades.

Todo mundo carrega em si,
dons especiais,
uma maneira de fazer diferente
o que o mundo faz igual.

Pode ser uma
simples varrição de ruas,
um artesanato,
uma costura, uma invenção,
um bolo confeitado,
ou um delicioso pão.

Em você,
Deus deposita sementes preciosas,
e espera pacientemente,
que elas venham florir,
e assim, um dia,
quem olhar para você,
sinta também o desejo
de sorrir,
pois verá no seu semblante
sereno que diz,
que há um Deus que nos ama,
e convida a ser feliz.

Oração é a junção
das palavras “orar + ação“,
por isso,
nunca pare de lutar,
não fique só no esperar.

É tempo de um novo tempo,
é tempo de recomeçar.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 17 de Julho de 2.010.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

P l e n i t u d e

"Os olhos do homem sábio estão na sua cabeça,
mas o louco anda em trevas;"
"Eclesiastes 2-14"

Muita gente anda se perdendo em tormentos tolos,
buscando recompensas materiais rápidas,
vendendo a alma, o corpo e seus ideais,
em troca de algum conforto material,
tentando compensar suas ausências com jóias,
celulares caros e cheios de acessórios,
carros com mais potência e luxo,
e nada, absolutamente nada o satisfaz.

A felicidade que tanto buscamos nas coisas,
que tentamos encontrar nos outros,
no amor que não vivemos,
no amor que partiu,
no parente que morreu,
no filho que não nasceu,
na semente que não germinou,
é tudo ilusão de olhos materiais,
olhos que só vêem o que se vê na superfície,
e o iceberg tem apenas uma parte
para fora da água,
sua maior porção não está revelada,
por isso os tolos batem e afundam.

A felicidade está onde você a colocar,
no vaso de gerânios na janela,
na horta que cresce verdinha e plena
das suas mãos,
no orfanato que você visita e é reconhecido,
no trabalho onde você é respeitado
pela generosidade,
na sua casa onde te amam pela
sua compreensão,
na igreja onde reconhecem a sua
espiritualidade verdadeira.

A felicidade não permite aparências,
coisas externas,
está em nosso semblante,
é exibida pelos olhos,
que são espelhos da alma.

Não se frustre por tão pouco,
não se inquiete,
deixe de lado as falsas expectativas
que você cria,
viva a realidade do dia e Deus,
na sua infinita sabedoria,
saberá dar-lhe, no momento oportuno,
não o que desejas,
pois nem sempre é o melhor
para o seu tempo,
mas o que precisas para viver a felicidade
que existe em ti.
Isso se chama Plenitude!

Muita paz para o seu dia.

Acredite em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 15 de Julho de 2.010.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Surpreenda-se!

Hoje é dia de descobertas.
Descubra em primeiro lugar,
o que você tem de bom
para oferecer ao mundo.
Sabe aquele sorriso que
todo mundo gosta?
Ou aquele seu jeito de
falar com cada um
com carinho e atenção.

Quem sabe não seja
a sua facilidade
de cuidar dos doentes
(do corpo e da alma).
Pode ser,
que todo mundo goste mesmo
é da sua disposição
e invejem a sua atitude
sempre firme.

Hoje é dia de descobertas.
Coloque um desafio
diferente para a sua vida.
Desafie-se! Prove-se!.

Pare de ser pessimista
ou otimista demais,
caia na real e use a sua força,
a sua fé ,
a sua determinação para
buscar ainda hoje,
uma saída, uma conquista,
uma mudança,
por menor que seja,
na sua vida rotineira.

Aliás,
esse é o maior desafio
para muita gente:
sair da rotina.

Tem muita gente
incapaz de mudar o
roteiro de sua vida,
sair daquele velho trajeto
que acostumou a fazer
todos os dias,
todas as horas.

Acredite,
tem muita gente que é infeliz,
porque aceitou e acostumou-se
com a infelicidade.
Porque botou na cabeça
que não merece ser feliz,
que sua vida não tem solução.

