quarta-feira, 31 de março de 2010

Jesus lava os pés de seus discípulos

A imagem de Jesus ajoelhado
aos pés da humanidade,
está na minha mente há algum tempo.

Jesus se abaixando para limpar
e curar as feridas e para
lavar os pés,
sem dizer nenhuma palavra,
mas com lágrimas escorrendo
pelo rosto.

Hoje as pessoas estão exaustas.
Há muito que fazer,
muitas coisas a aprender.
A competição está em toda parte,
poucos são os vencedores e
muitos os perdedores.

A vida é uma luta constante
pela sobrevivência.
Muitas pessoas têm que usar
máscaras para esconder
sua falta de coragem,
as dores do seu coração,
seu desespero,
sua falta de senso de dignidade,
porque às vezes eles
não têm trabalho.

Outras pessoas estão cansadas
de tantas horas de viagem
para o trabalho e para casa,
suas agendas superlotadas,
compromissos,
metas a alcançar e todos
os problemas sociais ainda não
resolvidos e os problemas
do mundo.

Quando as pessoas estão
muito cansadas e fragmentadas,
elas perdem a energia e o
desejo de celebrar,
de agradecer.
Elas não têm mais tempo
para as outras pessoas,
especialmente para os pobres
e marginalizados,
elas não têm tempo para
abrir o coração.

Jesus ao lavar os pés dos
discípulos nos mostra
como Deus ama,
e como seus discípulos,
naquela época e hoje também,
são chamados a amar e a
"amar até o fim".

Finalmente,
o lava-pés é um mistério
como muitos outros
atos de Jesus.
Nós entramos neste mistério
gradativamente,
através de momentos em que
sofremos perdas e nos tiram
mais e mais o que possuímos.

Quando Jesus diz a Pedro
que ele entenderá
'mais tarde'
Jesus está dizendo aos seus
discípulos que é somente
depois da longa noite
do desconhecimento,
e somente por um novo dom
do Espírito Santo,
que podemos penetrar
este mistério e vivê-lo.

Jesus convida seus amigos
a tirarem as roupas que lhes
dão um status especial,
a retirar as máscaras e a se
apresentar perante os outros
humildemente, vulneravelmente,
com toda a sua pobreza.

Para se tornar pequeno e humilde
é necessário um coração
cheio de amor,
purificado dos seus medos
e da segurança humana,
pronto para amar até o fim,
a fim de dar a vida aos outros.

Como Jesus quer que o imitemos?

Jesus nos convida a seguí-lo na
caminho da pequenez,
do perdão, da confiança,
da comunhão a da vulnerabilidade.
Sem abandonar em outros
momentos nosso papel de
responsabilidade onde exercemos
autoridade com força e justiça,
bondade e firmeza.

Depende de cada um de nós
descobrir como somos
chamados a ser mais
"revestido de Cristo,"
a fim de servirmos nossos
irmãos e irmãs com amor,
bondade e humildade.

Lavar os pés de um irmão
ou irmã em Cristo,
permitir que alguém
lave os nossos pés,
é um sinal de que juntos nós
queremos seguir a Jesus,
tomar o caminho da pequenez,
para encontrar a presença de
Jesus no pobre e no fraco.

FONTE: http://www.comshalom.org/formacao/espiritualidade/jesus_lava.html
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Abril de 2.010.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Anjos

Quem nunca se sentiu sozinho
e desamparado?
Quem nunca sentiu em algum
momento que havia a impressão
que tinha chegado ao fim do caminho
e que não tinha mais solução?
Que seja por uma causa grave,
ou por outras menos graves,
todos já nos sentimos assim.

Quando adolescentes,
mesmo a dor de amor perdido
pode nos dar essa impressão.
Pensamos que nunca mais vamos
encontrar outra pessoa,
que nunca mais vamos amar
outro alguém.

Tudo toma uma forma tão grande
e exagerada que toma conta da gente.
Muitas vezes nos desesperamos
e sofremos antecipadamente
por coisas que colocamos
na nossa cabeça,
mas que na realidade nunca
chegam na nossa vida.

Nesses momentos sentimos uma
sensação de solidão profunda,
de abandono.
Tudo parece opaco, sem vida.
Mas sabem de uma coisa?
Mesmo nos momentos mais
difíceis da nossa existência,
nunca estamos sozinhos.
Mesmo quando não vemos ninguém
ao nosso lado,
Alguém certamente está lá e nos
olha com os olhos cheios de amor,
simplesmente esperando
que a gente se entregue.

Alguém que prometeu que levaria
todas as nossas dores.
Não só as físicas,
mas também as existenciais,
que são ainda mais profundas
e difíceis de curar,
pois não encontramos solução
numa farmácia.

Acho um grande reconforto saber
e reconhecer que nunca
estamos sozinhos.
Poder reconhecer que estamos
fracos e frágeis,
mas saber que existe uma
Mão Invisível segurando a nossa,
um Colo confortável e um peito
cheio de amor e compaixão.

