segunda-feira, 25 de outubro de 2010

REFLETINDO SOBRE A PALAVRA INVEJA

Hoje me peguei a refletir sobre
a palavra Inveja.

O que será a inveja em sí?

Como essa palavra é tão
usual na vida das pessoas.
E nessa minha reflexão,
muitos pontos não se encaixaram.

Vejamos...
invenja é vontade de ter os
bens possuidos pelos outros.
E o que fazemos para despertar
isso nos outros?

Será que deixar clara a
nossa capacidade
intelectual e cultural,
nos mostrarmos tranparentes
em nossas atitudes,
provoca essa exarcebação,
que vemos por aí?

Já perceberam,
que se uma pessoa que dá
apenas um aviso a outro,
sobre qualquer assunto,
a pessoa que recebe o aviso,
sai pelo mundo dizendo que
está sendo invejado!

E que a pessoa que avisa
é uma invejosa!
Temos que aprender a diferenciar
inveja em sí,
dos avisos que recebemos,
talvez de pessoas amigas
que realmente estão querendo
somente dar um alerta.

Pessoas que não aceitam qualquer
tipo de alerta ou de aviso,
e se posicionam no pedestal
das perfeições,
encaram isso como um risco iminente,
e saem dizendo que este amigo em questão,
está com inveja!

Ora...
inveja é a falta de capacidade
de obter aquilo que outro tem.

Será que esse posicionamento
não está invertido?
Os que se colocam nesse pedestal
das perfeições,
que saem pregando verdades
que são só delas e ainda usando
o nome de Deus,
será que não são esses que
exercem a verdadeira inveja?
Na nossa esfera não
existe ninguém perfeito,
a única perfeição que temos é DEUS!

Ele sim é perfeito em Sua totalidade,
nós somos imperfeitos.!
e Ele na Sua perfeição,
nunca saiu apontando o dedo
a ninguém e se
colocando nos referidos pedestais.
Seria maravilhoso se as pessoas,
tivessem a capacidade de aceitar
algum aviso, ou mesmo uma crítica,
de coração aberto,
tirando os entraves de ressentimentos
e tendo a palavra HUMILDADE,
como seguimento de vida.

Dessa maneira essa palavra INVEJA,
não seria usada tão
erronêamente.

E nessas minhas reflexões,
agradeço a Deus,
por estar no exercício do perdão diário,
e pedindo sempre a Ele,
com muita humildade que ilumine
meu coração

Assim....
sinto que por Deus sou iluminado(a)!

AUTORIA: Tek@ Nascimento

Publicado no Recanto da Letras em 11/11/2008
Código do texto: T1278260
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Outubro de 2.010.

sábado, 16 de outubro de 2010

Para ser feliz

O que você precisa para ser feliz?

Responda... pegue papel,
caneta e faça uma lista,
olhando bem dentro do seu coração.

O sentimento de felicidade e, creia,
de infelicidade, é coisa individual.

O que faz uma pessoa feliz pode não
fazer uma outra.

O grande problema de todo mundo é
que quanto mais temos,
mais nos tornamos exigentes.
Só que não sabemos isso com antecedência.

Nos dizemos:
se eu tivesse isso, seria feliz.
Mas depois de satisfeitos,
outro vazio se abre,
então queremos mais e assim por diante.

Nos sentimos felizes
no momento e depois da euforia passada,
tudo parece banal.

O amor faz feliz.
Mas o amor sem dinheiro pode não
ser o bastante.
Então queremos os dois.
Depois pedimos saúde,
casa, filhos, um bom trabalho...
e assim por diante.

Como um pedreiro,
vamos construindo nosso ideal de
felicidade tijolinho por tijolinho,
sem portanto jamais terminar de construir,
como se a vida fosse uma obra inacabada.

Quando tudo parece completo,
reclamamos do tempo que passou e nos
arrependemos do que não fizemos
ou nos dizemos que poderíamos
ter feito mais.

Digo tudo isso para dizer que o ser humano
parece sempre insatisfeito.

