terça-feira, 28 de junho de 2011

Obstáculos

Como você não sabe
onde os seus pés vão tropeçar,
cuide de levantar os caídos,
de remover os entraves
das estradas.

Como não temos o
poder de prever as dores,
zele pelos que
estão sofrendo agora,
visite um doente,
doe sangue,
compartilhe sua alegria.

Como não encontramos
os nossos inimigos expostos,
ore por todos,
pelos que você gosta
e principalmente pelos
que te ofenderam.
Esses são
os que mais precisam.

Então não questione a vida,
antes;
olhai os lírios do campo,
observai o crescimento do trigo,
veja os pássaros no céu,
ás árvores na floresta,
os rios caudalosos,
as pequenas nascentes,
todos tem um propósito,
todos tem um fim.

Você faz parte desse contexto,
dessa maravilha que é a vida,
vida que é sementeira,
que recebe seus sonhos,
seus ideais,
e que Deus rega com carinho,
devolvendo sua fé com a
água da esperança,
brotos da eternidade,
frutos da perseverança.

Quando tudo for solidão,
Deus é amparo,
Quando tudo for escuridão,
Deus é Luz,
Quando não houver mais compreensão,
Deus é atenção,
e quando mais nada fizer sentido,
quando seus erros forem
maiores que os acertos,
Deus é perdão,
Deus é a cura para a dor,
porque acima de tudo,
Deus te ama
porque Deus é Amor.

E acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 02 de Julho de 2.011.

A melhor saída é a entrada

Quantas pessoas estão neste momento desanimadas,
desacreditadas e, no desespero,
acabam buscando respostas em bocas de lobos,
disfarçados de ovelhas, prontos para a ursada.

Muitos querem encontrar
uma saída quando que na realidade
deveriam procurar uma entrada...
Na porta certa.

Muitas das vezes,
quando vamos atrás de uma saída,
o espaço é tão imenso que nos perdemos.
Tropeçamos, caímos, nos machucamos,
nos decepcionamos e quando percebemos
estamos à beira de um abismo.

Em muitos casos,
um simples “toque” será suficiente
para cairmos em sua profundeza.

Há pessoas que solicitam conselhos
e opiniões de pessoas errantes,
sem examinar a idoneidade moral
de seu conselheiro.
O status social nem sempre significa que
a pessoa tem um bom caráter.

Feliz o ser humano que não busca
conselhos dos ímpios.
O rei Salomão nos dá uma grande
lição de humildade,
pois apesar de sua reconhecida sabedoria,
mantinha um grupo de conselheiros.

Em Provérbios,
aprendemos que os planos podem fracassar
por falta de conselho,
mas tem maior probabilidade de serem
bem sucedidos quando contam com
conselheiros capazes e sinceros.

Um exemplo?
Usuários de drogas.
Essas pessoas têm que buscar uma
entrada ao invés de uma saída,
principalmente,
em caminhos que estejam repletos
de amizades sadias,
de Paz e de respeito entre as pessoas.

Muitos se iludem com a beleza do produto
externo por sua luminosidade e cores,
mas seu conteúdo é significante e
pode ser perigoso.

Jesus,
não é a saída e sim a porta de entrada
para a libertação que nos levará,
certamente, a uma nova vida.

Sou tuitivo em relação a Jesus,
pois nunca usou de sofisma e respondeu
ao descrente Tomé:

“Eu sou o caminho a verdade e a vida”.

Estas são as três entradas,
e necessidades básicas,
para todo ser humano.

Jesus é o caminho que nos leva
à verdade anunciada pelos profetas,
à salvação e a vida eterna na
Glória de Deus.

Jesus disse:
“Eu sou a porta;
quem entra por mim será salvo.
Entrará e sairá,
e encontrará pastagem”.

TEXTO: Elias Torres
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Julho de 2.011.

Deus não se envergonha de mim

Falamos abertamente das nossas paixões,
mesmo com orgulho em certas
ocasiões.
O time de futebol preferido, um artista,
uma pessoa importante.
São coisas que nos dão satisfações
inexplicáveis e que defendemos muitas
vezes como se fossem parte de nós.
Não nos envergonhamos,
mesmo se as outras
pessoas não possuem os mesmos
gostos ou mesmas preferências.