Há uma grande verdade,
mas que poucas pessoas sabem:
Deus ama mesmo aqueles que
não acreditam nEle,
Ele cuida mesmo daqueles que
não sabem que não estão sozinhos;
Ele está sempre presente,
mesmo quando olhamos à nossa
volta e tudo parece vazio.

Há pessoas que acreditam
em Deus,
mas não em Anjos.
Mas segundo a Bíblia
"O Anjo do Senhor acampa-se ao redor
dos que O temem e os livra".
Então,
por que não acreditar?!

De qualquer maneira,
a verdade é que a solidão não existe.
O que existe é a sensação de
estar sozinho e abandonado.
Nem existem as dores que
doem eternamente.

Se você um dia se sentir assim,
abra os olhos da sua alma e tenha
certeza que ao seu lado Alguém
vai estar cuidando de você.
Deixe-se amar e acalentar.

Durma tranqüilo e se repouse.
Tenho certeza que quando você
acordar vai ter uma outra visão
do seu próprio mundo.

Deus te abençoe!

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 31 de Março de 2.010.

domingo, 21 de março de 2010

Mudanças que não fazemos

Mudanças que não fazemos
no momento certo
se transformam em dolorosas provas.
São situações que nós
mesmos criamos,
com o medo de assumir aquilo
que já sabemos,
de terminar o que já terminou,
de enterrar quem já morreu,
de encerrar ciclos.

Para piorar,
por vezes somos terroristas
de nós mesmos,
fazendo cada
“tempestade em meio a garoa fina”.

Nós nos boicotamos,
fazemos papel de coitadinhos.
E se houver uma oportunidade,
seremos as vítimas perfeitas.

Quem não gosta de ser consolado,
confortado, receber
“paparicos”?

Só tem um problema:
- A vida não olha
para os nossos problemas,
nem se compadece das
nossas dores.

A vida simplesmente
segue a sua trajetória,
vai movimentando forças
e atropelando indecisões.

Ainda bem que é assim,
pois quando percebemos,
lá estamos resolvendo
o velho problema,
e por fim percebemos que
nem doeu tanto assim.

Vai!
Se a vida te cobra uma mudança,
comece pelo começo,
um bom pensamento,
um pequeno gesto,
uma atitude.

A estrada parece longa,
mas depois dos primeiros passos,
ela vai ficando cada
vez mais curta,
mais conhecida,
e a sua estrada da vida,
cada vez mais florida,
ainda que de vez em quando,
os espinhos venham alertar,
que nem tudo são flores,
mas pode ter cor, sabor
e muito,
muito amor.

Mude!

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 27 de Março de 2.010.

A felicidade não é uma meta

Sim,
nós precisamos de metas e objetivos,
mas antes de qualquer coisa,
precisamos saborear os passos que nos
levam à conquista.
Na escola,
descobrir o prazer do conhecimento,
desde as primeiras vogais até o
"conceito do buraco negro na física quântica".
Ter o prazer de viajar e observar a paisagem,
ver em cada nova cidade um lugar a ser descoberto,
se encantar mais com o caminho,
sem se preocupar com a chegada.
A chegada é apenas mais uma etapa da viagem,
e a viagem em si,
é que é o grande barato da vida.

Não espere nenhuma conquista para ser feliz,
o dia é hoje, a hora é agora,
o momento certo é esse instante mágico
que Deus concedeu para
que você descubra o poder que o amor tem
para transformar momentos,
pessoas e situações em eternas recordações.

É nesse instante que o seu sorriso
se abre para o mundo,
seja por uma conquista,
por uma promoção, um elogio,
um beijo roubado,
um olhar que ficou no ar cheio de
"boas intenções",
um filho que te abraçou e com
um beijo molhado
declarou o seu amor,
no seu animal de estimação que se
aconchegou nas suas pernas,
na comida gostosa da mãe,
no cheirinho de limpeza da sua casa,
no perfume inconfundível da sua pele,
no sol que insiste em aparecer todos os dias,
na lua que encanta e faz sonhar,
na certeza de que você é uma pessoa
maravilhosa e única,
está a descoberta da tal FELICIDADE.

O resto é sonho,
meta ou qualquer coisa que virá se
você for feliz agora,
se você se comprometer em viver cada
dia como se fosse único,
respeitando os seus limites,
não se comparando com ninguém,
fazendo sempre o seu melhor,
desejando para o próximo aquilo que
você gostaria de receber,
vendo em cada pessoa,
por mais difícil que seja,
um espelho,
onde o reflexo é a sua própria imagem,
pois mesmo sendo tão diferentes,
somos todos iguais.

Seja feliz agora!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 24 de Março de 2.010.

As dores de cada um

Eu gostaria de ter o que te dizer,
gostaria muito de consolar a sua dor,
de ter a palavra certa que
te reerguesse,
que te mostrasse tudo o que os
meus olhos ainda vêem,
mas a palavra foge,
a dor se mostra mais forte,
e nada,
absolutamente nada do que eu diga
pode te consolar.