Tudo mentira,
tudo invenção,
tudo pode ser diferente.

Então,
eu te proponho um desafio:
faça algo diferente
na sua vida.
Pode ser na maneira
de vestir-se.

Pode ser no perfume que
você sempre usa.
Pode ser no jeito de falar.
Pode ser no jeito de andar.
Pode ser no trajeto de casa
para a escola ou trabalho.

Só para variar,
pegue um ônibus errado,
mas faça alguma coisa para
sair da rotina.
Surpreenda a pessoa amada,
mande flores,
um cartão animado.
Surpreenda seus pais
e pendure-se
no pescoço deles enchendo-os
de beijos.

Surpreenda um amigo
e diga o quanto ele é
importante na sua vida.
Surpreenda seu chefe e
termine seu serviço
com mais eficiência.
Surpreenda seus professores
e tire nota máxima
em todas as provas.
Surpreenda a você mesmo,
e perceba que você é feliz
com o que já possui.

Que possui qualidades
maravilhosas
que andam escondidas por
uma dor antiga,
por um remorso besta,
ou por puro preconceito.

Por fim,
surpreenda Deus,
mostrando que você
não é apenas um ser pedinte,
um mendigo da esmola divina,
e agradeça-o,
porque sem Ele,
nada vale a pena.

Surpreenda-me
e responda
essa mensagem dizendo:
Eu sou feliz!

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 de Julho de 2.010.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Deus alimento

Fuja da tentação
das facilidades do mundo.
Fuja dos que vendem
“o segredo”
da felicidade.
Que prometem a solução
rápida de todos os problemas,
dos que dizem que basta um dízimo,
uma oferta em tal altar.

Eis os que
só querem e só sabem,
enganar.
Recordando Jesus,
o que veio para salvar:
- No mundo tereis tribulações.
Veja,
não há promessas de facilidades,
nem de eterna felicidade.

Para você que hoje
sofre a dor do abandono,
a dor da doença dita incurável,
o desespero das drogas,
do alcoolismo,
das dívidas que parecem
maiores que o mundo,
eu te digo,
sem medo de errar,
você só vai se libertar,
quando sentir fome de Deus!

Quando a fome de Deus,
for maior que a fome dos
bens materiais.

Quando a fome de Deus,
for maior que a
fome de alimentos.

Quando essa fome de Deus,
for maior que a fome das paixões,
quando a fome por Ele,
revestir a sua alma,
ele então, se revelará,
se mostrará por inteiro,
e você compreenderá,
que não é o mundo que
precisa mudar,
mas você,
que ainda não aprendeu
a amar.

Amar primeiramente a
Deus e todas as suas coisas,
e ao próximo,
como a ti mesmo.

Não é fácil!
Não é imediato!

Não é com “segredos”,
com simples desejos,
mas com revelações,
com dores profundas,
com o desejo
sincero de se melhorar.

Perdoar de verdade,
não desculpar.
Estender a mão para
quem te desdenha,
Levar o pão para quem
te negou tudo.

Desejar o bem para
quem só te deseja o mal.
Erguer aquele que
um dia te derrubou.
Visitar primeiro
o que foi condenado,
depois o “iluminado”.

Não é fácil.

Mas,
quem disse que seria fácil?
- No mundo tereís tribulações!
Essa foi a palavra de Jesus,
que teve a maior cota
de tribulações,
pois era inocente,
e foi condenado,
era puro, e foi maculado,
era santo, e foi exacrado,
era sério,
e foi ridicularizado,
curava e foi ferido
até a morte.

Ainda assim,
no auge do seu sofrimento,
lançou no ar uma poesia,
em forma de lamento:
-Pai, perdoai-os,
eles não sabem o que fazem.

Tenha fome de Deus,
e a sua dor,
o seu sofrimento,
será reduzido ao pó da estrada,
poeira do tempo,
porque Deus é mais
do palavra,
Deus é o verdadeiro
alimento.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 13 de Julho de 2.010.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Ilusões, verdades e você...

