sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Simplesmente Vida

Quando você acreditar 
que é o fim de tudo,
quando não te restar 
mais esperanças.

Quando você aceitar a derrota 
e não souber por onde começar,
quando todos te dizerem 
que é o fim,
que você acabou.

Quando as portas se fecharem 
na sua cara,
quando os amigos sumirem.

Quando o amor partir e deixar um 
rombo no seu coração,
quando as dívidas forem 
maiores que a sua
capacidade de pagar.

Quando te faltar chão, 
o ar sumir,
a vista escurecer,
quando o medo for mais 
forte que a razão.

Quando tudo for apenas uma saudade,
lembre-se da vida,
lembre-se dos milagres que 
acontecem a cada dia,
a força do sol com seu esplendor,
o Christopher Reeve na 
cadeira de rodas
mexendo um dedo,
a força da chuva trazendo 
vida ás sementes.

O Lars Grael recomeçando 
com uma perna só,
A beleza das flores que se 
abrem para o dia,
a luta do Gerson Brener 
para falar,
a sensibilidade do canto 
dos pássaros,
a resistência de Mandella nos 
quase 30 anos de prisão.

Pense no equílibrio dos mares,
na reconstrução e na emoção 
do Herbert Viana,
pense na grandeza das florestas,
e por fim, 
pense em Jesus,
que até no último suspiro lembrou-se 
de você e pediu:
-Pai, perdoai-os, 
eles não sabem o que fazem.

Recomece a cada segundo, 
a cada minuto reconstrói 
os teus pensamentos,
dirige-os para a luz,
pois é assim que se constrói 
a verdadeira felicidade.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Março de 2.014.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

ESPERANÇA DOS DESESPERANÇADOS

"Mas Jesus, 
sem acudir a tais palavras, 
disse ao chefe da sinagoga: 
Não temas, crê somente." 
(Mc 5.36)

A vida não é indolor. 
Há momentos que ela nos 
mostra sua carranca 
e nos ameaça com 
circunstâncias medonhas.

Tem­pestades terríveis 
nos assolam.

Nessas horas, 
o desespero nos perturba, 
a angústia aperta nosso 
peito e as lágrimas brotam 
dos nossos olhos.

Neste cenário, 
Jesus se ergue como a 
esperança dos 
desesperançados.

Jesus acalma 
as tempestades da vida, 
liberta os cativos, 
cura os enfermos 
e ressuscita os mortos.

Ele tem autoridade 
sobre as leis da natureza 
e poder sobre os demônios.

Jesus tem autoridade 
sobre as enfermidades 
e poder sobre a morte.

O vento impetuoso 
e as ondas revoltas que 
conspiram contra nós, 
obedecem a sua voz.

Os demônios que oprimem 
os cativos batem em 
retirada sob sua ordem.

As enfermidades que 
nos castigam não resistem 
à sua autoridade.

A própria morte, 
que ceifa a vida e arranca 
dos nossos braços as 
pessoas que amamos,
 obedece a sua voz.

Para Jesus não tem causa 
perdida nem problema 
insolúvel.

Para ele não tem vida 
irrecuperável nem situação 
irremediável.

Jesus pode tudo quanto quer. 
Ele é a esperança dos 
desesperançados.

Senhor, 
Jesus possui as rédeas 
da história. 
Por isso eu confio que
 a minha vida não está 
entregue à sorte ou ao destino, 
mas nas mãos do meu 
rei e salvador. 
Em nome de Jesus. 
Amém.

TEXTO: Hernandes Dias Lopes 
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 Fevereiro de 2.014.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

A MAGIA ESTÁ EM VOCÊ

Por que algumas pessoas 
vêem mágica em suas 
vidas e outras não?
Acredite na mágica que 
há dentro de você.

Toda pessoa é um ser mágico, 
sua concepção e nascimento foi
uma grande magia 
da natureza.

Acredite, 
existe um grande 
poder dentro de você, 
um poder que é
capaz de mudar suas atitudes, 
influenciar o meio em que 
você vive.
A escolha é sua!

Você pode decidir entre 
realmente fazer a diferença 
ou ser mais um
no meio da multidão. 
Mas, 
saiba que como 
todo bom mágico é
preciso muito trabalho e 
perseverança para estar 
entre os melhores.

Acreditar nos seus dons, 
nos seus sonhos, 
no seu talento
é a base para construir 
uma carreira de sucesso.
Experimente novas 
cores em sua vida.
Provoque e construa 
mudança positivas.
Experimente uma nova vida, 
colocando novos temperos 
em seu dia-a-dia.

Não mude tudo!
Não seja radical!
Comece com pequenas 
mudanças no comportamento.

Mude sua percepção 
sobre os fatos, 
procure ver o contexto, 
não tire conclusões precipitadas, 
somente decida ou comente algo
quando estiver convicto 
que vale a pena fazê-los.

Crie momentos mágicos.
A platéia, digo, sua família, 
colegas de trabalho, 
clientes e comunidade,
estão todos ávidos por um novo show.
Tenha o bom humor e o alto 
astral sempre como aliados.
Procure iluminar o lugar 
em que você vive.

Demonstre seu 
entusiasmo pela vida, 
paixão naquilo que faz,
agradeça sempre ao Criador por 
tudo o que você tem e é.