Existem dores que são muito intimas,
particulares mesmo,
e que precisamos extravasar ao
nosso modo
alguns se escondem no choro compulsivo,
lavam a alma,
se derramam no pranto...
Outros no entanto,
se fecham em silêncio,
não querem ver,
nem ouvir ninguém,
e esperam uma resposta
não sabem de onde...

Infelizmente,
existem os que não reagem na hora,
não querem acreditar no que aconteceu,
e vão andando como se fossem zumbis,
se alguém tentar comentar,
se esquivam,
e só depois de algum tempo,
quando percebem o vazio,
a ausência e a solidão,
se deixam levar pela dor,
e essa é a face mais dolorosa da dor.

Para todos os que passam pela dor,
o meu respeito solidário,
a minha prece silenciosa,
rogando ao Pai Criador,
que ampare o coração vazio,
que os dias sejam a pomada cicatrizante,
que fecha a ferida,
e que a marca que reste desse período,
seja a boa lembrança dos
bons momentos,
secando para sempre
a ferida da dor,
que ainda não tem remédio.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Março de 2.010.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Ao homem pertencem os planos do coração

Existe certamente uma diferença entre
a teimosia e a persistência.

Aquele que persiste tem um
objetivo do qual não larga,
não abandona facilmente até que
o último suspiro seja dado,
ou a vida decida de outra maneira.

O persistente é forte nos seus objetivos.
O teimoso, por outro lado,
é um persistente exagerado,
que vai em frente sem querer saber
o que encontra no caminho,
cego a quaisquer outras idéias que a sua.

O persistente,
com o tempo alcança alguma coisa.
O teimoso caminha,
caminha e acaba se esbarrando
em dificuldades que com o tempo
o farão desistir.

Muitos e muitos dos projetos
que fazemos vão por água abaixo.
Outros,
iremos até a linha de chegada
e carregaremos no rosto o
sorriso de satisfação.

E entre as coisas que conseguimos
e as que perdemos,
ganharíamos um tempo enorme
se pudéssemos ter a honestidade de
identificar os sinais e
seguir por eles.

As coisas que não dão certo
não chegam a esse fim de um
dia para o outro.
Os sinais aparecem,
mas preferimos ignorá-los,
achamos desculpas pra eles e até
(que ironia!!!)
dizemos que estão lá apenas
para nos testar.

É quando insistimos nesses
caminhos que sabemos que não
levam a lugar nenhum que choramos
nossas mais grossas lágrimas.

O coração não engana ninguém.
Ele dá os sinais e fica de lado para
deixar a cada pessoa
seu livre arbítrio,
direito de cada um de errar
e de acertar.

E nós vamos plantando
e colhendo os frutos das
nossas decisões.
Todos os nossos projetos chegam
ao trono de Deus.

E Ele,
carinhosamente e até com jeito,
inúmeras vezes nos diz que
eles não são bons,
porque nos ama e quer evitar
nossas lágrimas e decepções.

E,
como os que pensam que tudo sabem,
apresentamos nossos projetos
mas ficamos surdos à
resposta Divina,
aos apelos do coração que
se enganam com menos freqüência
do que pensamos.

É isso que nos dá o nó no estômago
e a consciência que nos diz
"eu sabia",
mas que chega, infelizmente,
sempre tarde demais.

Portanto,
é assim que vamos aprendendo
a vida e que nosso coração
adquire a certeza que o Senhor
responde a todas as nossas perguntas,
mesmo se às vezes são coisas
que não queremos ouvir.

E aprendemos também que confiar
no Senhor é dar um passo à frente,
é evitar certas estradas,
os tropeços,
os choros e abrir os olhos
aos horizontes serenos aos quais
Deus nos destina.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 20 de Março de 2.010.

A opção da simplicidade

Muitas pessoas reclamam
da correria de suas vidas.
Acham que têm compromissos
demais e culpam a complexidade
do mundo moderno.

Entretanto,
inúmeras delas multiplicam
suas tarefas sem real
necessidade.

Viver com simplicidade
é uma opção que se faz.

Muitas das coisas consideradas
imprescindíveis à vida,
na realidade,
são supérfluas.

A rigor,
enquanto buscam coisas,
as criaturas se esquecem
da vida em si.

Angustiadas por múltiplos
compromissos,
não refletem sobre sua
realidade íntima.

Olvidam do que gostam,
não pensam no que lhes traz paz,
enquanto sufocam em
buscas vãs.

De que adianta ganhar
o mundo e perder-se
a si próprio?

Se a criatura não tomar cuidado,
ter e parecer podem tomar
o lugar do ser.

Ninguém necessita trocar
de carro constantemente,
ter incontáveis sapatos,
sair todo final de semana.

É possível
reduzir a própria agitação,
conter o consumismo
e redescobrir a simplicidade.

O simples é aquele que
não simula ser o que não é,
que não dá demasiada
importância a sua imagem,
ao que os outros dizem
ou pensam dele.