E me pergunto por que há pessoas que
possuem tanta dificuldade para falar de Deus,
de Jesus,
se são Eles a razão da nossa
existência e o único meio de salvar
nossa alma para a eternidade?

Nosso time ignora nossa
existência e nosso artista preferido
freqüentemente também.
Somos, para essas paixões,
apenas um rosto a mais numa multidão.
E quando as dificuldades nos assaltam,
para onde dirigimos nossos olhos,
nossas lágrimas, nosso coração sofrido?
Para onde se dirigem nossas súplicas?
Nesses momentos,
as paixões do mundo tornam-se mínimas,
insignificantes,
até esquecidas.

Nos dirigimos para Aquele que acreditamos
ter a solução para nós e que possui
um coração grande o bastante para
se inclinar e nos ouvir.
Aquele que é capaz de perdoar bem mais
que setenta vezes sete e nos aceita
cada vez que, arrependidos,
acabamos voltando.
Aquele que nos perdoa até o
último minuto da nossa vida.

Nos momentos de desespero é fácil chorar,
pedir, suplicar,
sem que a gente se preocupe com
o que vão pensar de nós.

É muito fácil receber, aceitar.
Mas quando a tempestade passa e que
o sol volta a brilhar,
não é assim tão fácil abrir a boca
e falar dAquele que nos segurou
a mão nas horas difíceis.
Pensamos no que vão pensar de nós,
se vão nos julgar.
Acabamos seguindo a maré,
porque é mais fácil ser como
todo mundo.
Mas quem disse que precisamos ser
como todo mundo,
fazer como todo mundo?

Convicções são convicções,
pouco importa a situação.
Não digo aqui que devemos entrar
em discussões intermináveis sobre
religiões.
Fanatismo também é pecado
e vemos diariamente nas notícias onde
ele tem conduzido muitos povos.
Não precisamos ser fanáticos para sermos
quem somos,
com toda honestidade.

Negamos diariamente a Deus.
Negamos quando nos omitimos,
nos calamos ante certas circunstâncias
que pediriam de nós uma atitude;
negamos quando não
dizemos às pessoas que necessitam
que Ele é a solução.
Negamos com nosso silêncio.

E Deus se entristece.
Porque Ele não se envergonha de nós,
mesmo sendo quem somos.
Jesus não se envergonhou
da humilhação da morte de cruz,
mas preferiu
perdoar dizendo que as pessoas não
sabiam o que estavam fazendo.

Talvez quem negue não tenha ainda
tido um verdadeiro encontro com Ele.
Porque se Deus está em nós e nós nEle,
brilhamos por onde passamos,
como pedaços de luz numa noite escura.
Somos livres e libertos.
Vamos a Ele também na nossa
alegria e não somente quando
nossa alma chora e carece de ajuda.

É preciso pensar sobre isso.
Pedro chorou amargamente
depois de ter negado a
Jesus e foi perdoado.
Mas podemos viver sem ter que
passar por esse caminho.
Podemos trazer muito mais alegrias
que tristezas ao coração de Deus,
que nos ama acima e apesar de tudo.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 29 de Junho de 2.011.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Uma janela nos céus

As etapas que atravessamos na vida
nada mais são que degraus que
subimos ou descemos,
segundo os caminhos que nós
mesmos escolhemos,
os atalhos que preferimos e onde decidimos
deitar nossa cabeça.

Padecemos?
Sim.

De vez em quando precisamos dessa parada
que nos dá a consciência que nada somos
aqui além de filhos
em busca de uma terra prometida.

Porém sabemos
que nosso maná nunca faltará,
seja qual for o caminho percorrido
e o quanto falta ainda pela frente.

Depositamos demais nossa confiança
naquilo que somos e no que
cremos ser capazes e vez ou outra
precisamos dessa ducha fria
que nos faz acordar para que tenhamos
a humildade de orar de cabeça
baixa e a grandeza de abandonar nosso
mais profundo eu aos pés da Cruz.

Damos importância demasiada a certas
coisas como se a própria razão
da vida dependesse delas.
É assim com um pequeno corte
no dedo ou uma ferida na alma
que fica doendo as vinte e
quatro horas do dia.

Não importa se o sol brilha,
se a chuva sacia,
se a comida está boa ou a saúde perfeita.
Isso prova nossa insaciedade
diante da vida.

