sábado, 29 de dezembro de 2012

O último momento


O ano correu?
É a impressão que temos.
Ainda ontem parecíamos estar
preparando nossa lista
de boas resoluções para 2012
e eis que 2013 bate às portas.

Quantas coisas deixamos
para amanhã no início deste
ano que passou
e quantas jamais teremos
a oportunidade de realizar ainda
nesses últimos dias
que restam?

Cremos tudo controlar.
Só não controlamos a vida
e por maior que seja nosso amor,
não aprendemos ainda como guardar
pessoas definitivamente conosco.

Das coisas que deixamos
para o amanhã,
muitas jamais cumpriremos.
Não que os desejos mudem,
é que há situações que viram
como vira a noite
e muitas das coisas que perdemos
não sabemos recuperar.
Mas como saber?

Precisamos olhar para dentro
do nosso coração e rever
nossas prioridades,
pensar nas coisas essenciais,
ver se o que estamos deixando
para trás não corremos o risco de
perder definitivamente.

Se soubéssemos que amanhã
seria o último dia na nossa
caminhada na terra,
o que faríamos hoje?

Talvez fôssemos visitar
alguém que não vemos há muito,
pegaríamios nos nossos
braços alguém que amamos
como se esse abraço pudesse
durar toda a eternidade
e consertaríamos uma coisa
aqui e outra ali,
para não partirmos com
coisas pendentes...

Diríamos uma palavra amiga
para que se lembrem de
nós ou teríamos um último
gesto nobre.

Por que nos comportamos
como se fôssemos
viver eternamente e levamos
tudo tão a sério?

Por que brigamos,
magoamos,
nos sentimos magoados,
construímos muros,
se é tão mais simples viver?

Não é bom deixar para
o último momento
para consertar as coisas,
porque esse instante decisivo
pode não avisar quando
vai chegar.

Cada instante que chega é
o último momento
que temos e cada instante que
passa pode ser uma ou outra coisa:
ou ganhamos um espaço
a mais nos corações ou  perdemos
definitivamente uma oportunidade.

E o instante presente ainda
temos a escolha.

Talvez,
daqui a um ano teremos mais paz,
talvez não olhemos para
trás com o coração
apertado e a frase
"ah, se eu soubesse"
não nos doa.

Hoje ainda podemos escolher.

TEXTO DE: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
e enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 30 de Dezembro de 2.012.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O QUE IMPORTA É VOCÊ

Não é a mudança 
do ano que altera alguma 
coisa na sua vida.

As mudanças
que você tanto quer 
realizar têm que partir de 
dentro de você,
independentemente, 
de ano, dia ou mês.

Busque a força que 
está adormecida dentro da sua 
alma para tornar seus
objetivos reais.

Sonhar faz parte da vida, 
é necessário, 
mas não se pode viver 
só de sonhos
e idealizando coisas 
que muitas vezes 
nem se corre atrás para 
que aconteçam.

Aceite o novo em sua vida, 
o desconhecido, 
eles podem conter agradáveis
surpresas.

Dê chances a você mesmo. 
Chance a novas pessoas, 
a um novo trabalho, 
a um novo amor.

Dê, sempre, 
chance para uma 
nova vida acontecer dentro 
do seu coração.

Se lhe fizer bem pensar 
que encerrando um 
ano e começando outro 
tudo pode mudar, 
acredite nisso, 
mas não se prenda 
a isso.

Lute pelos seus ideais. 
Você é a única 
pessoa que pode mudar 
a sua própria
vida ou melhorá-la.

Acredite que ninguém 
dá conta de modificar 
duas vidas, 
por isso,
aprofunde-se somente 
na sua.

Quanto a dos parentes, 
amigos e amores tente
apenas ajudá-los.

Aprenda que quem quer 
cuidar em excesso dos outros, 
acaba não cuidando 
de si mesmo.

Tenha confiança, 
garra e força de vontade. 
Esses ingredientes são
indispensáveis para se 
vencer na vida.

Conforme-se que nem tudo 
pode ser conquistado, 
mas como não sabemos
o que não pode ser, 
temos que lutar 
por todas as coisas 
com muita determinação.

O que não puder se 
tornar concreto, 
quem sabe se não tem 
uma razão
importante e de peso 
para tal.

Seja bem humorado. 
A pessoa ranzinza 
afasta as outras pessoas 
e acaba por
afastar também as 
energias positivas.

Busque companhias 
e ambientes que emanem paz. 
Esse é um fator
preponderante para que 
sejamos felizes.

Fuja de falsidades, 
intrigas e desavenças. 
Elas só vão lhe jogar 
pra baixo.

Cuide da sua saúde, 
sem ela nada você poderá 
realizar.