A pessoa simples não
calcula os resultados
de cada gesto,
não tem artimanhas
e nem segundas intenções.

Ela experiencia
a alegria de ser,
apenas.

Não se trata de levar
uma vida inconsciente,
mas de reencontrar
a própria infância.
Mas uma
infância como virtude,
não como estágio da vida.
Uma infância que não
se angustia com as dúvidas
de quem ainda tem tudo por
fazer e conhecer.

A simplicidade não ignora,
apenas aprendeu
a valorizar o essencial.

Os pequenos prazeres da vida,
uma conversa interessante,
olhar as estrelas,
andar de mãos dadas,
tomar sorvete.

Tudo isso compõe a
simplicidade do existir.

Não é necessário ter muito
dinheiro ou ser importante
para ser feliz.
Mas é difícil ter felicidade
sem tempo para fazer
o que se gosta.

Não há nada de errado
com o dinheiro ou o sucesso.

É bom e importante trabalhar,
estudar e aperfeiçoar-se.
Progredir sempre é uma
necessidade humana.

Mas isso não implica
viver angustiado,
enquanto se tenta dar cabo de
infinitas atividades.

Se o preço do sucesso
for ausência de paz,
talvez ele não valha
a pena.

As coisas sempre
ficam para trás,
mais cedo ou mais tarde.
Mas há tesouros imateriais
que jamais se esgotam.

As amizades genuínas,
um amor cultivado,
a serenidade e a paz de espírito
são alguns deles.

Preste atenção em como
você gasta seu tempo.
Analise as coisas que valoriza
e veja se muitas delas não
são apenas um peso
desnecessário
em sua existência.

Experimente desapegar-se
dos excessos.

Ao optar pela simplicidade,
talvez redescubra a
alegria de viver.

Pense nisso.

TEXTO: Redação do Momento Espírita.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 19 de Março de 2.010

Aceite-me como sou

"uma história real".
Esta é a história de um soldado que,
finalmente voltava para casa,
depois de ter lutado no Vietnã.

Ele ligou para os
pais em São Francisco:

- Mamãe, Papai,
estou voltando para casa,
mas antes quero pedir
um favor à vocês.

Tenho um amigo que eu
gostaria de levar junto comigo.
- Claro, eles responderam.
Nós adoraríamos conhecê-lo
também!
Há algo que vocês precisam
saber antes,
continuou o filho.
Ele foi terrivelmente ferido
em combate.
Pisou numa mina e perdeu
um braço e uma perna.
Pior ainda é que ele não tem
nenhum outro lugar para morar.
Nossa!!!
Sinto muito em ouvir isso,
filho!
Talvez possamos ajudá-lo
a encontrar algum lugar
para morar!

- Não mamãe,
eu quero que ele possa
morar na nossa casa!
- Filho, disse o pai,
você não sabe o que está pedindo?
Você não tem noção da
gravidade do problema?

A mãe concordando com
o marido reforçou:
Alguém com tanta dificuldade
seria um fardo para nós.
Temos nossas próprias vidas e
não queremos uma coisa como
essa interfira em nosso
modo de viver.
Acho que você poderia voltar
para casa e esquecer
esse rapaz.
Ele encontrará uma maneira
de viver por si mesmo!

Nesse momento o filho
bateu o telefone e nunca
mais os pais ouviram uma
palavra dele.

Alguns dias depois,
os pais receberam um
telefonema da polícia,
informando que o filho deles havia
morrido ao cair de um prédio.
A polícia porém acreditava
em suicídio.

Os pais,
angustiados voaram para
a cidade onde o filho
se encontrava e foram levados
para o necrotério para
identificar o corpo.

Eles o reconheceram e,
para o seu terror e espanto,
descobriram algo que
desconheciam:

“O FILHO DELES TINHA APENAS UM BRAÇO E UMA PERNA!”

Os pais nessa história
são como nós,
achamos fácil amar aqueles
que são perfeitos,
bonitos, saudáveis, divertidos,
mas não gostamos das pessoas
que nos incomodam ou não
nos fazem sentir confortáveis.

Esta noite, antes de dormir,
façamos uma prece a Deus,
para que nos dê as forças que
precisamos para aceitar,
sem restrições,
as pessoas como elas são,
mesmo que diferentes de nós.

Peçamos a Deus para
nos dar paciência.

Deus responderá:
Paciência é um subproduto
das tribulações;
ela não é dada,
é aprendida.

Peçamos a Deus para nos
ajudar a AMAR os outros,
como Ele nos ama.

Deus nos dirá:
... Ahhhh, finalmente,
vocês entenderam a idéia...

Se você ama a Deus,
envie isto para
seus amigos e conhecidos,
mesmo que não acredite,
tenha certeza que isso irá
lhe fazer muito bem.

"Para o mundo você
pode ser uma pessoa,
mas, para uma pessoa você
pode ser o mundo".