Peça sempre um sorriso, 
faça questão de um 
"bom dia" diferente,
estimule pensamentos positivos,
 aceite sugestões, 
mantenha a porta
e o coração abertos e aumente a 
auto-estima de toda e qualquer
pessoa que conviva 
com você.

A velha e boa história 
"faça o bem, 
não importa a quem" 
vai se
tornar um grande 
impulso para novos saltos 
em sua vida.
A decisão é sua.
A magia está 
dentro de você.
Tá na hora de procurar onde você 
tem deixado sua varinha 
de condão.

TEXTO: Paulo Araújo
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 27 Fevereiro de 2.014.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Carga desnecessária

Se é verdade que 
a cada dia basta sua carga, 
por que então teimamos em 
carregar para o dia seguinte 
nossas mágoas e dores?

Há ainda os que carregam 
para a semana seguinte, 
o mês seguinte e anos afora.

Nos apegamos ao sofrimento, 
ao ressentimento, 
como nos apegamos a essas 
coisinhas que guardamos 
nas nossas gavetas, 
sabendo inúteis, 
mas sem coragem para 
jogar fora.

Vivemos com o lixo da existência, 
quando tudo seria mais 
claro e límpido 
com o coração renovado.

As marcas e cicatrizes 
ficam para nos lembrar da vida, 
do que fomos, 
do que fizemos e do que 
devemos evitar.

Não inventaram ainda 
uma cirurgia plástica da alma, 
onde podem tirar todas 
as nossas vivências e nos 
deixar como novos.

Ainda bem…

Não devemos nos esquecer 
do nosso passado, 
de onde viemos, 
do que fizemos, 
dos caminhos que 
percorremos.

Não podemos 
nos esquecer de nossas 
vitórias, 
nossas quedas e nossas lutas. 
Menos ainda das pessoas 
que encontramos, 
essas que direcionaram 
nossas vidas, 
muitas vezes sem saber.

O que não podemos 
é carregar dia-a-dia, 
com teimosia, o ódio, 
o rancor, as mágoas, 
o sentimento de derrota e 
o ressentimento.

Acredite ou não, 
mas perdoar a quem nos 
feriu dói mais na pessoa 
do que o ódio que podemos 
sentir durante toda 
uma vida.

As mágoas envelhecidas 
transparecem no nosso 
rosto e nos 
nossos atos e moldam 
nossa existência.

Precisamos, 
com muita coragem e ousadia, 
abrir a gaveta do nosso 
coração e dizer: 
eu não preciso mais disso, 
isso aqui não me traz 
nenhum benefício.

E quando só ficarem a 
lembrança das alegrias, 
do bem que nos fizeram, 
das rosas secas, 
mas carregadas de amor, 
mais espaço haverá para 
novas experiências, 
novos encontros.

Seremos mais leves, 
mais fáceis de ser carregados, 
mesmo por aqueles 
que já nos amam.

Não é a expressão do 
rosto que mostra o que 
vai ao coração?

De coração aberto e limpo 
nos tornamos mais 
bonitos e atraentes e as 
coisas boas começam 
a acontecer.

Luz atrai, 
beleza atrai. 
Tente a experiência.

Sua vida é 
única e você é único. 
Sua vida merece que, 
a cada dia, 
você dê uma chance para 
que ela seja plena e feliz!

TEXTO: OBS.: Não encontramos fonte
ou autoria deste texto em nossos 
arquivos e na internet.
Caso saiba e queira nos ajudar,
fineza nos informar através do e-mail
mensagem@toninholima.com.br,
para darmos os créditos merecidos a
quem o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 Fevereiro de 2.014.

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Tormentas

Contam que um 
dia um camponês 
pediu a Deus permitir-lhe 
mandar sobre a Natureza para 
-segundo ele - 
conseguir melhores colheitas. 
E Deus lhe concedeu!

Então quando 
o camponês queria 
chuva ligeira, 
assim acontecia; 
quando pedia sol, 
este brilhava em seu esplendor; 
se necessitava mais água, 
chovia mais regularmente; 
etc.

Mas quando chegou 
o tempo da colheita, 
sua surpresa 
e estupor foram grandes 
porque o resultado foi 
um total fracasso.

Desconcertado e meio 
aborrecido perguntou 
a Deus por que 
aconteceu aquilo, 
se ele havia escolhido 
os climas que achou 
adequados.

Mas Deus respondeu - 
"Tu pediste o que quiseste, 
mas não o que 
de verdade convinha. 
Nunca pediste tormentas, 
e estas são muito necessárias 
para limpar a semente, 
afugentar aves e animais 
que a consomem, 
e purificá-la de pragas 
que a destroem."

Assim acontece conosco, 
queremos que nossa vida
 seja puro amor e doçura, 
nada de problemas.

O otimista não é aquele 
que não vê as dificuldades, 
mas aquele que não 
se assusta com elas, 
não se deixa ultrapassar. 
Por isso podemos afirmar 
que as dificuldades são vantagens, 
as dificuldades 
amadurecem as pessoas, 
as fazem crescer.

Por isso faz falta 
uma verdadeira tormenta 
na vida de uma pessoa, 
para fazê-la compreender 
o quanto se tem preocupado 
com bobagens, 
por chuviscos passageiros.