Penso que a verdadeira felicidade
devemos aprender é com as crianças:
beber dessa água e desses instantes
e não pensar em mais nada!

Ser feliz, simplesmente,
não colocando a felicidade como objetivo
para o próximo passo,
sem portanto, deixar de caminhar.

O mundo anda, andamos com ele.

Não podemos usufruir da felicidade
presente pensando sempre na outra que virá,
porque é isso que causa insatisfação nas pessoas.

Se sempre esperamos que será
melhor amanhã,
o hoje parece insignificante.

Portanto,
quanto proveito perdemos do presente
porque não sabemos apreciar e dar o justo
valor daquele momento.

Temos, hoje,
o que Deus permite que tenhamos
e que nos sustenta.
Ansiar por mais,
sempre mais nos torna seres infelizes.

Quero abraçar o hoje com o que ele me oferece
e amanhã será um outro dia onde poderei também
extrair meu pedaço de felicidade.

Porque felicidade é isso:
pedaços aqui e acolá que vão enchendo
nosso coração.

Deus cuida de nós como cuida dos
pássaros e das crianças.
Os pássaros cantam em todas as ocasiões e
as crianças riem do nada.

Eles sabem, da maneira deles,
aproveitar do momento presente e extrair
de cada instante a felicidade.

São felizes com a simplicidade que Deus
pede ao nosso coração.

Para ser feliz, viva seu agora.
Torne-se criança no coração e na alma.
Cante como os pássaros e seu
rosto terá aos olhos de
todos a beleza dos lírios dos campos.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Outubro 2.010.

Serenize a alma

Serenize a alma,
acalma-se!

Ainda hoje o que te aflige pode
deixar de existir,
pode se resolver por si mesmo,
e o que você pensa que é muito grande,
pode tornar-se tão pequeno,
que poderemos dar uma boa risada.

Assim como meteoros enormes.
que ao entrar na atmosfera da Terra,
se desintegram em mil pedaços,
como a onda gigante,
que no mar assusta
e chega na praia tão serena
que encanta,
o seu problema pode ser
muito menor,
se você não lhe der tanto valor.

Nada é maior do que o seu medo,
nem tão exasperante quanto
a sua ansiedade,
por isso,
se te falta juízo,
se não vê o caminho;
entre em oração,
silencie e acalme-se.

Encontre caminhos alternativos,
novas rotas,
faça-se novo em si mesmo,
não tema
"o que não aconteceu ainda",
o céu pode passar,
o sol pode até se apagar,
pois a noite chega,
a nuvem passa, a chuva cai,
mas você é eterno e não passa,
você deixa marcas em nós.

Você fica em quem te ama,
deixa aquela impressão de
que você é essencial,
e por isso que os anjos
em coro pedem:
"acalme-se, ore e confie",
o tempo da vitória começa agora,
na sua certeza, na sua mudança.
Você é capaz de mudar,
experimente!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 de Outubro de 2.010.

Fita o céu

Existem momentos inconsoláveis,
onde as palavras não cabem, não amenizam,
fita então o céu e caminha...

Existem problemas,
que no momento são insolúveis,
onde não cabem paliativos, não há saída,
fita então o céu e caminha...

Existem doenças que não se curam,
onde não há remédios, nem cirurgia,
fita então o céu e caminha...

Existem dores que não saem no Raio-X,
onde não cabe a medicina, nem os sábios,
fita então o céu e caminha...

Existem noites que parecem não ter fim,
onde não há vela que abrevie,
fita então o céu e caminha...

Existem julgamentos cheios de injustiça,
que não cabem apelos, muito menos recurso,
fita então o céu e caminha...

Existem amigos que caem, se perdem na multidão,
onde não há abraço e nem reconciliação,
fita então o céu e caminha...

Existem saudades que doem profundamente,
onde não cabem fotos e nem ligações,
fita então o céu e caminha...

Existem períodos de isolamento demorado,
onde a solidão chega a tomar vulto,
onde não cabem risos e nem simpatias,
fita então o céu e caminha...

