terça-feira, 30 de setembro de 2008

Mesmo Assim

"Não concordo com uma só palavra do que dizeis,
mas defenderei até a morte vosso direito de dizê-lo."
# Voltaire #

Vivemos um momento na face da Terra que,
por vezes,
parece que todos os valores
morais estão em baixa.

E você,
que está buscando construir
suas mais nobres virtudes,
em muitos momentos se sente
enfraquecido pelo próprio
mundo à sua volta.

Quando age com honestidade,
comentam que você é tolo,
que está remando contra a maré,
em vez de fazer o que todo mundo faz.
Mas se você quer ser
grande perante sua consciência,
seja honesto mesmo assim.

Se procura balizar seus atos na justiça,
ouve que essa atitude é a de um alienado,
vivendo num mundo em que
vence sempre o mais forte.
No entanto,
seja justo mesmo assim.

Se está construindo um lar apoiado
nas colunas sólidas da fidelidade,
é comum ouvir gargalhadas insanas
ou comentários maldosos a
respeito do seu comportamento.
Seja fiel mesmo assim.

Quando seu coração se compadece,
diante dos infelizes de toda sorte,
não falta a zombaria daqueles
que pensam que cada um deve
pensar em si próprio,
ignorando os sofrimentos dos irmãos de caminhada.
Tenha compaixão mesmo assim.

Se você dedica algumas horas do seu dia,
voluntariamente, em favor de alguém,
rico ou pobre,
que precisa da sua atenção e do seu carinho,
percebe as investidas da maldade
daqueles que pensam que
nos seus atos há uma segunda intenção.
Seja fraterno e solidário mesmo assim.

Quando você age com sinceridade,
com lealdade,
é comum ser taxado de insensato,
fugindo do comum em que muitos
usam de subterfúgios mesquinhos
para conseguir o que desejam.
Seja sincero e leal mesmo assim.

Se,
diante das circunstâncias do dia-a-dia,
você revela sua fé em Deus e em
Suas soberanas Leis,
e é chamado de piegas ou crédulo,
mantenha sua fé mesmo
assim.

Se em face de tantos desatinos no campo
da sensualidade e na falta de decoro
que assola grande parte dos seres,
você deseja manter-se íntegro e recatado
e é chamado de louco mantenha-se
íntegro e recatado mesmo assim.

Quando aqueles que se julgam acima
do bem e do mal tentam apagar a chama da
esperança que você acalenta no íntimo,
afirmando que a esperança é a
ilusão da mediocridade,
mantenha a esperança mesmo assim.

E, por fim,
mesmo que alguém tente roubar
a sua coragem de continuar lutando
e acreditando em dias melhores,
mantenha sua coragem e continue
acreditando mesmo assim.

Ao findar sua jornada terrestre,
e só então,
você poderá contemplar a ficha
de avaliação do seu desempenho.
Somente você será responsabilizado
por seus atos.

E tenha a certeza de que todos
aqueles que tentaram desviá-lo do
caminho reto não estarão
lá para lhe dar apoio.
* * * * *
Madre Teresa de Calcutá,
dentre tantos conselhos preciosos
que legou à humanidade,
deixou um conselho especial para
aqueles que desejam construir
na intimidade as mais nobres virtudes,
dizendo:

"Muitas pessoas são irracionais,
ilógicas e egocêntricas.
Ame-as, mesmo assim."

"Se você tem sucesso em suas boas realizações,
ganhará falsos amigos e verdadeiros inimigos.
Tenha sucesso, mesmo assim."

"O bem que você faz será esquecido amanhã.
Faça o bem, mesmo assim."

"A honestidade e a franqueza o tornam vulnerável.
Seja honesto, mesmo assim."

"Aquilo que você levou anos para construir,
pode ser destruído de um dia
para o outro.
Construa, mesmo assim."

"Os pobres têm verdadeiramente
necessidade de ajuda,
mas alguns deles podem
atacá-lo se você os ajudar.
Ajude-os, mesmo assim."