O IMPORTANTE NÃO 
É FUGIR DAS TORMENTAS, 
MAS TER FÉ E CONFIANÇA 
EM QUE LOGO PASSARÃO 
E NOS DEIXARÃO ALGO DE 
BOM EM NOSSAS VIDAS.

Há derrotas que 
têm mais dignidade do 
que a vitória.

Uma retirada a tempo 
é em si uma vitória.

O primeiro êxito 
não significa vitória
 e o primeiro fracasso não 
significa derrota.

Pergunta-te se o 
que estás fazendo hoje 
te aproxima do lugar 
aonde queres estar 
amanhã.

Antes de por uma 
barreira em tua vida, 
recorda o que vais deixar 
dentro e o que que 
ficará fora.

Deus guarde teu caminho.

TEXTO: OBS.: Não encontramos fonte
ou autoria deste texto em nossos 
arquivos e na internet.
Caso saiba e queira nos ajudar,
fineza nos informar através do e-mail
mensagem@toninholima.com.br,
para darmos os créditos merecidos a
quem o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 25 Fevereiro de 2.014.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Aprendizagem

A distância pode 
causar saudades,
mas nunca 
o esquecimento...

De uma forma positiva,
aprendi que não importa 
o que aconteça ou
quão ruim pareça 
o dia de hoje,
a vida continua,
e amanhã será melhor.

Aprendi que se pode 
conhecer bem uma pessoa,
pela forma como ela lida 
com três coisas:
um dia chuvoso,
uma bagagem perdida e
os fios das luzes de uma 
árvore de Natal que 
se embaraçam.

Aprendi que não
 importa o tipo de 
relacionamento que se 
tenha com seus pais,
você sentirá falta 
deles quando partirem.

Aprendi que “saber ganhar”
 a vida não é a mesma 
coisa que “saber viver”.

Aprendi que a vida, 
às vezes, 
nos dá uma segunda 
chance.

Aprendi que viver 
não é só receber, 
é também dar.

Aprendi que se você 
procurar a felicidade, 
vai se iludir.
Mas, 
se focalizar a atenção 
na família,
nos amigos, 
nas necessidades dos outros,
no trabalho e procurar 
fazer o melhor,
a felicidade vai 
encontrá-lo.

Aprendi que sempre 
que decido algo com o 
coração aberto,
geralmente acerto.

Aprendi que diariamente 
preciso alcançar e 
tocar alguém. 
As pessoas gostam de um 
toque humano, 
de segurar na mão,
de receber um abraço 
afetuoso ou
simplesmente de um 
tapinha amigável 
nas costas.

Aprendi que ainda tenho 
muito que aprender.

As pessoas se esquecerão 
do que você disse...
Esquecerão o que você fez...
Mas nunca esquecerão 
como você as tratou...

TEXTO: OBS.: Não encontramos fonte
ou autoria deste texto em nossos arquivos
e na internet.
Caso saiba e queira nos ajudar,
fineza nos informar através do e-mail
mensagem@toninholima.com.br,
para darmos os créditos merecidos a
quem o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 Fevereiro de 2.014.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Deus nunca me fez chorar

Deus nunca me fez chorar, 
pelo menos não de tristeza. 
Se lágrimas houveram, 
foram nesses momentos onde 
Sua presença é tão forte que as 
lágrimas não resistem. 
Mas eu mesma, 
pelas minhas escolhas, 
já chorei muito.

Eu, 
pelos meus caminhos, 
colhi dor e tristeza para 
meu coração.

Poderia ter sido diferente, 
mas como somos teimosos quando 
queremos alguma coisa!

De adultos racionais e inteligentes, 
nos tornamos crianças mimadas, 
sem pensar no peso das responsabilidades.

Nos dizemos para vivermos o 
hoje como se o amanhã nunca fosse 
chegar e ele chega, 
ele chega forçosamente para 
muitos de nós.

E precisamos conviver com ele, 
assumir as conseqüências 
dos nossos atos, 
amadurecer às custas 
das dores ou 
nos tornarmos pessoas 
amargas.

Entendam, por favor, 
que Deus quer nossa felicidade 
e nosso bem. 
Ele, como Jesus, 
derrama lágrimas quando 
sofremos.

Se humildemente não impomos 
nossa vontade, 
mas pedimos, 
Ele concede muitos dos 
nossos desejos, 
aqueles que chegam como 
presentes e que jamais 
nos farão sofrer.

Deus é Pai e um pai sempre 
quer o melhor para os seus filhos, 
mesmo se ele põe as sementes 
nas suas mãos e diz: - 
agora planta e colhe.

Porque plantar, 
ceifar e colher faz parte da vida.

Que o Senhor conceda sabedoria 
a cada um de vocês!

Lembrem-se: 
"Dos homens são os projetos do coração, 
mas do Senhor a resposta da boca."

Creiam nisso, 
pois é o alicerce da felicidade.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 Fevereiro de 2.014.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

É daquele tempo

É daquele tempo, 
em que você sorria mais 
que eu quero falar.
Das lembranças que 
não querem calar.
dos sonhos que de tão infantis, 
eram fáceis de realizar.
 
Quero falar de um tempo, 
em que o próprio tempo, 
não tinha tanto peso,
ele não passava simplesmente, 
ele era preenchido...
 