"Na vida,
sempre temos em alguma época
a felicidade nas mãos.
É que ela vem
submetida ao preço da
dedicação e da renúncia,
do dever cumprido e da honestidade,
que nós nem sempre desejamos pagar,
perdidos nas ilusões absorventes do mundo,
para acordar na colheita da nossa
semeadura entre o
arrependimento e a desilusão,
o desencanto e a dor."
(Marcus Vinicius)

Se é a sua casa que é humilde demais,
e isso lhe constrange a alma,
sossegue,
coloque nela a "santa limpeza",
espalhe flores simples,
e em cada cantinho,
preces de agradecimento por
ter onde se abrigar,
e quando você menos esperar,
da casa simples farás um lar.

É o emprego que lhe cansa,
ou cobranças que não
param de chegar?
Talvez seja a vida cobrando
disciplina e metas,
e sábio é aquele que aprende
a viver com o que tem,
não compra o que não precisa,
e não precisa do que não pode comprar.

É o relacionamento que lhe deixa triste,
sente que o amor
esfriou e só tem reclamações?
Faça a sua parte, se desdobre em amor,
não caia na tentação
fácil da traição,
essa é uma faca afiada,
que fere dois lados,
quem é traído, se sente enganado,
menor, quem trai,
se sente fraco, impotente,
quebrando valores e por vezes,
buscando e não encontrando lá fora,
o que já tinha em seu lar e
não soube valorizar.

Não se deixe enganar
pelo brilho do mundo,
a felicidade é simples, está onde você está,
onde você coloca o seu coração,
o seu desejo,
está em você a chave que abre essa porta,
"entre a realidade que ás vezes é cinza,
e a ilusão que sempre vem com muita cor,
prefira a primeira,
pois essa você pode pintar,
a segunda quase sempre,
desbota logo,
perde o brilho e entristece a alma",
engana os tolos e apenas espalha dor.
e tudo o que você precisa,
é apenas semear o amor,
por onde você for.

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 10 de Julho de 2.010.

Somos Vencedores

Não há quem esteja seguro
de si o tempo todo e que olha
sempre pra frente,
sem duvidar um instante.

Mesmo as pessoas mais positivas,
para as quais tudo sempre
vai dar certo
(e geralmente é o que acontece!)
já se questionaram uma vez ou outra.

E os que duvidam sempre
nunca vão a lugar nenhum,
já que não conseguem decidir.

Não somos todos,
os que confiam em Deus,
super-heróis.
Mas somos vencedores por antecipação,
cada um com sua coroa
ou galardão no fim do caminho.

Pior,
muito pior que duvidar
da capacidade dos outros,
é duvidar da nossa capacidade.

Não que podemos fazer tudo
o que os outros fazem,
mas podemos, certamente,
fazer muita coisa que outros não fazem.

Cada um assim, com seu talento,
seu dom, sua missão.
Deus nos fez superiores a
todos os seres e
designou os anjos para
nos servirem.

Não há, dessa forma,
quem esteja completamente sozinho,
quem não possa dar um passo,
quem não possa ir além.

Ninguém é muito velho,
muito jovem,
muito sem instrução ou
muito sem jeito para que não
possa construir alguma coisa.
É suficiente estar em harmonia
com Aquele que nos criou para
que as oportunidades surjam
e sejam aproveitadas.

Que seja no trabalho,
na vida do dia-a-dia ou na
missão que Deus nos confiou a cada um,
é importante não duvidar
quando Deus nos
aponta uma direção e sair
desbravando o caminho.

Eu digo sempre e repito que
Deus não faz nada pela metade
e que se nos aponta algo
é porque vai nos dar
os meios.

É importante seguir cada passo,
sem querer ver longe demais.
Prestamos menos atenção aos
longos caminhos quando vamos
passo a passo,
pois a visão da distância
pode nos fazer desanimar
com antecedência.

E quanto não
perdemos com isso!!!

Que o bom Deus os mostre
o quanto são capazes nessa
vida e que Ele os
abençoe a cada instante!