Não há ninguém para quem tudo dá
sempre errado e ninguém para quem
dá tudo certo.
Tudo são fases que atravessamos,
caminhos às vezes que parecem
longos e intermináveis,
principalmente quando é o lado dolorido
da vida que se apresenta.

Mas...
O importante não é não se perder,
nunca errar, não pecar,
não tomar decisões erradas e ser
alguém exemplar.

Essas coisas são objetivos que tentamos
alcançar e quanto mais degraus subimos,
mais nos aproximamos da perfeição.

O importante mesmo é saber levantar,
erguer a cabeça, olhar para frente;
é ter a coragem de admitir as falhas,
a humildade de pedir perdão,
calar na hora certa e falar quando o silêncio
parecer insustentável;
o importante é deixar as lágrimas
caírem e nem por isso se sentir diminuído.

Deus não conta os degraus que
subimos ou descemos.
Nossa vida é que conta,
sofre ou se alegra.

Deus é Aquele que está no mais alto
degrau estendendo a mão e é o mesmo
que está na terra com os braços
eternamente abertos e prontos.

Há e haverá sempre uma janela aberta
nos céus para nos acolher e o caminho talvez
não seja o mais fácil,
mas é certamente aquele que vai ter feito
nossa vida valer a pena.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Junho de 2.011.

E o sol nasce novamente...

Há ocasiões em nossa vida que
a noite parece interminável.

É assim quando todas as esperanças
parecem ter ido procurar
refúgio em algum lugar,
menos no nosso coração.

Não somamos nossas alegrias
como somamos nossos problemas.
Quando passamos por um caminho difícil,
fazemos uma revisão do que
vivemos e temos vivido e somamos
as dores,
que parecem crescer a cada
lembrança.

Se, inversamente,
fizéssemos o mesmo com nossos
momentos de alegria,
encontraríamos razões a mais para
viver e forças suplementares para
sobreviver aos impasses da vida.

Por mais longa que seja a noite,
por mais lento que tenha sido
o relógio e por mais dolorido
que tenha estado nosso coração,
o sol nasce novamente.
Pouco importa se no dia seguinte
ele estará ainda encoberto por nuvens,
ele não estará encoberto eternamente.

A certeza de que algo de bom e bonito
existe nos faz guardar ainda acesa
a chama dentro do coração.
Se o sol vai e volta,
a lua some e reaparece,
as marés baixam e sobem,
não há razões para que na vida
não demos a volta por cima.
A natureza é a prova viva de que
tudo está em movimento sempre
e nós fazemos parte dessa
paisagem idealizada e plantada
por Deus.

Tudo é passageiro,
as alegrias vêem e vão,
mas o sofrimento também,
até mesmo aquele que se instala
no mais profundo do nosso ser,
ele também se acalma e deixa
um lugarzinho aberto para
a doçura de viver.

Não podemos desistir de ser felizes
enquanto o sol não desistir
de renascer.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 de Junho de 2.011.

A VIDA NÃO DÁ DUAS SAFRAS

A gente só começa a viver de verdade
no dia em que descobre que
a vida não vai durar para sempre.
Talvez você esteja aí do outro lado
pensando que eu disse uma tolice,
pois é claro que todo mundo sabe
que vai morrer!

Na verdade,
com o festival de chacinas que
se assiste diariamente nos telejornais,
com gente morrendo por todos os lados,
era mesmo de se esperar que todo
mundo já soubesse que também
pode e vai morrer.
A qualquer momento.

Infelizmente não é assim.
Morrer continua a ser uma idéia
vaga e absurda para a maioria das pessoas.
Algo que só se vê,
de verdade,
nos telejornais e em lugares
muito distantes.
Na vida real,
só ocorre mesmo com o vizinho...
De preferência, com os mais chatos.
Com a gente, nunca!
Vivemos como se todos nós tivéssemos
sido hipnotizados por um mago
para acreditarmos que vamos
durar para sempre.

Por isso a gente adia tanto, tudo,
o tempo inteiro.
O projeto de ser feliz,
a mudança de emprego,
de cara, de cidade, de par amoroso.
Deixa para uma hora mais propícia,
menos problemática,
mais oportuna e menos inadequada.
Sempre para daqui a algum tempo,
quando a gente tiver mais dinheiro,
quando a gente se aposentar,
quando os filhos crescerem,
quando tivermos uma folga,
quando a economia se normalizar.