Cada dia era esperado, 
desejado, 
cheio de novidades,
ainda que as mesmas...
as mesmas pessoas amigas,
as mesmas brincadeiras,
e até as brigas, 
eram as mesmas,
por isso mesmo eram tão 
simples de serem resolvidas.
 
Quando foi que você 
deixou de ser feliz?
Quando foi que a amargura 
entrou no seu coração e 
fechou portas?
Quando foi a primeira vez 
que você não teve 
vontande de sair?
Quando foi que você deixou 
de se olhar no espelho 
e se admirar?
Quando foi que o amor 
te fez mal?
Que alguém te magoou e você 
se deixou magoar?
 
É o mesmo tempo 
que te espera!
O tempo onde tudo pode 
ser mais simples.
Liberte-se do que te oprime.
se tem o que perdoar perdoe,
mas perdoe esquecendo 
seja la o que for.
 
A vida é uma estrada comprida...
 
Não dá para seguir 
viagem carregando 
fardos inúteis.
E o rancor, as desilusões, 
o que era para ter sido 
e não foi,
pesam demais, 
para qualquer pessoa.
 
Liberte-se!
é tempo de seguir viagem:
você é o tempo de ser feliz.
 
Sorria!
O dia está 
nascendo mais uma vez,
e é todinho seu,
se você acreditar,
se não duvidar, 
e se deixar amar.
O dia é todo seu.
 
Sorria!
 
Eu acredito em você
 
TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 20 Fevereiro de 2.014.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

PALAVRAS PODEM MACHUCAR

Olhe para os seus relacionamentos. 
Tente imaginar a quantidade de 
palavras que você disse e depois 
se arrependeu amargamente.

Palavras inoportunas que atingiram 
em cheio a alma dos amigos, 
da esposa, do marido, dos filhos...
levando-os a gerar sentimentos negativos 
sobre eles mesmos e sobre 
a vida que viviam.

Uma das maiores dificuldades que 
temos como seres humanos 
é o controle da nossa língua.

Talvez seja esse o órgão do nosso 
corpo sobre o qual menos 
temos controle e, 
por isso, 
é o que mais causa desastres.

Machucamos os outros gratuitamente. 
Rompemos relacionamentos 
de anos intempestivamente. 
Não tenho receio de afirmar 
que uma das maiores vitórias do ser 
humano é quando ele consegue 
dominar a sua própria língua.

Muitos dos nossos problemas 
se iniciam precisamente 
com nossas palavras. 
E talvez você já tenha percebido, 
ainda que tardiamente, 
que não é possível interromper 
o curso de nossas palavras.

Depois que falamos as tais 
palavras inoportunas, 
não é possível colocar uma 
barreira entre elas e o nosso 
interlocutor.

Elas saem como se fosse um 
raio ao encontro de seu alvo. 
Somente param quando o atingem, 
previamente programado 
para destruir.

Bastam apenas alguns segundos 
para abrirmos, 
através de nossas palavras, 
profundas feridas nas 
pessoas amadas, 
mas são necessários muitos 
anos para curá-las.

Quanto rancor e mágoa ficam 
guardados em nosso coração 
porque ouvimos palavras indesejáveis 
de pessoas que jamais poderíamos 
imaginar se expressarem 
daquela forma?

Nossas palavras podem 
ser portadoras de bem-estar 
e construir relacionamentos mais 
sadios ou ser portadoras 
de mal-estar e, com isso, 
destruir relacionamentos construídos 
ao longo de anos em apenas 
alguns segundos.

Será que não precisamos controlar 
melhor nossas palavras?

TEXTO: Luiz Alexandre S. Rossi
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 19 Fevereiro de 2.014.

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Apenas Amar

Não procure motivos 
para explicar a solidão.
Antes, 
analise as suas ações, 
elas dizem o que de você?

Muita gente jura que não sufoca, 
mas não deixa o outro agir.
Outros juram que 
se dedicam demais ao 
relacionamento,
e não entendem que é ai 
que está o problema.

Há quem espera 
sempre algo mais 
do outro.
E quem nem espera que 
o outro faça algo. 
Faz tudo antes, 
ao seu modo...

Tem muita gente apostando 
que a felicidade só 
é completa quando se vive 
um relacionamento,
e em nome de uma carência absurda, 
se entrega as mais estranhas 
formas de amar.
E sofrendo horrores com 
situações negativas 
que se repetem.
Quase sempre 
é a mesma história, 
os mesmos tipos.

O que falta para 
viver um grande 
amor?
Entender que não 
da para trocar a nossa 
insatisfação pessoal 
por um "amor".

Não existe uma pessoa 
que possa fazer feliz 
quem não se ama.
Se você já não vive bem 
com você mesmo, 
com o seu dia a dia,
não pode querer que venha 
alguém com super-poderes 
te completar, 
ou "consertar".

Procure primeiro 
conviver bem com os 
seus hábitos.
Não tenha medo de 
encarar uma terapia para 
corrigir algumas dificuldades.

Todos nós temos manias, 
qualidades e defeitos 
que podem ser adaptadas.

Quando você se sentir 
"de bem com você", 
saia livre pelo mundo.
Sem fazer nenhuma "imagem" 
do futuro amor, 
deixe-se viver um encontro.
E quando encontrar, 
tenha tempo para conhecer, 
namorar sem expectativas.