Que Deus te abençoe.
* * * * *
OBS:
Não encontramos a autoria
do texto acima.
Caso você seja o autor(a)
ou conheça a autoria do mesmo
e quer colaborar conosco,
fineza enviar um e-mail para
mensagem@toninholima.com.br.
Será uma grande alegria
dar os créditos merecidos a
quem o escreveu.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 de Março de 2.010.

QUE NOS ESTIMEM COMO SOMOS

É maravilhoso quando
as pessoas à nossa volta
gostam de nós e nos tratam
com apreço e simpatia.

Porém,
nem sempre isso ocorre.
E não acontecendo,
ficamos chateados,
pensando no que podemos
fazer para nos tornarmos
queridos.

Em conseqüência disso,
modificamos atitudes,
simulamos hábitos,
palavras e gestos;
freqüentamos lugares
e chegamos a imitar
a outrem só para agradarmos.

Incorremos no erro de forçarmos
para agradar as pessoas
e atraí-las a nos estimarem.

No entanto,
na arte de viver,
é preciso aprender
que a espontaneidade
é uma das maiores provas
de afeição verdadeira
e recíproca.

Quem se
aproxima de nós e se
"sintoniza" conosco,
deverá fazê-lo
espontaneamente
e não por uma falsa
imagem que criamos.

Não nos preocupemos
em agradar a todos pois,
nem Jesus Cristo conseguiu.

Forçando atitudes,
acabaremos nos sentindo
infelizes.

Precisamos nos transformar,
só que com esforço sincero
de melhoria íntima
e não teatralmente.

Que nos estimem como somos.

Se estimarmos aos outros,
gostarem de nós será
consequência.

Trecho do livro : Reflexões Para a Paz
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 17 de Março de 2.010.

O Tempo Certo

De uma coisa
podemos ter certeza:
de nada adianta
querer apressar as coisas;
tudo vem ao seu tempo,
dentro do prazo
que lhe foi previsto.

Mas a natureza humana
não é muito paciente.

Temos pressa em tudo
e aí acontecem os atropelos
do destino,
aquela situação que você
mesmo provoca,
por pura ansiedade de
não aguardar o tempo certo.

Mas alguém poderia dizer:
Qual é esse tempo certo?

Bom,
basta observar os sinais.

Quando alguma coisa
está para acontecer ou
chegar até sua vida,
pequenas manifestações
do cotidiano enviarão sinais
indicando o caminho certo.

Pode ser a palavra de um amigo,
um texto lido,
uma observação qualquer.
Mas, com certeza,
o sincronismo se encarregará de
colocar você no lugar certo,
na hora certa,
no momento certo,
diante da situação ou
da pessoa certa.

Basta você acreditar
que nada acontece por acaso.

Talvez seja por isso que
você esteja agora lendo(ouvindo)
estas linhas(esta mensagem).

Tente observar melhor
o que está a sua volta.
Com certeza alguns desses
sinais já estão por perto
e você nem os notou ainda.

Lembre-se,
que o universo sempre
conspira a seu favor quando
você possui um objetivo claro
e uma disponibilidade
de crescimento.

TEXTO: Paulo Coelho
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 16 de Março de 2.010.

segunda-feira, 8 de março de 2010

Até no riso tem dor o coração

Por que até nos mais altos
graus de felicidade o coração
continua inquieto?

Por que não podemos aceitar
simplesmente a alegria e abraçá-la
com todo nosso corpo e com
toda a nossa alma?

A felidade dá medo,
não dela mesma,
mas de não ser real,
de ser demais,
de ser um sonho...
por isso tanta inquietação nos
momentos que poderiam
ser vividos como se os outros
não mais existissem,
por isso o olhar pra trás pra
ver se a tristeza não seguirá
o mesmo caminho,
não virá estragar esse tão
esperado bocado de alegria.

E por que ficamos nesse estado
de expectativa é que não
tomamos posse total daquilo
que recebemos.

Parte de nós se alegra
e outra vigia,
olha de lado, espera até,
para que depois nos sintamos
reconfortados no nosso
desejo de ter razão.

Deus não nos dá presentes
pela metade.
Aquilo que nos oferece,
oferece inteiramente e se
não aproveitamos plenamente
daquilo que recebemos é porque
nós mesmos estragamos isso
com nossas dúvidas
e incertezas.

Abrimos nosso coração
e deixamos nele uma
janela aberta para ver voar
nossa alegria.
E ainda nos consolamos depois
dizendo que a vida é assim.

Não... a vida não é assim!
Nós a fazemos!

As pessoas mais felizes são
aquelas que bebem o riso
e se sustentam desse momento
presente como se amanhã
nunca fosse chegar.

Elas pegam de cada dia
aquilo que recebem,
selam cada noite e cada manhã
com uma oração de agradecimento
e bastam-se.

Devemos aprender que
a vida não é uma fatalidade,
embora existam momentos fatais.

A alegria não é irmã gêmea
da dor e o riso não dá a
mão ao choro.

Somos nós os responsáveis
desse estado de espera,
nós que atraímos pra dentro
aquilo que repudiamos.