Antes de mais nada,
é preciso sobreviver,
ganhar dinheiro,
fazer sucesso – pensa a maioria.
A vida mesmo vai ficando para depois,
quando todas essas coisas tão
mais importantes já estiverem
equacionadas e resolvidas.
O problema é que a vida não entende
essa linguagem de adiamento.
"Oportuno" e "adequado"
são palavras sem nenhum significado
para o ritmo da vida.
Vida é como sorvete debaixo de sol quente:
- ou você toma na hora ou vai ficar
chupando dedo.
Vida é um negócio de “aqui” e “agora”,
de extrema premência e necessidade.

Eu sempre achei muito engraçado
as pessoas usarem esse verbo “sobreviver”
em lugar de “viver”.
Sobreviver significa continuar
a viver depois que aconteceu algum
sinistro grave,
como um incêndio de grandes
proporções ou a queda de um avião.
Constatado que a pessoa não tem
nenhuma ocorrência deste tipo
em seu prontuário,
conclui-se que a tragédia,
da qual ela escapou ilesa
(e por isso está condenada a viver)
foi ter nascido...

A maior tragédia que pode acontecer
a alguém é passar pela vida sem viver.
Nenhuma justificativa justifica perder
a chance de estar vivo,
de existir,
de experimentar cada momento -
escasso e passageiro -
que se tem neste mundo.
Nem um grande negócio.
Nem todo o dinheiro do mundo.
Nem um sucesso de arrebentar
a boca do balão.
Viver a vida é o item básico na
cesta básica de qualquer pessoa.

Pra encurtar conversa,
já que essa ladainha pode ir muito longe:
com a vida é assim,
ou você faz agora, já,
com os recursos que tem,
ou esquece.

TEXTO: Geraldo Eustáquio de Souza
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 de Junho de 2.011.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Seja Bendito!

Tem que começar de novo sim!
Se a caminhada está difícil,
se percebeu que pegou
o caminho errado,
tem que dar meia volta e procurar
um novo rumo.

Nessa busca,
não há espaço para o orgulho,
por isso,
pergunte, informe-se,
converse,
quem já amou e foi feliz,
nunca se esquece.

Tem que reerguer-se sim!
Nada de ficar no chão,
esperando a misericórdia
ou a piedade de sabe-se
lá de quem.

O chão,
é o demarcador da derrota
e também da vitória.
Muita gente aproveitou
a queda para crescer,
porque será diferente
com você?

Olhe para o horizonte com
novas lentes,
com olhos coloridos pela
esperança.
com sonhos e desejos
dessa criança,
que habita em cada um de nós,
e insiste,
em fazer de cada problema,
um tijolinho,
que será usado na reconstrução
de nós mesmos,
nos projetos mais ambiciosos ou
nos sonhos de simplicidade.

E já que o
tempo não coloca limites,
não são os outros e
nem mesmo a sua idade,
que vão impedir o seu crescimento,
pois quando você quer,
você pode.

Se precisava de um recado,
ele chegou,
se precisava de um estímulo,
aqui está,
se queria uma força renovadora,
ela se apresenta,
é o dia de hoje,
cheio de possibilidades,
que se apresenta como
presente único,
aproveite-o,
cresça e apareça.

A vida te saúda e bate
palmas para sua decisão,
de recomeçar mais leve,
cheio de razão,
com alma limpa e desejos
de renovação,
sem nunca perder a ternura,
vivendo com emoção.

Sempre é tempo de ouvir
o seu coração.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 de Junho de 2.011.

A CONSCIÊNCIA DE SUA MISSÃO

Freqüentemente, eu me pergunto:

O que cada um de nós
está fazendo neste planeta?

Se a vida for somente tentar
aproveitar o máximo possível
as horas e minutos,
esse filme é bobo.

Tenho certeza de que existe
um sentido melhor em tudo
o que vivemos.

Para mim,
nossa vinda ao planeta Terra tem
basicamente dois motivos:
- evoluir espiritualmente e
- aprender a amar melhor.

Todos os nossos bens na
verdade não são nossos.

Somos apenas as nossas almas.