"Se você der ao mundo e aos outros
o melhor de si mesmo,
você corre o risco de se machucar.
Dê o que você tem de melhor,
mesmo assim."

TEXTO: Equipe de Redação do Momento Espírita.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Outubro de 2.008.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

A AUSENTE

Há várias espécies de dores capazes de
atingir os corações humanos
Qual a mais intensa?

Parece-nos ser aquela que estamos
sentindo no momento.

Temos o costume de esquecer
o passado e valorizar o sentimento presente
como se nada de pior já tivesse acontecido,
ou pudesse vir a acontecer.
Isso é uma tendência muito
natural do ser humano.

Mesmo assim,
existem sofrimentos que se distinguem dos outros,
e assumem perante a maioria das criaturas
uma condição de maior gravidade.
A morte de um ser querido,
por exemplo.

Não há quem não se comova, sofra,
sinta verdadeiramente quando um
ser amado abandona o envoltório corporal
e parte para outro plano da vida.

Pouco importa se a morte foi repentina,
ou não; se foi violenta,
ou serena.
Não interessa se aquele que partiu já
contava com avançada idade,
ou se ainda era jovem.

Não há como mensurar essa
espécie de dor.

E cada um a sente, e reage a ela,
de forma diversa.
Há aqueles que se entregam,
blasfemam e se revoltam.

Há outros que choram,
mas que aceitam,
envolvendo suas dores no bálsamo
da prece e da fé.

Há, ainda,
os que buscam modos nobres e belos
para render novas homenagens àqueles
que já se foram.

Assim parece-nos ter agido o
poeta Augusto Frederico Schmidt,
que toca nossos corações com
os seguintes versos:

"Os que se vão, vão depressa,
Ontem, ainda, sorria na espreguiçadeira.
Ontem dizia adeus, ainda da janela.
Ontem vestia, ainda,
o vestido tão leve cor-de-rosa.

Os que se vão, vão depressa.
Seus olhos grandes e pretos, há pouco,
brilhavam.

Sua voz doce e firme faz pouco ainda falava.
Suas mãos morenas tinham gestos de bênçãos.
No entanto hoje, na festa,
ela não estava.

Nem um vestígio dela, sequer.
Decerto sua lembrança nem chegou,
como os convidados,
Alguns, quase todos,
indiferentes e desconhecidos.

Os que se vão, vão depressa.
Mais depressa que os pássaros
que passam no céu,
Mais depressa que o próprio tempo,
Mais depressa que a bondade dos homens,
Mais depressa que os trens correndo,
nas noites escuras,
Mais depressa que a estrela fugitiva que
mal faz traço no céu.

Os que se vão, vão depressa.
Só no coração do poeta,
que é diferente dos outros corações,
Só no coração sempre ferido do poeta
É que não vão depressa os que se vão.

Ontem ainda sorria na espreguiçadeira,
E seu coração era grande e infeliz.
Hoje, na festa ela não estava,
nem sua lembrança.
Vão depressa,
tão depressa os que se vão ..."

* * * * *

Não permita que sua dor,
seja ela causada pelo motivo que for,
o impeça de perceber a beleza de cada momento.

Não deixe que suas lágrimas,
por mais sentidas e justas que sejam,
turvem sua visão,
impossibilitando que seus olhos vejam a vida
com clareza e serenidade.

Dedique aos amores que partiram
pensamentos otimistas e repletos de
confiança no reencontro futuro,
sem desespero nem revolta.

Se hoje, na sua rotina,
pareceu-lhe que ninguém notou a dor
que lhe invadia intensamente o peito,
saiba que nada,
nem mesmo nossas angústias,
passam despercebidas ao Pai.

Confie, persista e prossiga, sempre.

TEXTO: www.momento.com.br

# # # # #

Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 27 de Setembro de 2.008.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Despertadores

Na Índia, os mestres sempre dizem:
os problemas são despertadores que tentam
acordar as pessoas para a vida.

Aproveite para acordar logo,
antes que o próximo despertador
faça mais barulho.

Pense nisso:
o que essa dificuldade está querendo
mostrar a você?