E fitando o céu, surge uma esperança,
no caminhar, novos pensamentos,
pois bendita é a provação,
que revela a nossa fé,
aquela que desconhecíamos,
que nos leva a superação de nós mesmos,
na descoberta da luz,
ao perceber que o Cristo vive,
que não está mais naquela cruz.

Existem pessoas como você,
necessários,
extremamente importantes para a vida.
Fita então o céu e caminha,
segue adiante na sua jornada em
direção ao mais alto,
lugar onde habitam os que não desistem,
onde os sonhos são possíveis,
e você, a doce realidade de Deus.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 de Outubro de 2.010.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O que a Vida nos Revela

Talvez Deus queira que
nós conheçamos algumas pessoas
erradas antes de encontrar
a pessoa certa,
para que saibamos,
ao encontrá-la,
agradecer por esta benção
e saber valorizá-la.

Quando a porta da felicidade se fecha,
outra porta se abre.
Porém,
estamos tão presos àquela
porta fechada que não somos
capazes de ver o novo caminho
que se abriu.

O melhor amigo é aquele
com quem nos sentamos
por longas horas,
sem dizer uma palavra,
e ao deixá-lo,
temos a impressão de que foi a
melhor conversa que já tivemos.

Ao darmos a alguém
todo o nosso amor nunca
temos a certeza de que iremos
receber este amor de volta.

Não ame esperando algo em troca,
espere para que este sentimento
cresça no coração daquele
que você ama.

E se isto não ocorrer,
esteja feliz por este sentimento
estar crescendo em
seu coração.

Em questão de segundos
nos apaixonamos por alguém,
mas levamos uma vida inteira
para esquecer alguém especial.

Não busque boas aparências,
elas podem mudar.
Só precisamos de um sorriso
para transformarmos um dia
que estava ruim.

Encontre aquela pessoa que
faça seu coração sorrir.

Há momentos na vida em
que sentimos tanto a falta de
alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos
sonhos e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser,
vá para onde você queira ir,
seja o que você quer ser,
porque você apenas possui uma
vida e nela só temos uma chance de
fazer aquilo que queremos.

Tenha felicidade bastante
para fazê-lo doce,
dificuldades para fazê-lo forte,
tristeza para fazê-lo humano
e esperança suficiente para
fazê-lo feliz.

As pessoas mais felizes não
têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das
oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para
aqueles que choram,
para aqueles que se machucam,
para aqueles que buscam e tentam
sempre e para aqueles que
reconhecem a importância das
pessoas que passam por suas vidas.

O amor começa com um sorriso,
cresce com um beijo e termina
com uma lágrima.

O futuro mais brilhante sempre
estará baseado num passado esquecido,
você só terá sucesso na vida
quando esquecer os erros e as
decepções do passado.

Quando você nasceu,
você estava chorando e todas
as pessoas ao seu redor
estavam sorrindo,
viva de um modo que, ao morrer,
você seja aquele que esteja
sorrindo enquanto todos a sua
volta estejam chorando.

E o mais importante,
viva na presença de Deus
quando seu tempo na terra acabar.
Aproveite seu tempo agora para
conhecê-lo e aprender quem Ele é e,
quem Ele quer que você seja
enquanto você está aqui.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 19 de Outubro de 2.010.

Tempestade em copo d'água

Fazer tempestade em copo
d'água é dar a uma situação uma
importância muito maior do que
ela tem ou merecer ter.

Vê-la, talvez,
com os olhos do desespero
e com a inquietação da alma.

São os pequenos acontecimentos
de cada dia que vão formando
nossa história,
com outra ou outras pessoas.

Esses fatos têm uma importância
singular para cada um e para que
sejamos justos numa relação,
é necessário não julgarmos o tamanho
que cada coisa ocupa na vida
da outra pessoa.

O que é importante para o outro,
pode ser simples para
mim e vice-versa.

Nunca podemos desprezar
ou minimizar os sentimentos de
uma outra pessoa ou sua reação,
somente porque aquilo é menos
importante pra gente,
pois quem mente a si mesmo,
acredita nas próprias mentiras.