TEXTO: Leticia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 09 de Julho de 2.010.

A VIDA ESTÁ ALÉM DO SEU CONTROLE

A vida está além do seu controle.
Você pode desfrutá-la,
mas não pode controlá-la.
Você pode vivê-la,
mas não pode controlá-la.
Você pode dançá-la,
mas não pode controlá-la.

Normalmente dizemos que respiramos,
e isso não é verdadeiro,
a vida respira por nós.
Mas continuamos a nos considerar agentes,
e isso cria o problema.

Quando você fica controlado,
excessivamente controlado,
não permite que a vida lhe aconteça.
Você impõe demasiadas condições,
e a vida não pode satisfazer nenhuma.

A vida lhe acontece somente quando
você a aceita incondicionalmente e está
disposto a dar-lhe as boas-vindas,
não importa a forma que ela tome.
Mas uma pessoa muito controlada
está sempre querendo que a vida
chegue até uma certa forma,
está sempre pedindo que ela satisfaça
certas condições,
e a vida não se importa;
ela simplesmente não leva em
conta pessoas como essa.

Quanto mais cedo você quebrar
o confinamento do controle,
melhor, porque todo controle é da mente.
E você é maior do que a mente.
Uma pequena parte está tentando dominar,
tentando dar ordens.
A vida segue em frente,
você é deixado para trás e fica frustrado.
A lógica da mente é tal que diz:
"Olhe,
você não controlou bem e por isso perdeu;
controle mais."

A verdade é justamente o oposto:
as pessoas perdem muitas coisas devido ao
exagerado controle.
Seja como um rio selvagem,
e muito do que você nem pode sonhar,
nem pode imaginar,
nem pode esperar,
está disponível logo ali,
ao seu alcance.
Mas abra as mãos;
não continue vivendo a
vida com mãos fechadas,
porque essa é a vida de controle.
Viva a vida com as mãos abertas.

Todo o céu está disponível;
não se contente com menos.
:: :: :: :: ::
OBS.:
Não encontramos autoria do texto acima.
caso você saiba e queira nos ajudar,
fineza enviar um e-mail para
mensagem@toninholima.com.br.
Será uma grande alegria darmos
os créditos merecidos a quem
o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Julho de 2.010.

O que queremos

As vezes,
tudo o que mais
queremos é tão simples,
tão pouco,
como a atenção de
alguém que gostamos.

As vezes,
as pessoas que gostamos
não percebem,
se matam em oferecer
bens materiais, jóias,
o carro do ano,
o apartamento de luxo,
e se esquecem do básico:
amor e carinho!

Isso vale para pais que
pagam a escola,
mas não tem tempo para
sentar com os filhos
e ouvir por alguns instante,
o que ele aprendeu.
Rir das suas trapalhadas,
ajudar nas dificuldades.
Um pouco de atenção
vale tanto!

Isso vale
para a esposa dedicada.
Que se mata para deixar
a casa brilhando,
fazer o jantar que
"engorda até os olhos",
mas se fecha
em reclamações da louça,
do desgaste das mãos,
do cansaço das costas.

Melhor seria se fizesse menos,
e amasse um pouco mais...

Isso vale para os maridos
tão trabalhadores.
Que não deixem que falte
nada nos armários,
pagam as contas em dia,
e se gabam disso.
Mas se esquecem do
abraço sincero,
do beijo mais terno,
da palavra que encanta,
do olhar que admira.

Tudo com custo zero,
dependendo apenas
da atenção.
Atenção que se revela
em dedicação,
que nasce da admiração,
sem a qual,
o amor não resiste,
aliás, nem existe.

È tempo de prestar atenção!
Diminuir a velocidade
da sua vida.
Arrumar tempo para o
que realmente importa.
Fazer menos dívidas com
o consumismo,
e ter créditos com aqueles
que te amam.

Porque tudo passa,
mas o carinho e a atenção
deixam marcas pela eternidade,
pois são frutos da verdade.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 06 de Julho de 2.010.