Assim, 
a vida reúne pessoas 
que buscam o mesmo objetivo, 
ser feliz com simplicidade.
Sem o compromisso 
impossível de fazer alguém 
se transformar,
apenas o que o amor pede, 
amar.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke 
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 Fevereiro de 2.014.

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Lágrimas: Palavras da alma

Muitas vezes, 
na vida, 
vivenciamos situações 
em que a emoção é tamanha 
que nos faltam palavras para 
expressar nossos sentimentos.

Podemos 
considerar as lágrimas 
como as palavras de 
nossa alma. 
Através delas, 
somos capazes de 
demonstrar incontáveis 
sentimentos.

As lágrimas, 
na maioria das situações, 
escorrem de nossos olhos sem 
que tenhamos controle sobre elas.

Em alguns momentos, 
elas contam histórias de dores, 
mas também têm na sua essência, 
algo de belo.

Quando 
elevamos o pensamento, 
sintonizando com 
a Espiritualidade maior, 
seja com nosso anjo protetor, 
com o amado amigo Jesus 
ou com Deus, 
sentimos os olhos 
marejados.

Observando a natureza, 
temos a oportunidade de 
presenciar alguns espetáculos 
que ela nos oferece.

Emocionamo-nos 
percebendo a grandeza 
e a perfeição Divina 
na presença de um pôr-do-sol, 
de uma queda d’água 
ou de um arco-íris.

Diante do nascimento 
de uma criança, 
somente as lágrimas são 
capazes de 
traduzir e qualificar 
a magnitude desse 
instante Divino.

Quando estamos sensíveis, 
por vezes carentes de alguma 
manifestação de afeto, 
um simples aperto de mão 
ou um afago carregado 
de amor é suficiente 
para provocar nossas 
lágrimas.

Quando deixamos que 
o som de uma música 
elevada alcance nosso coração, 
somos capazes de chorar 
de emoção, 
pois sentimos a alma 
tocada e acariciada por 
aquela doce e vibrante 
melodia.

Tanto a dor emocional 
quanto a dor física nos 
chegam sem pedir licença, 
ocupando espaço 
considerável em nossa alma 
e em nosso corpo.

Lágrimas são derramadas 
pela dor da partida de 
um ente querido, 
pela dor da ausência 
e da saudade, 
pela dor do erro 
cometido e do 
arrependimento.

Ao constatarmos 
a dor do próximo, 
lágrimas jorram de 
nossos olhos.

Deparamo-nos 
com tantas carências, 
tantas necessidades 
não atendidas, 
enfermidades, 
privações e abandono.

Cada lágrima derramada 
tem seu significado. 
Seja ela vertida pela dor 
ou pela alegria, 
nos diz que somos seres 
movidos pela emoção, 
capazes de exteriorizar os 
nossos sentimentos.

Demonstra que nos 
sensibilizamos em momentos 
simples e efêmeros, 
indicando que estamos 
sintonizados com 
o que há de belo na vida.

E, 
quando as lágrimas 
derramadas forem de dor, 
façamos com que o motivo 
que nos comove seja também 
o mesmo motivo que 
nos move.

Que o movimento 
seja no sentido 
da modificação íntima. 
Que seja impulso para 
olhar a vida sobre um 
novo ângulo, 
para trabalhar em nós 
mesmos a resignação, 
a paciência, 
a esperança, 
a fé e a confiança em Deus.

TEXTO: Augusto Valente 
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 16 Fevereiro de 2.014.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

O COPO DE ÁGUA

Um conferencista falava 
sobre gerenciamento da tensão.
Levantou um copo com água 
e perguntou à platéia: 
- Quanto vocês acham que 
pesa este copo d'água?

As respostas variaram 
entre 20 g e 500 g.

O conferencista, 
então, comentou: 
- Não importa o peso absoluto. 
Depende de quanto tempo 
vou segurá-lo.

Se o seguro por um minuto, 
tudo bem. 
Se o seguro 
durante uma hora, 
terei dor no braço. 
Se o seguro durante 
um dia inteiro, 
você terá que chamar uma 
ambulância para mim.

O peso é exatamente o mesmo, 
mas quanto mais tempo 
passo segurando-o, 
mais pesado vai ficando.

- Se carregamos nossos 
pesos o tempo todo, 
mais cedo ou mais tarde não 
seremos mais capazes 
de continuar, 
pois a carga vai se tornando 
cada vez mais pesada.

É preciso largar 
o copo e descansar um 
pouco antes de segurá-lo 
novamente.

Temos que deixar 
a carga de lado, 
periodicamente. 
Isto alivia e nos torna 
capazes de continuar.

Portanto, 
antes de você voltar 
para casa, 
deixe o peso do trabalho 
num canto. 
Não o carregue para casa. 
Você poderá 
recolhê-lo amanhã.

A vida é curta, 
aproveite-a!

TEXTO: Procura-se
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 15 Fevereiro de 2.014.

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Sonhos de papel

A folha de papel 
em branco 
aceita qualquer escrito,
idéias malucas, 
sonhos ufanistas, 
desejos secretos,
pode guardar um sonho 
que só vai virar realidade,
muitos anos depois, 
ou ser esquecido.

A folha de papel pode 
receber uma nova história,
um "best-seller" 
mundial falando de 
escola de bruxos,
ou um relato humilde de 
alguém que precisa desabafar.