E devemos aproveitar todas
as oportunidades que a vida nos dá
para nos aprimorarmos
como pessoas.

Portanto,
lembre sempre que
os seus fracassos são sempre os
melhores professores e é
nos momentos difíceis que
as pessoas precisam
encontrar uma razão maior
para continuar em frente.

As nossas ações,
especialmente quando temos
de nos superar,
fazem de nós pessoas melhores.

A nossa capacidade de
resistir às tentações,
aos desânimos para continuar
o caminho é que nos
torna pessoas especiais.

Ninguém veio a essa
vida com a missão de juntar
dinheiro e comer do bom
e do melhor.

Ganhar dinheiro e alimentar-se
faz parte da vida,
mas,
não pode ser a razão
da vida.

Tenho certeza de que pessoas
como Martin Luther King,
Mahatma Ghandi, Nelson Mandela,
Madre Tereza de Calcutá,
Irmã Dulce,
Betinho e tantas outras anônimas,
que lutaram e lutam para
melhorar a vida dos mais fracos
e dos mais pobres,
não estavam motivadas pela
idéia de ganhar dinheiro.

O que move essas pessoas
generosas a trabalhar diariamente,
a não desistir nunca?

A resposta é uma só:
a consciência de
sua missão nesta vida.

Quando você tem a consciência
de que através do seu trabalho
você está realizando sua
missão você desenvolve
uma força extra,
capaz de levá-lo ao cume da
montanha mais alta
do planeta.

Infelizmente,
muita gente se perde nesta
viagem e distorce o
sentido de sua existência
pensando que acumular bens
materiais é o objetivo
da vida.

E quando chega no final
do caminho percebe que o caixão
não tem gavetas e que ela
só vai poder levar
daqui o bem que fez
às pessoas.

Se você tem estado
angustiado sem motivo
aparente está aí,
um aviso para parar e refletir
sobre o seu estilo de vida.

Escute a sua alma:
ela tem a orientação sobre
qual caminho seguir.

Tudo na vida é um convite para
o avanço e a conquista de valores,
na harmonia e na glória do bem.

TEXTO: Roberto Shinyashiki
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 17 de Junho de 2.011.

A Vida É Agora

Dizem que a vida é curta,
mas não é verdade.
A vida é longa para quem consegue
viver pequenas felicidades.

E essa tal felicidade anda por aí,
disfarçada,
como uma criança tranquila
brincando de esconde-esconde.

Infelizmente às vezes
não percebemos isso e passamos
nossa existência colecionando
"nãos" :
- a viagem que não fizemos,
- o presente que não demos,
- a festa à qual não fomos,
- o amor que não vivemos,
- o perfume que não sentimos.

A vida é mais emocionante
quando se é ator e não espectador,
quando se é piloto e não passageiro,
pássaro e não paisagem,
cavaleiro e não montaria.

E como ela é feita de instantes,
não pode e nem deve ser
medida em anos ou meses,
mas em minutos e segundos.

Esta mensagem é um tributo ao tempo.
Tanto àquele que você soube
aproveitar no passado quanto
àquele que você não vai
desperdiçar no futuro.

Porque a vida é agora!!!
Talvez eu tenha os melhores amigos....
a melhor família...
quem sabe?!

A vida às vezes é toda planejada
e no final vimos que deu tudo errado....
ou não se planeja nada e no final
simplesmente é perfeito...

A vida é cheia de surpresas
e temos de estar
preparados para todas...
sempre sorria não mostre agonia e
aflição isso só irá piorar...

Já te disseram que
você é belo ou bela???
Não???

Se olhe no espelho...
você sempre terá algo encantador...
não fale mal de alguém sem antes
conhecer a pessoa...
você estará julgando em falso testemunho...
a vida é tão linda....
você tem um pequeno intervalo
nela então viva cada momento...
aproveite cada instante...
viva suas fantasias mais banais...
só não esqueça que suas atitudes
vão demonstrar quem você é....

Não tente ser aquilo que não pode...
não mude pelos outros...
e se ainda der tempo de fazer
tudo isso perceberá
que a VIDA É BELA e que a
única coisa que nos resta
é ser FELIZ!