Quando uma pessoa exagerar
numa reação e disser a você
que isso a machuca,
não menospreze.
Ela realmente sente e importa
pouco se a dor é grande ou pequena.

Tente,
com muita ternura,
abraçar o coração dela.

Se for o caso de realmente
ser uma tempestade num
copo d'água,
a calma virá mais rápido se
sua reação for de uma pessoa
compreensiva e que respeita
a dor alheia.

Quando se trata da vida,
atiçamos o vento e produzimos a chuva,
acalmamos as tempestades
e trazemos com nossas próprias
mãos o sol de volta.

É bastante um olhar,
um grande coração,
um gesto de compreensão
e todas as tempestades da
vida se tornarão suaves
ventos de primavera.

E a colheita de flores,
juntamente com a dos frutos,
é a mais abençoada de todas.

AUTORIA: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 16 de Outubro 2.010.

Ame como se o outro fosse você

Se o amor fosse bastante em cada coração,
todos os males do mundo acabariam.
Cada um olharia o outro como
se estivesse se olhando no espelho
e teria tanta compreensão e compaixão
como se estivesse agindo por si mesmo.

As asperezas da vida tornam as pessoas duras,
amargas.
E o pior é que nem sempre elas
querem se livrar dessa carga que
as tornam com o andar pesado e a visão
do futuro vaga e obscura.

Há pessoas que temos dificuldade em amar.
Difícil admitir,
pois fomos feitos e criados para
amar o próximo sem
querer saber o que se esconde
por detrás de seu passado e o
que vai na sua alma.

Cada um tem sua história,
seus espinhos e sua cruz.
Cada um também tem sua beleza,
talvez apagada por acontecimentos,
envelhecida por esperas que
nunca tiveram fim e amargas
pelo fel que a vida derrama
vez ou outra.

Os altos e baixos da vida
existem para todo mundo.
Mas é quase sempre,
para um e para outro,
os baixos que marcam mais,
os que definem a trajetória,
marcam a vida inteira.

E quando olhamos para uma
pessoa assim cheia de cicatrizes,
como rosas secas e sem perfume,
a rejeitamos porque não
queremos ficar iguais a ela.

Portanto...
uma auto-análise poderia
revelar o quanto de maneira
surpreendente nos tornamos
iguais às pessoas que rejeitamos
exatamente por recolhermos no
nosso coração os mesmos
sentimentos de amargura,
desafeto, rejeição.

Ame cada pessoa como
se para você ela estivesse
acabando de nascer e seu coração
não estivesse cheio de
pré-julgamentos.

Ame como se passassem
uma borracha sobre seus erros
e conseguissem ver através
de olhos de amor,
apenas o bonito que há
dentro de você.

Ame como quem ama aquela
flor que atravessou sol e
chuva e sobreviveu,
apesar de tudo.

Ame como você
gostaria de ser amado.

Ame como ama Deus.

AUTORIA: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 15 de Outubro de 2.010.

SAIBA DISTINGUIR ENTRE, O QUE VOCÊ PODE CONTROLAR E O QUE NÃO PODE

A felicidade e a liberdade começam
com a clara compreensão
de um princípio :
algumas coisas estão sob nosso
controle e outras não estão.

Só depois de aceitar esta
regra fundamental e aprender
a distinguir entre o que
podemos e o que não podemos
controlar é que a tranquilidade
interior e a eficácia
exterior tornam-se possíveis.

Sob nosso controle estão
as nossas opiniões, aspirações,
desejos e as coisas
que nos causam repulsa
ou nos desagradam.

Essas áreas são justificadamente
da nossa conta porque estão
sujeitas à nossa influência direta.

Temos sempre
a possibilidade de escolha
quando se trata do conteúdo
e da natureza de
nossa vida interior.

Fora de nosso controle,
entretanto estão as coisas
como o tipo de corpo que temos,
se nascemos ricos ou
se tiramos a sorte grande
e enriquecemos de repente,
a maneira como somos vistos
pelos outros ou qual
é a nossa posição na sociedade.