Assim também é o dia de hoje;
cheio de possibilidades 
para os que querem 
enxergar portas,
cheio de dificuldades 
para quem quer enxergar 
barreiras.

O dia é uma folha em 
branco onde seus 
sonhos mais loucos,
podem começar 
a tomar forma, 
ou morrer soterrado,
sem mesmo ter tentado, 
sem mesmo ter existido,
amassado pelo peso do 
"não tentar".

Tome o seu dia pelas mãos.

Como pipa que o 
menino não cansa de cuidar,
como quem carrega um 
tesouro que não pode perder,
como quem leva o 
seu amor pelas mãos,
como quem baila com 
a pessoa amada,
como quem sorri até 
mesmo diante da dor,
sabendo que 
o tempo vai levar o sofrimento,
vai deixar a saudade, 
uma forma gostosa de tortura,
que envolve a paixão 
e o amor.

O dia está aberto 
para você escrever 
a sua história!

Se é para ser um romance, 
que seja meloso e com 
final feliz.

Se é para ser um drama, 
que seja da superação, 
da sua vitória,
se é de terror, 
que seja passageiro, 
como montanha russa,
se é de pura realidade, 
que seja cheio de desejos,
cheio de vontade de dizer 
para o mundo:
- eu sou o personagem principal 
da minha vida,
sou o diretor deste filme lindo,
sou o roteirista que grita: 
eu sou feliz!

O Oscar de melhor filme 
deste ano é o que fala 
da sua vida.

Você duvida?

É tempo de vencer, 
e escrever a sua história.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 Fevereiro de 2.014.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O Novo

O “NOVO” é tudo aquilo 
que os seus olhos 
contemplam com o olhar 
da admiração.

Pode ser 
algo muito antigo, 
conhecido por tantas 
pessoas e que você 
nunca viu.

Pode ser 
até aquela pessoa que 
vive com você tanto tempo, 
e você não reparou.

Sabe aquele detalhe, 
aquele lado da pessoa 
que você desconhecia?

Já vi gente 
se separar e casar 
de novo ao descobrir o
 “novo” no parceiro.

Você anda prestando 
atenção aos detalhes 
da sua vida?

Será que valoriza 
as pessoas que estão 
ao seu lado, 
na sua casa, 
no trabalho?

Será que o emprego 
merece a sua 
devida atenção?

Você passa nas 
ruas ou passa pela 
vida?

Muita gente anda 
pela vida como 
se estivesse com puça 
de pegar felicidade. 
Como isso não existe, 
elas vivem sofrendo 
hoje pelo dia de 
amanhã.

Outras, 
enfiam a felicidade 
em um fato lá no 
passado e morrem um 
pouco a cada dia.

Não existe futuro 
sem esse agora.
Não existe felicidade 
plena sem essa alegria 
do momento.

O “NOVO” 
é o brilho dos seus olhos, 
é o tesão pela vida.
Não é na novidade, 
no celular da moda, 
na roupa mais cara,
nem o carrão da 
celebridade.

O “NOVO” 
é uma maneira de 
olhar para tudo e 
ver o bem.

Como disse o Mestre 
Jesus 2000 e poucos 
anos atrás:
- A candeia do corpo são os olhos; 
de sorte que, 
se os teus olhos forem bons, 
todo o teu corpo terá luz;
- Mateus 6:22 -

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 13 Fevereiro de 2.014.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Encontre-se

Não se acostume 
com a situação negativa.
Nem se impressione com 
os reveses da vida.
Tudo que hoje está ao avesso, 
pode ser desvirado.
Tudo que está sombrio e 
escuro pode receber uma luz.

Mas por favor, 
não se perca de você!

Olhe-se no espelho 
e encare os olhos que 
parecem assustados.
É tempo de buscar ai no seu interior, 
a força para recomeçar.
Com desejos e sonhos renovados.

Não espere por nada, 
nem culpe ninguém 
pelo seu estado.
Antes, 
verifique o nível de permissões 
que você andou concedendo.
Para uns, abriu a alma, 
para outros o coração.
Para alguns confiou tudo o 
que lhe era mais caro.
Resultado: dor, 
decepção e sofrimento.
No fim, 
esse triste lamento.

Não seja vítima de nada!

Chegou a hora de perceber 
que ninguém 
pode manipular você,
se você não o permitir.

Reconheça-se capaz 
e pessoa merecedora de 
toda alegria possível,
entregue-se ao prazer de 
um bom banho ou um 
suco de uva doce.
E tocando-se, 
reconheça que é uma 
criatura perfeita, 
igual aos outros.
E que pode e merece 
receber amor e doar-se 
por inteiro.
Sem a necessidade de 
entregar os rumos da sua 
vida em outras mãos.

Se ainda assim, 
não encontrar um 
caminho entre os seus,
saiba que sempre poderá 
contar com o amor
 de Deus.

Pense nisso e encontre-se!

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 12 Fevereiro de 2.014.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

A liberdade

Gandhi jejuou e não usou a força 
para garantir a liberdade. 
Zumbi voltou para Palmares, 
para assentar a liberdade.
Martin Luther King idealizou um sonho: 
a liberdade,
Tiradentes foi enforcado, 
e ecoou seu grito de liberdade.

Quantos mártires, 
quantas mortes,
quantas humilhações para que 
o povo tenha liberdade.