OBS:
Recebemos este texto sem autoria,
mas gostaríamos de dar os créditos
merecedios ao autor do mesmo.
Se você souber e quiser colaborar conosco,
fineza nos informar através do e-mail:
mensagem@toninholima.com.br
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 15 de Junho de 2.011.

Publicação Proibida

OBS.: O texto lido no programa de hoje não foi publicado neste espaço, porque a autora não autoriza sua publicação.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 de Junho de 2.011.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

O SENTIDO DA VIDA

Ponha a mão no
peito e sinta as batidas
do seu coração.

Esse é o relógio da
sua vida tiquitaqueando
a contagem regressiva do
tempo que lhe resta.
Um dia ele parará.

Isso é cem por
cento garantido e não há
nada que você possa
fazer a respeito.

Portanto,
não dá para perder um
único precioso segundo.
Vá atrás do seu sonho
com energia e paixão,
ou então recue e veja-o
escorrer pelo ralo.

Se você passar o tempo
todo em cima do muro,
acabará não indo
a lugar algum no pouco
tempo que lhe resta.
Como dizem:
"- não se salta uma fenda em dois pulinhos".

É preciso coragem e dedicação para
viver o seus sonhos.

A verdade é que
todos nascemos com potencial
para a grandeza,
abençoados com oportunidade
para alcançar novas
e estonteantes alturas.
Mas, tristemente,
muitos de nós
são preguiçosos demais,
preocupados demais
com o que os outros
possam pensar,
com medo demais de mudanças,
para abrir suas asas e usar
todos os seus talentos.

É importantíssimo
fazer o que deixa feliz -
e da melhor maneira possível.

Não importa que
seja fazer bolas de neve,
prender a respiração debaixo d'água,
cantar,
ou conseguir efeitos
dramáticos com
um secador de cabelos.

Só o que interessa
é que você se sinta bem
com o que esta fazendo...
Tenha sempre em mente que,
faça o que você fizer,
os enganos são parte da vida
e não perca tempo se castigando
por erros do passado.

Não fique ruminando
se está ou não fazendo
a coisa certa.

Você sempre saberá a
resposta no seu coração.

Em vez de desanimar-se,
lembre-se sempre
de que rejeição e resistência
são inevitáveis quando
se faz algo
muito importante
ou especial.

Quando você se
propõe a realizar seus sonhos,
muitos tentarão detê-lo,
incluindo os que mais amam você.

O que não falta neste
mundo são pessimista lamentáveis,
que desistem dos seus sonhos,
para lhe dizer:
"Não perca seu tempo,
você nunca conseguirá".

Você pode muito
bem se ver cercado por
pessoas que,
secretamente,
querem ver você fazer menos,
ou fracassar por completo,
para não se sentir diminuídas.

"Esqueça isso", dirão.
"Não vale a pena".

Por isso é importante compreender
que seguir o seu próprio caminho pode
ser incrivelmente recompensador,
mas não é fácil não.

Como todo mundo
você terá alguns dias
melhores que outros.
De vez em quando,
tudo parecerá uma grande
zona de perigo.

As pessoas olharão para você com
estranheza quando souberem o que
você esta tentando atingir,
e você começará a ouvir seus detratores
e a ter duvidas.

"Porque não continuei vendendo bananas,
meu Deus?".

Mas,
aconteça o que acontecer,
não desista!

Lembre-se de que todos
têm dificuldades.

É incrivelmente cansativo
passar dias
fazendo coisas que não
nos agradam
ou sequer nos interessam.

Mas,
se você perseguir o seu sonho,
pelo menos se cansara
fazendo o que mais gosta.
Você pode achar
que nada disto significa
muito no grande esquema
global das coisas.

Mas, acredite:
significa.

Quando você tirar tudo
que puder da sua vida,
saboreando cada gota,
isto mudará tudo á sua volta,
de ordinário para extraordinário.

Quando estiver fazendo o que ama,
você se levantará de manha cheio de
animação para enfrentar o começo
de cada dia e estará tomado de
uma alegria sincera,
altamente contagiante.

Do mesmo modo que,
ao dar uma boa risada,
faz outro começar a rir,
e outro,
até que estão todos rindo tanto
que começam a lacrimejar,
ter dor de estômago
e dificuldades em respirar.

Mas, melhor do que tudo,
você inspira outros a
irem atrás dos seus sonhos,
e é assim, meu amigo,
que se transforma o mundo!