Depois de fazer tudo 
isso lembre-se do mais importante
- TENHA FÉ! 
Não importa a sua religião, 
acredite no seu Deus 
em todas as horas 
de todos os seus dias.

É ele a força que vai 
ajudar você nas grandes 
mudanças da sua
vida.

Quanto ao ano novo...
deixa ele entrar 
e que seja bem-vindo, 
mas o que
importa mesmo é você.

TEXTO: Silvana Duboc
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 29 de Dezembro de 2.012.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O novo em você...

De que adianta as letras douradas no 
belo convite de casamento,
se o evento não passa de 
uma mera formalidade?

Para que serve o título pomposo 
do livro que não ensina,
que apenas serve ao mercado?

De que adianta um remédio 
que tenta curar um mal 
e cria outros sem controle?

Para que serve a orientação de uma pessoa 
que só sabe julgar impiedosamente,
que acredita ser a dona da verdade?

Para que conselhos de quem
anda pior do que você?
De que adianta estrada asfaltada 
em lugar que ninguém passa?

"E porque colocar vinho novo em odres velhos?
O vinho romperá os odres; 
e tanto se perde o vinho como os odres."*
(*Jesus em Marcos 2:21-22)

Não gaste a sua vida com os velhos problemas, 
com velhas lembranças do que não foi,
com sentimentos por quem já não 
faz mais parte da sua história.

Não gaste a sola do seu sapato 
andando por onde você já passou.
Não tente adivinhar o futuro, 
ainda mais com visões sombrias,
antes, 
deixe-se contaminar pelo espírito da alegria,
deixe o otimismo se manifestar 
e faça a coisa certa,
viva cada dia intensamente, 
com qualidade,
não deixem que roubem a sua paz!

As pessoas vão fazer com você 
aquilo que você permitir.
Pense nisso antes de abrir-se para 
essa ou aquela pessoa.

"O novo ano depende de novos pensamentos, 
atitudes e reflexões,
de um novo ser, que cresce a cada dia 
e amadurece no desejo de ser feliz!

Feliz Ano Novo!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 28 de Dezembro de 2.012.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Adeus Ano Velho

Todo reveillon é a mesma coisa.
As pessoas cantam "Adeus Ano Velho,
Feliz Ano Novo,
que tudo se realize no ano que vai nascer.
Muito dinheiro no bolso,
saúde para dar e vender".

Bem,
isso é importantíssimo.
Com dinheiro no bolso,
nesta recessão,
a grande maioria dos problemas
de todo brasileiro estaria resolvido.
A saúde então, é fundamental.

Não adianta estar com
dinheiro e sem saúde.

Imagine se todos seus sonhos
fossem realizados no ano que vai nascer.
Que maravilha!
Seria o céu na terra!
Já pensou se sua sogra virasse um
"doce" de pessoa?

Se seu filho resolvesse estudar
para valer e passasse de ano
somente com nota 10?

E seu chefe...
se ele resolvesse dar aquela promoção
e consequentemente aquele aumento que
você espera há 4 anos?
Hein, já pensou?

Quem já não pensou assim:
"...esse ano vou fazer tudo o que
não fiz ano passado".

A gente faz planos e mais planos.
Nos lembramos que é preciso
estudar outros idiomas,
se aprimorar e que é necessário
cuidar do corpo também
(algo que facilmente nos esquecemos
com o excesso de atribuições que
temos durante o ano).
E por falar em atribuições,
será que quando estivermos mais
ou menos em agosto do ano que vem,
vamos nos lembrar dos propósitos que
tomamos no começo do ano?

Você já parou para refletir,
por exemplo, em problemas?
É lógico que sim!
Todas as pessoas têm problemas!
Mas se a grana diminuir ainda
mais ano que vem?
Como você vai reagir?

As dificuldades podem aparecer também
em sua vida no ano que vai nascer.

Será que a "musiquinha"
tradicional no reveillon vai desafinar?

O importante é sua postura em
relação aos altos e baixos da vida.
Jesus te dá a certeza de
que estará ao seu lado em
todos os momentos,
bons ou ruins.
"e certamente estarei convosco todos os dias,
até a consumação do século". (Mateus 28:20).

Ele garante também que seremos mantidos pela sua mão.
"Eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão.."(João 10:28).

Basta somente crer nele de todo coração.
Mesmo que no próximo Ano todos seus
sonhos não se realizem,
a vitória em Deus é certa.

Se você é do tipo de pessoa que adora
fazer planos no reveillon,
ótimo.

Para alcançarmos um objetivo,
precisamos primeiro idealizá-lo.
Mas cuidado para não exagerar
nos sonhos e depois não conseguir
fazer nem mesmo a metade do que idealizou.