Devemos lembrar que estas
coisas são externas e,
portanto, não dependem de nós.

Tentar controlar ou mudar
o que não podemos só resulta em
aflição e angústia.

Lembre-se :
as coisas sob nosso poder
estão naturalmente à nossa disposição,
livres de qualquer restrição
ou impedimento.

As que não estão,
porém, são frágeis,
sujeitas a dependência ou
determinadas pelos caprichos
ou ações dos outros.

Lembre-se também do seguinte:
se você achar que tem domínio
total sobre as coisas que
estão naturalmente fora
de seu controle,
ou se tentar assumir as
questões de outros como
se fossem suas,
sua busca será distorcida
e você se tornará uma
pessoa frustrada,
ansiosa e com tendência
para criticar os outros.

Nota:
Trecho extraído do Livro " A ARTE DE VIVER"
Epicteto
Editora Sextante
página 14

Transcrição por Vera Mussi
Ensinamentos de Epicteto
(Nº 01)
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 de Outubro de 2.010.

GRANDE HOMEM, CORAÇÃO DE CRIANÇA

"Grande Homem é aquele que não
perdeu o Coração de Criança"

Todo mundo carrega dentro de si uma criança.
E todo mundo aprende a reprimi-la para ser adulto.
Crescemos e "temos" que ser sérios.
Quantas vezes você já não ouviu alguém dizer:
"deixe de criancice!"?
E desde quando precisamos deixar
de ser crianças?

Ria de você mesmo,
seja "ridículo",
brinque na chuva,
de fazer castelos na areia,
de fazer castelos no ar.

Sonhe,
faça bagunça no meio da rua,
cante na hora que der vontade,
converse com você mesmo como
se estivesse conversando com
um amiguinho,
assista desenho animado e veja a sua vida
como se ela fosse um desenho animado,
brinque com uma criança...
como uma criança...

Fique feliz simplesmente por ficar,
sorria e ria sem motivo,
ria de você, dos seus dramas,
do ridículo das situações...

E acredite na pureza do ser humano...
na pureza de criança que
talvez esteja escondida,
mas que existe em cada
um de nós.

Para alguns você vai parecer louco,
bobo ou infantil...
mostre a língua para esses
"alguns" e diga,
como uma criança:
"sou bobo mas sou feliz!"

Esses "alguns"
com certeza têm uma
criança maluquinha,
doida pra fazer
bagunça também.

A vida já é muito complicada
para vivermos sérios
e carrancudos.

E isso tudo não é
deixar de viver com seriedade...
é viver com a leveza de uma criança
e obrigações de adulto.

Fica muito mais fácil
viver assim.

Então,
coloque uma panela na cabeça
e solte o menino(a) maluquinho(a)
que existe dentro de você!
Só não vale subir no muro e achar
que sabe voar,
né?

FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

Que Nossa Senhora da Aparecida
e seu Anjo da Guarda,
estejam sempre presente,
protegendo de todos os
males dessa vida.

AUTORIA: Não Encontrado
* * * * *
Se você souber de quem é a autoria
deste texto peço a gentileza de me
comunicar por email para que seja
dado o devido crédito.
mensagem@toninholima.com.br
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 12 de Outubro de 2.010.

sábado, 2 de outubro de 2010

Se dê uma chance...

Quando a tristeza toma conta,
quando chega sem aviso,
e nos tira da frente dos
olhos o que de belo temos para ver,
e nos rouba os sentimentos
e os sorrisos,
neste momento é chegada
a hora de sentar um pouco.

Sentar em um dos
tantos espaços da vida,
quietinho,
e muito lentamente,
trilhar o caminho ao
início da mágoa,
à fonte da tristeza.

E chegando nela,
observar muito atentamente,
sentir com toda intensidade,
conhecer realmente
e encarar de frente a razão
desta mágoa.

E a partir deste
momento projetar a saída
para a VIDA,
para a paz novamente.

Porque lá chegando,
no centro desta tristeza,
você terá sempre
caminhos a escolher.