Sabe de uma coisa?

Mesmo que você
cometa enganos e esteja
errado sobre quase tudo,
ainda assim sua vida será uma
aventura fantástica e divertida;
você dormirá cada noite sabendo que
fez o que podia e isso fez diferença,
e acordar a cada dia antecipando o
futuro tão belo e excitante
quanto puder imaginar.

E sabe de outra coisa?
Se você ouvir seu coração
e usar a cabeça,
nunca estará errado.

TEXTO: Com Colaboração de: Orlleti Madeiras - Vila Velha/ES
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 10 de Maio de 2.011.

QUANDO A DOR NOS VISITAR

O que faz doer nem sempre
tem causa aparente.
Dor é um acontecimento sem datas.
Prolonga-se no tempo
e contraria todas as regras
dos argumentos.

Eu não sei o que dói.
Eu não sei quando começou doer.
O que sei é que a dor é a identificação
mais profunda da condição humana.
Dela é que nasce
a expressão do cuidado.

A dor sinaliza que algo
precisa ser curado,
que algo carece de presença,
olhar atento e esforço redobrado.

Dores são diversas.
São físicas, emocionais,
psíquicas.
Dores de toda hora,
de vez em quando,
ao cair da tarde,
com o chegar das primeiras
estrelas ou com os
primeiros raios de sol.

Dores não conhecem o tempo.
Chegam quando querem.
Elas se acomodam nos
cantos da alma,
nos centros das carnes e ficam.

Os que já sofreram muitas
dores aprenderam a
lidar com elas.
Elas amadurecem.

Eu tenho um amigo travando
uma luta ferrenha com essas
visitantes estranhas.

Os olhos brilhavam um pouco mais.
O sorriso que lhe é tão próprio
não se desfez em nenhum momento,
mas apenas cedeu lugar para
uma forma mais sublime de sorrir.

Era a dor chegando com
sua lousa e giz,
pronta pra ensinar.
Ele tem sabido aprender.
Tenho orgulho do meu amigo e sei,
que mais cedo ou mais tarde,
eu receberei as lições desse aprendizado.

Sofri com ele, mas de longe.
Não posso ficar ao lado.
Eu experimento a dor à distância.
Experimento a dor que tem sido minha,
e que de alguma forma é
a dele também.

Dores criam esquinas inesperadas.
Não sabemos dar nome ao
que nos faz sofrer,
soframos abraçados aos que
nos amam de verdade.

AUTORIA: Padre Fábio de Melo
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 09 de Junho de 2.011.

Acomodação com a dor

Cuidado com a acomodação com a dor!
É comum durante um período onde
sofremos com algum problema que vai
crescendo e parece sem solução,
nos fragilizarmos, e assim,
ficamos "DESORIENTADOS",
quase que sem rumo,
vamos sendo empurrados pela
maré e a tendência natural nessa situação,
é acumular mais problemas.

Todos nós vamos viver em algum
momento da nossa vida,
dificuldades e problemas que ás vezes nos
pegam de surpresa,
e essa "batalha" que vamos viver,
vai trazer um amadurecimento
para a nossa jornada,
de tal maneira que,
seremos outra pessoa após vencermos
uma fase difícil, seja da doença,
das emoções,
das finanças ou qualquer barreira que se
coloque entre nós e os nossos sonhos.
Mas, aceitar os problemas como "karma",
"necessidade espiritual" ou "destino",
é acomodação que traz mais e mais problemas,
como uma enxurrada que vai passando
pelas ruas e levando sujeira e lixo
ladeira abaixo.

Por isso,
em todas as dificuldades,
é preciso manter um
fio de racionalidade em tudo,
por mais difícil que possa parecer.
É preciso enxergar lá adiante o final
do problema e a respectiva lição que a
"Vida" está nos ensinando.

Sim,
existe muito ensinamento na dor,
ela traz em si,
recados importantes para cada um de nós,
assim: - aquele que está cheio de dívidas,
recebe o recado da necessidade
de aprender a gastar,
fugir das futilidades,
buscar novos recursos.
- aquele que está terminando mais um
relacionamento de forma dolorosa,
recebe um aviso de que precisa "mudar-se",
aumentar o amor próprio para ser mais respeitado.
- muitas doenças, são avisos de nosso
destemperamento e falta de cuidado,
como a pressão alta por causa da obesidade,
a gastrite pelo excesso de estresse,
e assim por diante.