Então por que nos prendermos 
ao orgulho tolo?
Por que acreditar que somos melhores 
em alguma coisa?
Por que pisar, 
humilhar, magoar o próximo,
sendo que somos todos iguais, 
mesmo com tantas diferenças?

Por que deixar que um simples 
julgamento de alguém,
torture a sua cabeça por tanto tempo?
Por que aceitar 
esse melindre infernal,
que faz você 
acreditar que foi menosprezado,
que alguém quer o seu lugar,
quer a sua vida?

Por que viver em fofocas, 
rodinhas, panelinhas,
clube de intrigas e gente preocupada 
com a vida dos outros?
Por que se prender ao que é negativo,
quando a liberdade é permissão, 
o poder para cada um 
viver a sua vida?

Liberdade é mais do que poder 
fazer o que quiser,
liberdade é ter humildade 
para reconhecer,
que podemos ir até onde o próximo 
não seja atingido,
onde o próximo não seja humilhado,
onde as minhas atitudes 
não prejudiquem alguém.

"Ter liberdade para beber é uma coisa,
mas sair dirigindo logo após, 
é irresponsabilidade."

Tantos gritam por liberdade,
mas poucos sabem usá-la com 
o devido cuidado.

Não se prenda no consumo excessivo, 
que leva às dívidas,
não se prenda ao amor egoísta, 
que leva ao martírio,
não se prenda aos excessos, 
seja simples,
a liberdade é simples, 
como a vida,
que quer te ver livre, 
pronto para ajudar,
para recomeçar, 
para ser feliz,
simples assim.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 11 Fevereiro de 2.014.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

M e t a d e

Não passe 
sua vida sendo metade 
do que deveria ser. 
Sonhos podem sim se realizar. 
Nunca se subestime. 
Lute pelo que é correto.

Guardar sentimentos 
dentro de nós 
só nos deixa doentes.

O amor bate em nossas 
portas de maneiras 
e formas diferentes.

Amar demais nunca 
é demais, 
amar de menos é 
demais. 
É necessário ouvir a 
voz do coração.

Honestidade é tudo. 
O caráter é essencial.

Abra os olhos para 
as coisas que realmente 
importam, 
descarte o restante.

São poucos os que você 
pode depositar sua 
confiança, 
mas esses poucos estarão 
sempre com você 
e de uma forma ou outra 
devem sempre ser lembrados.

Não faça da rotina 
um estilo de vida. 
Busque novos horizontes. 
Faça novas descobertas.

Ás vezes é preciso mudar.

E o mais importante: 
seja sempre você, 
e não passe sua 
vida sendo metade do 
que deveria ser.

TEXTO DE: Caroline Bespalec
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 08 Fevereiro de 2.014.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Quando o amor de Deus te encontrar

Não se preocupe.
Quando o amor de Deus 
chegar ao seu coração, 
ele vai encontrar portas abertas.

E mesmo que você nem 
esteja buscando-o, 
ele vai transformar tudo 
em você.
Mas é tudo mesmo. 
O seu jeito de olhar 
para o mundo, 
para as pessoas, 
para as coisas antigas.

Tudo vai ter 
um novo sentido.

Ao ponto de reconhecer 
que enxergava, 
mas era cego.
Lia tudo, 
mas não compreendia.
Sabia de tantas coisas, 
mas na verdade, 
não sabia de nada.
Era cheio de coisas externas, 
mas vazio por dentro.
E o que era defeito nos outros, 
era o seu reflexo.

Somos assim mesmo 
antes da Luz.
Nos achamos invencíveis, 
poderosos, fortes o bastante.
E basta por vezes, 
uma dor até pequena, 
para revermos os conceitos.

Somos abalados 
em nossa estrutura, 
caímos, temos medo.
E antes que o sol da 
meia-noite apareça,
a Luz se faz, 
e antes mesmo que você 
se esqueça,
Deus vem 
mostrar algo fundamental 
para todos nós:
- o seu valor.

E, 
a partir do seu 
reconhecimento pessoal, 
você cresce e aparece.
Porque o medo deixa de 
existir por existir.

E no seu eu mais profundo, 
vem a vontade de ser feliz.
Não com as coisas do mundo, 
que logo perecem.
Mas com as coisas do espírito 
que são imortais.
Amar, ser amado, doar-se, 
receber, ser e estar.

Eis ai o fundamento da 
verdadeira caridade:
- eu me amo e assim 
posso te amar.

Fique com Deus, 
hoje e sempre,
Amém.

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 Fevereiro de 2.014.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Praticando a felicidade aparece

Hoje em dia sabemos, 
através de pesquisas, 
que o ser humano é capaz 
de memorizar: 
10% do que lê 
20% do que ouve 
30% do que vê 
70% do que diz de si próprio. 
90% do que faz (pratica).

Então, 
o que está nos 
faltando para a felicidade 
completa é 
a prática diária do 
"ser feliz", 
e isso nos leva a 
outra reflexão:
- Passamos muito tempo 
reclamando de alguma, 
ou várias coisas.

Quase nada 
ou ninguém presta 
no geral.

Se está calor, 
está muito quente. 
Se está frio, 
queremos uma 
fogueira...

Tudo é motivo para 
reclamação.

Falta-nos a 
prática do contentamento.

E isso, 
devo afirmar, 
passa pela 
falta HUMILDADE.