Aquele que quer ficar doente,
fica doente,
aquele que quer curar-se,
cura-se.

O que tem fé vai muito longe
e o que aproveita da vida,
come,
bebe e dorme e ainda
é coroado com lindos sonhos.

* * * * *
TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 13 de Março de 2.010.

PONTES CAÍDAS

"O ouvido que escuta
a advertência da vida terá a
sua moradaentre os sábios"
(Provérbios 15:31).

Há alguns anos atrás,
um certo jornal trazia uma
história de um motorista
de caminhão.

Em uma noite nebulosa
ele mergulhou com seu
veículo no rio,
caindo em um penhasco
onde deveria haver uma ponte
bem familiar para ele.

Milagrosamente salvo,
sem ferimentos graves,
o caminhoneiro saiu dos
destroços e se arrastou pelo
desfiladeiro acima,
até a estrada.

Freneticamente ele agitava
seus braços tentando avisar
aos outros motoristas sobre
a queda da ponte.

"A ponte caiu, volte!"

A maioria dos motoristas,
naquela noite de tráfego escasso,
ignorou seus apelos
considerando-o um louco,
para seu próprio mal.

Isso acontece com frequência
nos dias atuais.

Aqueles que já experimentaram
as armadilhas deste mundo,
conhecem as direções
erradas que nele existem.

Mas suas advertências
são ignoradas e seus avisos
são ridicularizados.
São chamados de arrogantes
por esforçar-se em
mostrar o caminho certo.

Mas não devemos
desanimar nunca.
Cabe a nós deixar Deus
usar-nos para advertir aos
caminhantes desta vida sobre
os perigos das pontes caídas.

Mesmo que alguns
não nos ouçam,
certamente muitos ouvirão
e se salvarão.

Quando o homem teima
em seguir
seus próprios caminhos,
sem se importar com
os avisos de perigo,
pode cair logo adiante
e nem sempre conseguirá
se levantar para recomeçar
sua jornada.

Deus nos adverte
constantemente sobre as
"pontes caídas"
que nos farão mergulhar
nos rios de aflição
e angústia.

Ele sempre envia
alguém para nos alertar e,
se não estivermos sensíveis
aos Seus sinais,
poderemos perder grandes
momentos de alegria
e regozijo que Ele
nos tempreparado.

Você está certo de que
o caminho que segue tem
uma ponte para conduzir
sua vida até à
verdadeira felicidade?

TEXTO: Paulo Roberto Barbosa.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 12 de Março de 2.010.

O que fazer da vida?

Quando ficamos debilitados
nos sentimos impotentes perante os nossos
problemas do dia-a-dia que,
muitas das vezes,
nossa primeira reação é “jogar a toalha”,
e dizer:
Meu Deus, me dê forças,
se não desisto!.

Essa atitude é erradíssima,
pois a partir do momento em que elevamos
a palavra a Deus já começou uma oração,
e nela tem que haver um respeito
com sabedoria.

Quem somos nós para dar ordens ao Criador?.

Temos que buscar a força que
vem do alto colocando palavras
sábias e fortes,
porque somente elas têm poder.
Reconhecer que somos frágeis perante
Ele que é tão grandioso,
mas saber que somos inerentes com Deus.

Sabemos que o Senhor nos conhece,
que deseja ter uma comunhão
conosco e quer nos ver tomando
uma nova atitude,
porque Deus não nos deu o
espírito de covardia,
mas de poder e de misericórdia.
Ele sempre estará nos conduzindo ao triunfo,
apesar de nos deixarmos ser
dominados e nos sentirmos derrotados.

Nunca estaremos sós,
pois temos as suas promessas
de que nunca seremos abandonados
o que deve ser sempre a nossa fortaleza.
Coloquemo-nos diante do
Senhor de um modo diferente dizendo:
Senhor nosso Deus e nosso Pai,
e vá dizendo o quanto Ele é maravilhoso,
que é Santo acima de tudo
e devagarzinho vá colocando quais os
problemas que te afligem.

Quando for pedir,
o faça para que Deus tire a opacidade da tua visão,
para que desentupa teus ouvidos,
para que sua mente se abra e,
peça mais,
para que fortaleça tuas pernas e ombros...
Depois, agradeça-o.

Quando nossos olhos são limpos por Deus
podemos enxergar mais longe e todas as coisas,
que antes para nós eram ignoradas,
tornam-se reais e, assim,
podemos apreciar o que é belo e saudável.

Quando nossos ouvidos são desentupidos
podemos ouvir as palavras,
que antes eram rudes e não penetravam
em nossos corações,
nesse mesmo instante nossa mente
estará sendo aberta e, assim,
podemos de imediato discernir
melhor ao redor de nosso mundo e das pessoas.

Quando Ele fortalece nossas pernas
podemos nos levantar,
sair e procurar,
o que antes fazíamos com sofrimento,
agora será com vontade e prazer de caminhar.