Peça a orientação de Deus para aquilo
que você deve fazer.
Ele te dará sabedoria sem medida.
Essa é a grande receita para o sucesso pessoal:
o encontro com Deus.

Saiba que o temor de Deus é o princípio da sabedoria.
Então deixe-o participar ativamente da sua vida.

Imagine se todos os sonhos que temos
fossem realizados?
Será que isso seria bom para nós ?
Muitos sonhos que já tive posteriormente
descobri que não seriam a melhor opção.
Não espere que tudo se realize
no ano que vai nascer,
meu amigo.
Deus sabe o que é melhor para você !
Um Feliz Ano Novo.

TEXTO: Jason Figueira
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 27 de Dezembro de 2.012.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O QUE FALAR MAIS?

O que falar mais sobre o Natal?
 
O que dizer mais 
sobre o nascimento de Jesus?
 
O que mais teria para falar que 
pudesse ser novidade?
 
Acredito que conhecemos tudo.
Mas de tudo que conhecemos, 
o que de fato sabemos e fazemos?
 
Existe uma grande diferença
entre conhecer e saber.
 
Quem sabe faz, 
quem conhece apenas,
 adia o dia.
 
Estamos 
ainda presos ao ego, 
envaidecidos, 
orgulhosos demais 
para mudanças.
 
Estamos ainda travestidos 
demais principalmente 
nessa época,
pois parecemos todos 
anjos benfeitores, 
desejando Feliz Natal para todos,
distribuindo presentes 
para os familiares, 
amigos e até mesmo para os 
menos favorecidos.
 
Que pena que acaba o 
Natal dia 25!!!
 
Quando será que vamos fazer
de todos os nossos dias, 
dia de natal?
 
Quando vamos aprender a nascer, 
renascer, 
recomeçar em todos e em 
cada dia
 de nossas vidas?
 
Seria tão bom renascer 
todos os dias para aprender 
e ensinar amor.
 
Seria tão gostoso gostar 
de amar e viver apaixonadamente 
por tudo que existe.
 
Seria bom demais respeitar 
e ser respeitado.
 
Seria a glória valorizarmos 
o nosso EU
espiritual na mesma 
dimensão que valorizamos 
o nosso ego, 
não precisa ser
mais  e nem menos, 
apenas igualmente.
 
Seria um lindo e inesquecível 
natal por dia
 se pudermos entender 
a urgência dos tempos chegados 
de praticarmos o poder
do amor,
 que Jesus legou a todos nós, 
irrelevante de credo, 
crença, religião.
 
O alvo a ser alcançado é 
o aprendizado
 de amarmos uns aos outros, 
independente
 de quaisquer diferenças.
 
Portanto, 
vamos avançar, 
pois progredir é a lei.
 
TEXTO DE: Sandra Lúcia Ceccon Perazzo
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 25 de Dezembro de 2.012.

sábado, 22 de dezembro de 2012

O significado do Natal

Ei você, 
aonde vai com tanta 
pressa?
 
Eu sei que você tem pouco tempo, 
mas será que poderia 
me dar uns minutos da 
sua atenção?
 
Percebo que há muita 
gente nas ruas, 
correndo como você.
 
Para onde vão todos?
 
Os shoppings estão lotados, 
crianças são arrastadas por 
pais apressados, 
em meio ao torvelinho. 
Há uma correria generalizada.
 
Alimentos e 
bebidas são armazenados.
E os presentes, então? 
São tantos a providenciar.
 
Entendo que você tenha 
pouco tempo. 
Mas, 
qual é o motivo dessa 
correria?
 
Percebo, também, 
luzes enfeitando vitrines, 
ruas, casas, árvores. 
Mas, 
confesso que vejo 
pouco brilho nos olhares. 
Poucos sorrisos afáveis, 
pouca paciência para uma 
conversa fraternal.
 
É bonito ver luzes, 
cores, fartura... 
Mas seria tão belo ver 
sorrisos francos, 
apertos de mãos demorados, 
abraços de ternura, 
mais gratidão, mais carinho, 
mais compaixão. 
 
Talvez você nunca tenha 
notado que há pessoas que 
oferecem presentes por 
mero interesse.
 
Que há abraços frios e calculistas.
Que familiares se odeiam, 
sem a mínima disposição para 
a reconciliação. 
 
Mas, 
porque você me 
emprestou uns minutos do 
seu precioso tempo, 
gostaria de lhe perguntar novamente: 
Para que tanta correria?
 
Em meio à agitação, 
sentado no meio-fio, 
um mendigo, 
ébrio, 
grita bem alto: 
Viva Jesus. Feliz Natal!
 
E os sóbrios comentam: 
É louco! 
 
E a cidade se prepara... 
Será Natal.
 