Humildade em reconhecer 
no simples pãozinho 
um alimento digno 
da sua fome.

Faça a prática 
diária da felicidade, 
comece agradecendo tudo, 
até aquele tropeço 
na calçada que com 
certeza poderia ter 
sido muito pior.

Ria, 
seja feliz com o 
pouco que a Vida, 
velha senhora que adora 
presentear que sabe sorrir, 
vai lhe trazer muitos 
presentes.
Tantos que no meio 
da rua você vai olhar 
para o mundo e dizer:
- Meu Deus, 
como eu sou feliz!

Acredite 
e pratique a 
felicidade diária.

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 06 Fevereiro de 2.014.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

A vida cabe em apenas um dia

Na incerteza que é a Vida,
resta-nos a certeza 
dos poucos dias.

Temos pouco tempo 
para realizarmos 
tantos sonhos.

E nos perdemos 
em discussões tolas, 
em reuniões chatas.

Nos agarramos a 
amores mesquinhos, 
e por pura vaidade,
permanecemos onde 
não queremos, 
nos apegamos a idade
e no meio 
de tanta discriminação, 
esquecemos a razão,
e deixamos falar mais 
alto a tola emoção.

Olhar para o futuro 
é ver a tarde de hoje, 
a noite que se aproxima,
e ter a absoluta certeza de 
que estamos fazendo
algo que não fere a 
nossa alma.

Trabalhar para o bem 
coletivo.
Ter uma visão global 
do mundo.
Amar sem medo, 
sem esperar recompensas.
Viver sem cobrar nada 
e nem se cobrar.

Tomar o sorvete até o fim 
sem pensar nas calorias,
por puro prazer, 
por pura alegria.

A vida inteira cabe 
apenas nesse dia.

Aproveite-o!

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 05 Fevereiro de 2.014.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Paisagens da Vida

Na paisagem da sua vida, 
permita que as montanhas 
sejam suas conquistas.

Que o mar seja 
o seu momento de reflexão, 
quando você para e pensa...

Que o céu seja aquela 
meta de progresso infinito. 
Lugar onde chegar.

Que a pradaria verde e delicada, 
o caminho que os seus pés 
merecem trilhar.

Por fim, 
que o deserto seja cercado de oásis, 
para que as suas dificuldades
sejam sempre passageiras 
e de fácil superação.

As pedras que encontrar 
pelo caminho, 
junte-as.

Faça um belo monte 
e ali construa um templo 
para lembrar sempre
que a vida é composta de 
subidas e descidas, 
altos e baixos.

Mesmo assim, 
cada dia é uma experiência 
única que nos faz crescer.

E na evolução do tempo, 
somos construtores da 
paisagem que se modifica,
cada vez que avançamos 
na evolução espiritual 
que nos cabe.

Não desista do caminho 
que faz superar 
toda a dor,
siga a rota segura do 
caminho do amor.

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 04 Fevereiro de 2.014.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

O caminho de volta

Até os 35, 40 anos, 
a existência é totalmente 
voltada para fora: 
trabalhar, procriar, produzir.

Na segunda metade da vida, 
começa a jornada para o mundo
interno e para a busca 
de uma espiritualidade 
mais intensa.

De repente, 
o coração pede uma maior 
profundidade. 
Surge o desejo de procurar 
outro sentido para a vida 
e uma conexão com 
algo maior.

Seguindo esse forte impulso, 
nos tornamos 
buscadores espirituais. 
Ao trilharmos esses novos caminhos, 
surgirão riscos e perigos, 
mas também
infinitos presentes e alegrias.

No começo, 
pode ser algo difuso, 
um sentimento de que alguma 
coisa não vai bem. 
A vida pode estar até boa, 
mas parece sem sentido. 
O coração clama por
mais alívio, paz, alegria, 
não mais com base no que 
nos oferece o mundo material, 
mas a partir de algo mais 
interno e profundo.

Assim, 
se inicia uma jornada 
que pode levar anos até 
chegar a um porto seguro. 
E começamos 
a nos conhecer melhor, 
a escutar nosso coração 
e a nos desapegar das coisas 
desnecessárias.

É o caminho de volta 
para casa.

Muitas vezes silencioso, 
reflexivo, mas, 
na maioria do tempo, 
questionador daquilo 
que vale a pena.

Nesse ponto, 
já entendemos que 
independentemente da escolha, 
sempre ganhamos e 
sempre perdemos.

É a lei da polaridade, 
do alto e do baixo, 
da luz e da escuridão. 
Para termos equilíbrio, 
precisamos conviver
com a nossa sombra.

E também já sabemos, 
que para evoluir, 
precisamos nos relacionar 
cada vez mais uns com os outros.

Por tudo isso, 
é preciso clareza em cima do 
que se está buscando.

Em outras palavras, 
se é alívio financeiro, 
talvez seja melhor se empenhar
mais no trabalho ou trocar 
de atividade profissional, 
se não estiver satisfeito 
com seus rendimentos.

Se o caso for 
uma desilusão amorosa, 
uma terapia pode ser 
mais indicada.

Mas se a busca 
for pela espiritualidade, 
se aquiete, 
confie e vá ao encontro
do único que pode 
te trazer paz: 
Jesus!

TEXTO DE: Vanderlei Miranda
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 02 Fevereiro de 2.014.