Reconhecer em cada situação difícil a
lição que a vida quer nos ensinar e enxergar
lá na frente a solução,
nos torna mais fortes,
mais preparados para mudar o que tem
que ser mudado.
Não se iluda buscando culpados para
os seus problemas,
pare de chorar,
pois as lágrimas impedem de ver a solução,
na maioria das vezes,
somos nós mesmos que permitimos
o avanço da dor,
e basta apenas uma visita ao espelho do
seu quarto para descobrir onde realmente
está o problema.

A vida trouxe a lição, aproveite e aprenda.
Vencer a dor é fortalecer o espírito para sempre.

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 08 de Junho de 2.011.

O que realmente importa...

Os anjos estão trabalhando.
Pegaram a oração daquela moça que
vem chorando diariamente por
um emprego e em um grupo enorme
vieram para ajudar.
Intuíram o melhor currículo,
conduziram-na para uma empresa excelente,
fizeram o selecionador prestar
atenção naquele currículo e ele
marcou a entrevista.

Ela ficou feliz e os anjos ajudaram na
a escolher a roupa certa.
Durante a noite envolveram seu quarto em paz,
fizeram de tudo para que ela dormisse bem,
mas acostumada aos papos no MSN
pela madrugada afora,
foi deitar-se as 3 da manhã e no dia
seguinte chegou atrasada
à entrevista tão importante.
Conclusão:
vai ficar desempregada mais um tempo.

Culpa dos anjos?

É preciso deixar bem claro que
os anjos estão por ai,
auxiliando as pessoas de diversas formas,
mas eles não podem fazer aquilo
que nos cabe fazer,
e em um mundo tão competitivo como esse,
não basta apenas fazer a nossa parte,
temos por obrigação fazer o nosso "melhor",
dar o melhor de nós mesmos para
que a ajuda do "céu" possa ser
bem aproveitada.

Vejamos o exemplo do paralítico de Cafarnaum,
cidade onde Jesus estava na casa de Pedro,
e como sempre,
rodeado de uma multidão que queria vê-lo.
Um grupo trazia um paralítico em uma
cama e não vendo como entrar naquela
casa tão cheia de gente,
o paralítico pediu que o descessem pelo telhado,
arriscando ainda mais a própria vida.
Jesus vendo a fé daquele homem disse:
- Homem,
estão perdoados os teus pecados.
- Eu te ordeno:
Levanta-te, toma o teu leito e vai para casa.

O paralítico imediatamente,
se levantou diante deles e,
tomando o leito em que permanecera deitado,
voltou para casa, glorificando a Deus.

Imagine se desistisse de buscar o auxílio
de Jesus quando olhasse aquela multidão
diante da casa de Pedro?
Haveria milagre?
Pois muita gente hoje vai abrir a boca
para reclamar da falta disso,
da falta daquilo,
que Deus não ouve as suas orações,
Deus não vê as suas dores,
mas com certeza,
serão esses os primeiros que irão desistir
diante da fila para preencher uma vaga
em uma empresa,
vão dormir até mais tarde porque
se julgam cansados,
vão fazer corpo mole diante dos
problemas e é claro,
os problemas vão esmagá-los.

Levante a sua cabeça.
Erga-se e sinta a mão de Deus estendida
em sua direção,
tenha confiança em seu poder
de reerguer-se.
Não se menospreze,
nem acredite que não merece isso ou aquilo.
Está escrito que você merece ter
do bom do melhor no aspecto físico,
espiritual e material, portanto,
não se contente com as migalhas
que caem no chão,
seja no mínimo quem faz o pão.

Os anjos estão por ai,
procurando pessoas dispostas ao bom combate.
Pessoas que não desistiram de ser felizes.

Se você é uma delas,
apresente-se, sinta-se vencedor,
lute, insista, não desista,
a batalha está apenas começando
e se precisar,
peça para te colocarem diante
de Jesus pelo telhado mais alto,
não importa a altura ou dificuldade,
importa saber que quando estiver
diante Dele a vitória é sua,
o milagre é seu e ninguém poderá tomá-lo.
Importa ter bom ânimo!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Maio de 2.011.