Mas, 
para você que ainda 
tem tempo de meditar sobre 
o verdadeiro significado do Natal, 
ouso dizer: 
O Natal não é apenas uma data festiva, 
é um modo de viver.
 
O Natal é a expressão da caridade, 
e quem vive sem caridade 
desconhece o encanto 
do mar que incessantemente 
acaricia a praia, 
num vai-e-vem constante.
 
Natal é fraternidade e a vida 
sem fraternidade é 
como um rio sem leito, 
uma noite sem luar, 
uma criança sem sorriso, 
uma estrela sem luz.
 
Mas o Natal também é união, 
e a vida sem união é 
como um barco furado, 
um pássaro de asas quebradas, 
um navegante perdido no 
oceano sem fim.
 
E, finalmente, 
o Natal é pura expressão 
de amor, 
e a vida sem amor é 
desabilitada para a paz, 
porque em sua intimidade 
não sopra a brisa suave 
do amanhecer, 
nem se percebe o cenário 
multicolorido do crepúsculo.
 
Viver sem a paz é como 
navegar sem bússola 
em noite escura... 
 
É desconhecer os caminhos 
que enaltecem a alma e 
dão sentido à vida.
 
Enfim, a vida sem amor... 
Bem, 
a vida sem amor é 
mera ilusão.
 
TEXTO DE: Tina Venturi
* * * * *
Que este Natal seja para você, 
seus familiares e amigos, 
mais que festas e troca 
de presentes.
 
Que possa ser um marco 
definitivo no seu modo de viver, 
conforme o modelo trazido 
pelo notável Mestre, 
cuja passagem na Terra deu 
origem ao Natal.
 
Que você compreenda, 
que muitas pessoas lhe amam, 
mas talvez, 
por não ser do modo que 
você espera, 
você não as compreenda... 
mas elas lhe amam, 
com toda intensidade possível e 
da forma que sabem... 
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
e enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo" 
no dia 23 de Dezembro de 2.012.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O que você pode fazer para mudar o mundo?

Comece mudando a si mesmo. 
Ninguém muda o mundo se não 
consegue mudar a si mesmo ...

Cuide da Saúde do Planeta. 
Não desperdice água, 
não jogue lixo no lugar errado, 
não maltrate os animais ou 
desmate as árvores. 

Por mais que você não queira, 
se nascemos no mesmo planeta, 
compartilhamos com ele os mesmos 
efeitos e consequências de sua exploração ...

Seja responsável: 
não culpe os outros pelos seus problemas, 
não seja oportunista, 
não seja vingativo. 
Quem tem um pouquinho de 
bom senso percebe 
que podemos viver em harmonia, 
respeitando direitos e deveres ...

Acredite em um mundo melhor. 
Coragem, Honestidade, Sinceridade, Fé, 
Esperança são virtudes gratuitas 
que dependem de seu esforço e 
comprometimento com sua Honra e Caráter. 
Não espere recompensas por estas virtudes, 
tenha-as por consciência de seu 
papel neste processo ...

Tenha Humildade, faça o Bem, 
trabalhe. 
Não tenha medo de errar, 
com humildade se aprende, 
fazer o bem atrairá o bem para 
você mesmo e 
trabalhando valorizarás o suor de 
teu esforço para alcançar 
seus objetivos 
...

Busque a Verdade, a Perfeição. 
Verdade e Perfeição não são 
utopias filosóficas, 
mas uma posição realista frente 
aos obstáculos, 
uma atitude positiva diante da vida, 
uma visão espiritualizada, 
não importando sua 
religião ou Deus ...

Defenda, participe, 
integre-se à luta pacífica pela Justiça, 
Paz e Amor. 

Um mundo justo é pacífico, 
e onde há paz pode-se estar preparado para 
viver um grande Amor ...

TEXTO DE:  Rodrigo Bentes Diniz 
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 22 de Dezembro de 2.012.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O amor venceu ...


O bem está vencendo,
como Jesus venceu a cruz,
o homem caminha,
ainda que em passos lentos,
rumo a evolução, à caminho da luz.

Enquanto um crime,
uma tragédia, traz tanta revolta,
e ganha tamanha exposição
que parece ser o fim,
em silêncio, sem notícias na tevê,
milhares de irmãos,
saem na madrugada
fria e estendem a mão,
um prato de sopa,
um abraço afetuoso, um agasalho...

Há ainda os que se importam com
os animais abandonados,
com os que estão em extinção,
com os que sofrem.
nas mãos de gente sem coração.
Socorrem, abrigam,
salvam.

Temos ainda os que produzem empregos,
os que ensinam o que aprenderam,
os que seguram nas mãos dos analfabetos,
os que não desistem nunca.