Quando o Senhor fortalece nossos
ombros estaremos fortes e preparados
para carregar os “fardos da vida”,
pois se não trabalharmos daremos
trabalho para os outros.

O que existe muito, neste mundo,
são pessoas surdas tendo bons ouvidos,
mudas de línguas sadias,
mentes abertas que pensam o
que não deveriam pensar,
cegos que só enxergam seu mundinho,
pessoas com pernas fortes que não
andam e quando fazem,
passeiam em lugares desagradáveis e,
ombros vigorosos que carregam fardos alheios,
e coisas inúteis...

Você não faz parte deles,
pois você é um (a) vitorioso (a).

TEXTO: Elias Torres
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 11 de Março de 2.010.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Deus dá as nozes

Deus nos dá as nozes.
Mas não as quebra.
* Provérbio Alemão *

Tem muita gente esperando
o bolo pronto!
Gente que espera mais
do que um milagre,
querem que os anjos
virem contadores,
e resolvam a sua contabilidade
pessoal que não fecha:
- gastam mais do que ganham
e vivem endividados.

Querem que os anjos
virem médicos,
e curem aquela cirrose de
anos de muito álcool,
o enfizema de anos de tabaco,
as doenças crônicas de anos
de má alimentação,
as doenças nervosas da
falta de amor próprio.

O milagre
está ai todos os dias,
a disposição de quem
quer mudar.

É o sol que propicia o trabalho,
a chuva que promove o arado,
o mar que traz o cardume,
o rio que se enche de peixes,
a tecnologia que cria empregos,
a própria vida que se renova,
e diz de forma clara e concisa:
- Deus dá tudo o que você precisa!

É tempo de motivação,
de acreditar mais em você.
Usar a energia da alma
e do coração.

É tempo de pegar as nozes
e quebrá-las.
Com os frutos, fazer bolos,
doces e sorvetes.

Tantas possibilidades para
o milagre se estabelecer,
para você ver e sentir Deus.
Aprende então:
Deus não se encontra
na lamentação,
nem se acha com
reclamação.

Deus
se encontra no trabalho,
no suor do rosto,
daquele que se entrega
ao bem,
que não tem tempo
para falar
mal de ninguém.

Gente que descobre
de verdade,
que é ele mesmo,
é um verdadeiro milagre.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 06 de Março de 2.010.

O sal da terra

Todas as manhãs Deus nos dá
a oportunidade de recomeçar alguma coisa.
É por isso que dizem que nada como uma
boa noite para colocar as idéias no lugar.

E não nos levantamos com o pé direito ou esquerdo,
nos levantamos com os dois e carregando
o mesmo corpo que no dia anterior,
talvez até os mesmos problemas não resolvidos.
Mas tivemos essas importantes
horas de descanso para recuperar
as forças e energias para continuar o caminho.

Podemos decidir então
que nada estragará nosso dia e que daremos
a oportunidade para que as soluções cheguem.

É evidente que um coração
alegre e esperançoso terá mais vitórias
que aquele que deixa afogar pelas tristezas
suas ou alheias.

A pessoa mal-humorada pode acordar
com o mais lindo raio de sol invadindo a janela
que ela ainda vai encontrar algum motivo para
criticar e saciar sua insatisfação,
como se ela tivesse a necessidade de encontrar
algo negativo para continuar tendo razão.

Inversamente,
aquele que carrega consigo a paz interior
e o desejo de ser feliz verá flores até
nos desertos mais ermos.
E ele as colherá, com certeza!

Não penso que seja simplesmente uma
questão de pensar positivo,
mas de cultivar dentro de si as coisas boas,
a paz,
o desejo de ser uma pessoa melhor
na qual outros possam se espelhar.

É plantar a semente da serenidade na
terra do coração e deixar que ela floresça
e enfeite a vida.

Viver bem é uma questão de escolha.
A fé nos sustenta.
A esperança nos mantém vivos e o amor
nos torna diferentes aos olhos do mundo.

Pouco importa se chove ou se faz sol,
o dia fica estragado quando decidimos
que assim será.

Somos, nos passos de Cristo,
o sal que tempera a terra e a luz
que ilumina o mundo.

Podemos dar sabor, cor e vida,
deixando atrás de nós a semente do bem
e rastros que conduzem ao céu.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 05 de Março de 2.010.

Para ser feliz

O que você precisa
para ser feliz?

Responda... pegue papel,
caneta e faça uma lista,
olhando bem dentro
do seu coração.

O sentimento de felicidade e,
creia, de infelicidade,
é coisa individual.

O que faz uma
pessoa feliz pode não
fazer uma outra.

O grande problema
de todo mundo é
que quanto mais temos,
mais nos tornamos exigentes.
Só que não sabemos isso
com antecedência.

Nos dizemos:
se eu tivesse isso, seria feliz.
Mas depois de satisfeitos,
outro vazio se abre,
então queremos mais e
assim por diante.

Nos sentimos felizes
no momento e depois
da euforia passada,
tudo parece banal.