Você pode escolher
permanecer neste espaço
de infelicidade,
sentir sua vida se esgotando,
e carregar com você
pessoas que ama,
que te amam,
e precisam de sua ajuda
AINDA e SEMPRE.

E passará o que resta
de sua vida com uma
lágrima nos olhos e uma
grande e pesada porta
vedando seu coração.

Mas você pode perceber
que existe um caminho
mais difícil de iniciar,
mas muito mais fácil
de percorrer.

Você pode tentar se
erguer e dar o primeiro
passo para a PAZ.]

Porque sua tristeza
pode ser imensa,
mas com certeza você tem
por perto uma,
talvez até pequena,
fonte de felicidade.

Se dê uma chance
e se entregue à esta
pequena alegria,
deixe que um amigo
se aproxime de você,
receba o beijo carinhoso
de alguém que precisa te amar,
e aceite caminhar de
mãos dadas,
ainda que por pouco tempo.

E se além de imensa,
tua tristeza é irreparável,
sem chance alguma de sair
de uma vez de tua vida,
mesmo assim,
não desista.

Guarde em teu coração
o sentimento que esta
tristeza cria em você.

Não fuja disto.

Enfrente isto!!!

Você vai então perceber,
que seu coração é imenso,
como é grande este
nosso coração.
Porque mesmo com
aquela tão nossa conhecida
tristeza ocupando nele
seu espaço, ainda assim,
existe outro espaço infinito,
e quantos e quantos
momentos de felicidade
podem ainda ser
aninhados dentro dele.

E apesar de serem
"momentos" de felicidade,
de não serem eternos,
a lembrança desta
felicidade permanecerá
eternamente com você.

Valorize cada
uma destas lembranças.
Logo nos seus primeiros
passos em direção a um amigo,
você com certeza
vai receber um sorriso.

Guarde consigo!

Você quem sabe,
receberá um olhar afetuoso,
um afago no rosto,
um cheiro de flor,
um carinho de criança.

Guarde tudo isto em seu coração!!
Cada pedacinho de
felicidade te dá força e coragem
para mais um passo.

Porque a VIDA é assim,
ou você se deixa
escorregar fácil e
displicentemente pelas tristezas,
ou você constrói,
a cada dia e a cada minuto,
o SEU espaço quente
e aconchegante de FELICIDADE!!!

TEXTO: João José Marell
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 09 de Outubro 2.010.

Paredes da vida

Já visitei muitas casas e orfanatos
que cuidam de pessoas especiais,
crianças e adultos com muitas dificuldades,
casos que é melhor nem descrever,
pois chocam,
e por isso entendo porque poucas pessoas
visitam e aceitam cuidar delas.

Mas na minha mémoria ficou viva uma pessoa,
um jovem que tinha um lençol na cabeça,
em forma de turbante, que depois descobri,
era uma proteção, pois ele tinha um distúrbio,
que o fazia bater a cabeça na parede o dia todo,
ele pouco dormia e no restante do dia
batia a cabeça sem parar...

No dia a dia, encontro pessoas "normais",
que praticamente agem assim como ele,
insistem em situações dolorosas,
em relacionamentos difíceis,
em empregos insuportáveis,
em futilidades que mais lembram paredes,
e seguem batendo a cabeça sem parar,
sem refletir nas possibilidades que se perdem,
nas renovações que a vida oferece,
novos amigos, novo amor, novo trabalho,
um novo dia todos os dias, que dependem
apenas da nossa determinação em mudar.

Examine-se!
passe a mão pela cabeça, pelo corpo,
e principalmente sinta o coração,
se a dor é sua vizinha constante,
mude tudo o que for possível,
pegue a menor bagagem possível
e faça a mudança necessária ainda hoje,
antes que a cabeça te arrebente,
antes que você acredite de verdade,
que nasceu para sofrer, ser infeliz,
e continue acertando a parede,
mude, por mais doloroso que seja,
a dor da mudança é passageira,
mas a dor da insistência é eterna.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Outubro de 2.010.