Sim,
essa noite morreu muita gente,
os "trágicos viram notícias",
causam revolta,
os que partiram serenos,
não saem no jornal.
A  Boa Nova ainda não dá no IBOPE.
a boa notícia não nos interessa,
queremos ver o sangue, a guerra,
o massacre.

Não deixe  de trabalhar pelo bem,
de orar pelos que se afastaram do caminho da luz,
não se deixe impressionar pelos gritos
dos anunciadores do fim do mundo,
pelos que pregam que o mundo
está a cada dia pior,
gente que só vê desgraça,
que esquecem que os que amam
a paz ainda é a maioria.

Esta noite,
nasceram milhares de crianças no planeta,
estão chegando para mais uma
vez anunciar que Deus,
na sua infinita misericórdia,
continua acreditando em cada um de nós,
ainda que cheio de falhas,
ainda que imperfeitos.

Um dia,
as boas notícias serão o
destaque dos jornais,
e nós vamos ler com alegria,
afirmando para o tempo:
o amor venceu!

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 de Dezembro de 2.012.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

GUIADOS POR CEGOS

Era uma vez uma senhora idosa, 
num canto da rua, 
confusa e hesitante na tentativa 
de fazer a travessia diante de 
um tráfego intenso.

Temerosa, 
ela não conseguia sair 
do lugar.
Finalmente apareceu um 
cavalheiro que, 
tocando-a, 
perguntou se poderia 
atravessar a rua com ela.
Alegre e muito agradecida, 
a senhora tomou 
seu braço e juntos partiram 
em direção ao lado oposto.

Foi então que ela começou 
a ficar mais 
apavorada ao ver que o 
cavalheiro ziguezagueava 
pelo meio da rua enquanto 
buzinas soavam 
e freios eram acionados com 
motoristas dizendo palavras 
ofensivas.
Quando finalmente chegaram 
ao outro lado, 
ela, furiosa, 
lhe disse:
- “Você quase nos matou. 
Você caminha como 
se fosse cego!”
- “Mas eu sou. 
Foi por isso que lhe perguntei 
se poderia atravessar junto 
com a senhora.”

Em muitas ocasiões nos 
encontramos aflitos 
e temerosos diante de 
situações difíceis e, 
aparentemente, 
sem solução.
Ficamos 
fragilizados e hesitantes e, 
quando aparece alguém 
propondo uma saída, 
logo abraçamos 
a nova possibilidade sem 
o cuidado de verificar se estamos 
trilhando terra firme ou nos 
dirigindo a um precipício.

OBS.: 
Não encontramos fonte 
ou autoria deste 
texto em nossos arquivos 
e na internet.
Caso saiba e queira nos ajudar, 
fineza nos informar através do e-mail 
mensagem@toninholima.com.br, 
para darmos os créditos merecidos 
a quem o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 13 de Dezembro de 2.012.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Renuncie...


Para começar o verdadeiro
caminho da felicidade,
aprenda primeiro a renunciar.

Renuncie ao apego as
coisas do mundo.
Assim passamos a valorizar
cada conquista,
por menor que seja.

Renuncie ao orgulho infantil
que cerca o homem.
E assim,
não precisará perdoar ninguém,
pois não haverá mágoa.

Renuncie ao "amor platônico"
que tudo exige;
ofereça o amor que tudo dá.
E nunca mais sofra qualquer
desilusão amorosa.
Pois já não
haverá medo de perder,
de se perder.

Renuncie a "alimentação lixo",
concentre-se no que é natural,
e nunca mais terá doenças do
corpo ou da mente.

Renuncie aos apelos
do consumo desenfreado,
aprenda a poupar.
E nunca mais
terá problemas com dívidas
e contas que não fecham.

Renuncie ao trabalho que não
te traz contentamento.
Trabalhe onde realmente
goste e onde seja útil.
O melhor salário é o prazer de se fazer
o que se faz bem feito.

Renuncie as fofocas e intrigas.
Saiba mais da sua vida.
A dos outros,
só interessa quando podemos ajudar.

Renuncie a falsa
certeza de que já sabe tudo.
Viva para aprender.
Não sabemos nada do nada,
e queremos sempre o "tudo".

Renuncie a si mesmo,
para que o amor seja maior
que o seu ego.
Assim,
não carregará mais do que
precisa para ser feliz.
E descobrirá por fim,
que precisamos de muito pouco.

Simples assim :
quando sentir-se cansado do mundo,
 renuncie ao peso dele e sorria.