Problemas são avisos que a vida nos envia
para corrigir algo que não estamos
fazendo bem.

Problemas e doenças são sinais
de emergência para que possamos
transformar nossas vidas.

Aliás,
problemas e doenças guardam
muita semelhança entre si.

Infelizmente, a maioria das pessoas,
quando fica doente,
cai num lamentável estado de prostração
ou simplesmente toma remédio
para tratar os sintomas em vez de fazer
uma pausa para refletir sobre os avisos
que essa doença está enviando.

São poucos os que se perguntam:
"Por que meu organismo ficou enfraquecido e
permitiu que a doença o atacasse?"

Uma doença é sempre um aviso,
embora muita gente não preste
atenção nele.

Assim como os problemas,
os sintomas vão piorando na tentativa
de fazer com que você entenda o recado.

No começo pode ser uma leve dor de cabeça,
um recado para que você pare e
analise o que está faltando em sua vida.
Mas você não tem tempo,
toma um analgésico e nem
percebe direito que a dor está aumentando.
Então a dor piora,
mas você vai à acupuntura para aliviá-la
e não presta atenção quando o médico
diz que o tratamento é paliativo e que
você precisa mudar seu estilo de vida
para eliminar as causas da doença.

As doenças são recados que
precisamos levar a sério,
principalmente as doenças que se repetem.
Dores de cabeça,
alergias de pele, má digestão,
todos esses distúrbios querem nos mostrar algo.

Saber procurar e achar as
causas deles é uma atitude muito sábia.

Nossos inimigos,
da mesma forma que os problemas e as doenças,
são gritos de alerta para cuidarmos
de algo que não está certo
em nossa vida.

Quando os ouvimos com atenção,
nossos inimigos podem se transformar
em maravilhosas alavancas
de crescimento pessoal.

Assim como as doenças e os inimigos,
os problemas nos enviam avisos que
precisamos aprender a decodificar.

Se você tem um problema que está
se repetindo em sua vida,
é chegada a hora de fazer uma análise
do seu significado para poder superá-lo.
E tenha muito claro que,
no momento em que supera um problema
que o acompanha por algum tempo,
uma nova pessoa nasce dentro de você.

TEXTO: Roberto Shinyashiki

* * * * *

Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 24 de Setembro de 2.008.

domingo, 21 de setembro de 2008

Tudo Passa

Certo dia um sacerdote percebeu a seguinte frase
em um pergaminho pendurado aos pés
da cama de seu mestre:
"isso também passa".

Com a curiosidade de cada ser humano
resolveu perguntar:
"Mestre, o que significa essa frase?"
E o mestre sem titubear lhe responde:
A vida nos prega muitas peças,
que podem ser boas ou não.

Mas tudo significa aprendizado.
Recebi esta mensagem de um anjo protetor
num desses momentos de dor onde
quase perdi a fé.

Ela é para que todos os dias antes de me levantar
e de me deitar possa ler e refletir,
para que quando tiver um problema,
antes de me lamentar eu possa me lembrar que
"isso também passa".

E para quando estiver exaltado de alegria,
que tenha moderação e possa encontrar o equilíbrio,
pois "isso também passa".

Tudo na vida é passageiro,
assim como a própria vida,
tanto as tristezas como também
as alegrias.

Praticar a paciência e perseverar no
bem e nas boas ações,
ter simplicidade,
fé e pensamentos positivos mesmo
perante as mais difíceis situações,
é saber viver e fazer
da nossa vida
um constante aprendizado.

É ter a consciência de que todas as pessoas erram,
de que o ser humano ainda é um ser imperfeito
em busca da perfeição e por isso até
saber que se muitas
vezes nos decepcionamos com pessoas,
é porque esperamos mais do que elas
estão preparadas para dar,
dentro de seu contexto e grau
de compreensão.

Deste modo, meu amigo,
toda vez que olho para essa frase,
meu coração se aquieta e a paz me invade,
pois sei que
"isso também passa".

FONTE: Universo das Mensagens.com.br
RECEBI DE: Luciana Rugani

* * * * *

Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Setembro de 2.008.