A vida é leve,
fardo suave que podemos
carregar.
Renuncie ao medo e siga
seu caminho.
O mundo não renuncia de quem
sabe onde quer chegar.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 12 de Dezembro de 2.012.

domingo, 9 de dezembro de 2012

DEUS JAMAIS ABANDONARÁ VOCÊ

“Porque, 
se meu pai e minha mãe me desampararem, 
o Senhor me acolherá.”

- Sl 27.10 -

A dor do abandono é cruel. 
Dói na alma e faz sangrar o coração. 
Há muitas pessoas que nunca 
superaram o trauma 
de terem sido rejeitadas 
desde o ventre. 

Há aquelas que nunca 
se sentiram amadas por 
seus pais. 
Outras sofrem porque 
foram traídas e abandonadas 
pelo cônjuge. 

Há pais que são abandonados 
pelos filhos e jogados 
num asilo. 
Há amigos que batem em 
retirada quando a crise 
bate à sua porta. 

Não é fácil ser abandonado. 
O apóstolo Paulo 
foi abandonado numa 
masmorra romana, 
e em sua primeira defesa, 
ninguém foi a seu favor.

Jesus foi abandonado no 
Jardim do Getsêmani, 
e todos os seus 
discípulos fugiram. 

Sua família pode abandonar você. 
Seus amigos podem 
virar as costas para você, 
mas Deus jamais abandonará você. 

Mesmo que seu pai 
e sua mãe desamparem você, 
Deus acolherá você 
em seus braços eternos. 

É possível que uma mãe 
se esqueça de seus filhos, 
mas Deus jamais 
se esquecerá de você. 

Quando você se sentir só, 
saiba que Deus está do seu lado. 
Quando você passar pelo 
vale da sombra da morte, 
saiba que o divino pastor descerá 
a esse vale com você, 
para ser seu refúgio.

ORE

Ó Deus, graças te dou, 
porque quando 
passo pelas noites escuras 
da alma e a angústia aperta 
o meu peito, 
Tua presença me traz alívio. 
Em Teus braços encontro refúgio seguro. 
Em nome de Jesus, 
amém.

No amor do Papai!

Fonte: http://www.lpc.org.br/cada-dia/
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 11 de Dezembro de 2.012.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Janelas na alma

O sentimento e a emoção 
normalmente se transformam 
em lentes que filtram os acontecimentos, 
dando-lhes cor e conotação próprias.

De acordo com a estrutura e o 
momento psicológico, 
os fatos passam a ter significação 
que nem sempre corresponde 
à realidade.

Quem se utiliza de óculos escuros, 
mesmo diante da claridade solar, 
passa a ver o dia com menor 
intensidade de luz.

Na área do relacionamento humano 
as ocorrências também 
assumem contornos de acordo 
com o estado de alma das 
pessoas envolvidas.

É urgente, portanto, 
a necessidade de conduzir 
os sentimentos, 
de modo a equilibrar os fatos 
em relação a eles.

Uma atitude sensata é um 
abrir de janelas na alma, 
a fim de observar bem os sucessos 
da caminhada humana.

De acordo com a dimensão 
e o tipo de abertura, 
será possível observar a vida 
e vive-la de forma agradável, 
mesmo nos momentos 
mais difíceis.

Há quem abra janelas 
na alma para deixar que se externem 
as impressões negativas, 
facultando o uso de lentes escuras, 
que a tudo sombreiam com o toque 
pessimista de censura e 
de reclamação.

Coloca, nas tuas janelas, 
o amor, a bondade, 
a compaixão, a ternura, 
a fim de acompanhares o mundo 
e o seu cortejo de ocorrências.

O amor te facultará ampliar o 
círculo de afetividade, 
abençoando os teus amigos 
com a cortesia, 
os estímulos encorajadores 
e a tranqüilidade. 
 
A bondade irrigará de esperança 
os corações ressequidos 
pelos sofrimentos e as emoções 
despedaçadas pela aflição 
que se te acerquem. 
 
O perdão constituirá a tua 
força revigoradora colocada a 
benefício do delinqüente, 
do mau, do alucinado, 
que te busquem. 
 
A ternura espraiará o perfume 
reconfortante da tua afabilidade, 
levantando os caídos 
e segurando os trôpegos, 
de modo a impedir-lhes a queda, 
quando próximos de ti. 
 
As janelas da alma são 
espaços felizes para que 
se espalhe a luz, 
e se realize a comunhão 
com o bem. 
 
*-*-*-*-*
 
Esta mensagem nos convida 
a refletir sobre uma realidade especial: 
a realidade de que tudo na vida 
conspira a nosso favor; 
isto é, tudo trabalha para o nosso 
crescimento íntimo, 
e que nada que nos acontece 
visa nosso mal, 
embora muitas vezes possa 
parecer assim. 
 
Abrir janelas na alma é tornar-se 
apto a descobrir essas novas realidades, 
que se bem compreendidas, 
tornam nosso viver menos árduo. 
 
A lei de causa e efeito existe 
para nos educar, 
e não para nos punir... 
 
A lei da reencarnação existe 
para nos dar novas oportunidades, 
e não para nos fazer sofrer... 
 
A lei do amor existe para nos fazer feliz, 
pois só haverá júbilo em nossa 
alma quando concedermos a outros 
este mesmo sentir - eis o que chamamos 
"caridade". 
 
Abre janelas em tua alma, 
uma a cada dia, 
e deixa o sol 
da compreensão entrar. 
 
Abre janelas em tua alma 
e concede-te sonhar, 
e continuar rumando em 
busca do sonho. 
 
Abre janelas em tua alma 
e mostra ao mundo 
as muitas belezas que já existem lá. 

Podes até achar que não existem, 
mas tenha plena certeza de que sim... 
Elas estão lá...

TEXTO: Equipe de Redação do Momento Espírita, 
a partir do texto 
"Janelas na alma", 
de Joanna de Ângelis, 
da obra 
"Momentos de Felicidade" 
psicografia de Divaldo Pereira Franco.
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 08 de Dezembro de 2.012.

Ser especial é...

Ter um sonho que se 
realiza no meio de muitas tormentas, 
ter um encontro com a vida, 
quando ela está por te deixar, 
ter um momento de luz no 
meio da escuridão, 
ter humildade para voltar 
no caminho, 
ter sabedoria para escolher 
a melhor hora para seguir.

Ser especial é...

Ser o encontro da eternidade 
com seu tempo, 
ter o encontro das almas, 
ter a essência jorrando 
em raios por todos os poros,
ser o encontro das águas turvas, 
com toda a beleza do mar azul, 
ser o poder das forças que 
une os corpos.

Ser especial é...

Ver que você pode seguir o 
caminho do meio, 
o caminho que te leva ao 
encontro do equilíbrio, 
o caminho que te deixa em 
paz com os teus, 
o caminho que te faz voltar 
para dentro, 
como se buscasse a luz, 
que tantas vezes te deixou 
na escuridão.

Ser especial é...

Poder sentir o amor nas 
veias que pulsam, 
sempre chamando e dizendo: 

Viva!

É a vida que te chama sempre, 
aproveita esse momento e reflita. 
Quanto você já fez por seus sonhos, 
para encontrar a sua vida? 
Quantas lágrimas já derramou 
no seu caminho? 
Quantas vezes caminhou sozinho? 
Especial é ter luz, sentir a calma, 
deixar que a angústia não lhe derrube, 
ter forças para lutar. 
Ser especial é ser como você. 
Puro, 
com sabedoria nas palavras, 
força nos braços, 
lágrimas sem dor. 
É saber sorrir da tristeza quando 
ela te angustia, 
é saber caminhar sozinho,
sem muletas, 
é saber ouvir o silêncio, 
é saber calar na multidão.

Refletir sempre... 
Sentir infinitamente...
Viver eternamente, 
e sonhar... sempre!!!

OBS.: Não encontramos fonte
ou autoria deste texto em nossos arquivos
e na internet.
Caso saiba e queira nos ajudar,
fineza nos informar através do e-mail
mensagem@toninholima.com.br,
para darmos os créditos merecidos a
quem o escreveu. 
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 07 de Dezembro de 2.012.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Fardos inúteis

Conta uma lenda,
que dois monges que atravessavam
uma área deserta quando diante
de um rio violento,
avistaram uma linda jovem
que tentava atravessá-lo
sem sucesso.

Um dos monges,
não sem dificuldades,
atravessou o rio e colocando
a mulher em suas costas conseguiu
atravessar o rio em segurança.

A jovem abraçou-o agradecida,
comovida com o seu gesto
e seguiu seu caminho…

Retomando a jornada,
o outro monge que assistiu
a tudo calado,
repreendeu o amigo,
falando do contato carnal que
houve com aquela jovem,
da tentação de ter aquele contato
mais direto com uma mulher,
o que era proibido pelas suas
leis e durante um bom
trecho do caminho,
esse monge falou sobre a
mulhere sobre o pecado cometido
até que aquele que ajudou a jovem
na travessia falou:
Querido amigo,
eu atravessei o rio com
a jovem e lá eu a deixei,
mas você ainda continua
carregando-a em seus
pensamentos…

Assim,
todos sabem que Deus não
nos dá fardos maiores que aqueles
que podemos suportar,
e muitos dos nossos fardos
já poderiam estar abandonadosem
outras curvas da vida,
mas nós insistimos em carregá-los.

Levamos nossas dores e
frustrações ao extremo.

Dramatizamos demais,
elevamos ao cubo cada dor,
cada ofensa,
cada contrariedade e por isso,
não conseguimos relaxar,
perdoar ou mesmo ser feliz,
pois o peso que vamos acumulando
em nossas costas são demais
para qualquer cristão.

Neste dia especial,
eu lhe convido a uma reflexão:
quais são os fardos que você
continua carregando e que já não
estão mais com você?

Qual é a dor que você anda
revivendo e fazendo com que velhas
feridas voltem a sangrar?
Por que você não consegue
perdoar quem lhe magoou?

Quantas oportunidades você
anda deixando para trás por estar
amarrado ao passado?

Desarme-se!

Dos velhos pensamentos,
do espírito da revolta,
da tristeza.

Hoje é dia de desmontar
o velho acampamento do
comodismo e seguir adiante
na longa jornada que a
vida apresenta.

Quanto mais leve a sua mochila,
mais fácil a subida rumo
a felicidade…

Bom dia!

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 06 de Dezembro de 2.012.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Doenças da alma

"e a oração da fé salvará o doente, 
e o Senhor o levantará" 
(Tiago 5:15)

Muita gente chega aos hospitais 
passando mal, 
deprimidos, angustiados, 
com pressão alterada, medo de morrer, 
desespero e dores profundas, 
e médicos atentos, 
zelosos da profissão, 
fazem de tudo para ajudar. 
Chapas e exames de ressonância 
são pedidos, 
sangue e urina são colhidos, 
o doente espera amparado por 
um parente mais aflito ainda.

Quando os exames estão prontos, 
a frustração: 
nada. 
isso mesmo, 
quando não se descobre nada, 
nem se comemora,
a frustração toma conta de médico 
e do paciente, 
que esperava através da descoberta 
de uma doença, 
uma esperança através de 
um medicamento, 
mas, 
o único medicamento que a pessoa 
vai levar para a casa, 
são calmantes, 
pois a doença é diagnosticada 
como estresse, 
ou doença nervosa.

E, assim, 
os hospitais estão cheios de pessoas 
que no corpo só carregam os
reflexos das doenças da alma, 
e o comprimido vai trazer alívio 
momentâneo, 
a injeção poderá matar o bacilo 
que se aproveitou da fraqueza, 
mas não vai tocar na ferida que 
a tristeza marca no espírito. 
A tomografia não vai diagnosticar, 
a ressonância não vai apontar e nenhum 
médico poderá trazer a
cura para a doença da alma.

A mente vai estabelecendo no corpo 
as doenças que você acaba criando 
com os seus pensamentos, 
com a sua tristeza, 
com a incerteza que invade 
os seus passos. 
Por isso, 
vacine-se com a oração diária, 
medique-se com a alegria,
tome a vitamina da esperança, 
não despreze o chazinho do otimismo, 
e espalhe a pomada do amor 
por todo o corpo, 
esses sim, 
os verdadeiros medicamentos 
da alma.

Muita paz.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke 
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 05 de Dezembro de 2.012.

domingo, 2 de dezembro de 2012

É PRECISO SABER VIVER

Esperamos demais para fazer o 
que precisa ser feito, 
num mundo que só nos dá um 
dia de cada vez, 
sem nenhuma garantia do amanhã. 

Enquanto lamentamos qua 
a vida é curta, 
agimos como se tivessemos 
à nossa disposição um estoque 
inesgotável de tempo.

Esperamos demais para dizer 
as palavras de perdão 
que devem ser ditas, 
para por de lado os rancores 
que devem ser expulsos, 
para expressar gratidão, 
para dar ânimo, 
para oferecer consolo.

Esperamos demais para 
ser generosos, 
deixando que a demora 
diminua a alegria de dar 
espontaneamente.

Esperamos demais para 
ser pais dos 
nossos filhos pequenos, 
esquecendo quão 
curto é o tempo em que eles 
são pequenos, 
quão depressa a vida os faz 
crescer e ir embora.

Esperamos 
demais para dar carinho 
aos nossos pais, 
irmãos e amigos. 
Quem sabe quão logo será 
tarde demais?

Esperamos demais para 
enunciar as pessoas 
que estão esperando para 
atravessar nossos lábios, 
para executar as tarefas que 
estão esperando para 
ser cumpridas, 
para demonstrar o amor que 
talvez não seja mais 
necessário amanhã.

Esperamos demais nos bastidores, 
quando a vida tem um 
papel para desempenharmos 
no palco.

Deus também está esperando, 
esperando nós pararmos 
de esperar. 

Esperando nós começarmos 
a fazer agora tudo 
aquilo para o qual este dia e 
esta vida nos foram dados.

TEXTO: Henry Sobell
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 04 de Dezembro de 2.012.