O amor faz feliz.
Mas o amor sem
dinheiro pode não
ser o bastante.
Então queremos os dois.
Depois pedimos saúde,
casa, filhos,
um bom trabalho...
e assim por diante.

Como um pedreiro,
vamos construindo nosso ideal de
felicidade tijolinho por tijolinho,
sem portanto jamais
terminar de construir,
como se a vida fosse uma
obra inacabada.

Quando tudo parece completo,
reclamamos do tempo que passou e nos
arrependemos do que não fizemos
ou nos dizemos que poderíamos
ter feito mais.

Digo tudo isso para
dizer que o ser humano
parece sempre insatisfeito.

Penso que a verdadeira felicidade
devemos aprender é com as crianças:
beber dessa água e desses instantes
e não pensar em mais nada!

Ser feliz, simplesmente,
não colocando a
felicidade como objetivo
para o próximo passo,
sem portanto,
deixar de caminhar.

O mundo anda,
andamos com ele.

Não podemos usufruir
da felicidade presente pensando
sempre na outra que virá,
porque é isso que causa
insatisfação nas pessoas.

Se sempre esperamos que será
melhor amanhã,
o hoje parece insignificante.

Portanto,
quanto proveito
perdemos do presente
porque não sabemos
apreciar e dar o justo
valor daquele momento.

Temos, hoje,
o que Deus permite que tenhamos
e que nos sustenta.
Ansiar por mais,
sempre mais nos torna
seres infelizes.

Quero abraçar o hoje com
o que ele me oferece
e amanhã será um outro dia
onde poderei também
extrair meu pedaço de felicidade.

Porque felicidade é isso:
pedaços aqui e acolá
que vão enchendo
nosso coração.

Deus cuida de nós como cuida dos
pássaros e das crianças.
Os pássaros cantam em
todas as ocasiões e
as crianças riem do nada.

Eles sabem, da maneira deles,
aproveitar do momento presente e extrair
de cada instante a felicidade.

São felizes com
a simplicidade que Deus
pede ao nosso coração.

Para ser feliz, viva seu agora.
Torne-se criança no coração e na alma.
Cante como os pássaros e seu
rosto terá aos olhos de
todos a beleza dos lírios dos campos.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 04 de Março de 2.010.

Tudo Passa

Certo dia um sacerdote
percebeu a seguinte frase
em um pergaminho pendurado
aos pés
da cama de seu mestre:
"isso também passa".

Com a curiosidade de cada ser humano
resolveu perguntar:
"Mestre, o que significa essa frase?"
E o mestre sem titubear lhe responde:
A vida nos prega muitas peças,
que podem ser boas ou não.

Mas tudo significa aprendizado.
Recebi esta mensagem de um anjo protetor
num desses momentos de dor onde
quase perdi a fé.

Ela é para que todos
os dias antes de me levantar
e de me deitar possa ler e refletir,
para que quando tiver um problema,
antes de me lamentar eu possa
me lembrar que
"isso também passa".

E para quando
estiver exaltado de alegria,
que tenha moderação
e possa encontrar o equilíbrio,
pois "isso também passa".

Tudo na vida é passageiro,
assim como a própria vida,
tanto as tristezas como também
as alegrias.

Praticar a paciência e perseverar no
bem e nas boas ações,
ter simplicidade,
fé e pensamentos positivos mesmo
perante as mais difíceis situações,
é saber viver e fazer
da nossa vida
um constante aprendizado.

É ter a consciência
de que todas as pessoas erram,
de que o ser humano
ainda é um ser imperfeito
em busca da perfeição e por isso até
saber que se muitas
vezes nos decepcionamos com pessoas,
é porque esperamos mais do que elas
estão preparadas para dar,
dentro de seu contexto e grau
de compreensão.

Deste modo, meu amigo,
toda vez que olho para essa frase,
meu coração se
aquieta e a paz me invade,
pois sei que
"isso também passa".

* * * * *

FONTE: Universo das Mensagens.com.br
RECEBI DE: Luciana Rugani
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 03 de Março de 2.010.

O velho pinheiro

Um dia,
diante da velha árvore torta,
um pinheiro todo vergado pelo tempo,
o sábio da aldeia ofereceu a sua
própria casa para aquele discípulo que
"conseguisse ver o pinheiro
na posição correta".

Todos se aproximaram e ficaram
pensando na possibilidade de ganhar
a casa e o prestígio,
mas como seria
"enxergar o pinheiro na
posição correta"?
O mesmo era tão torto que
a pessoa candidata ao prêmio
teria que ser no mínimo
contorcionista.

Ninguém ganhou o
prêmio e o velho sábio explicou
ao povo ansioso,
que ver aquela árvore em
sua posição correta era
"vê-la como uma árvore torta".

Só isso!

Nós temos em nós,
esse jeito,
essa mania de querer
"consertar as coisas, as pessoas,
e tudo mais"
de acordo com a nossa visão pessoal.
Quando olhamos para uma árvore
torta é extremamente importante
enxergá-la como árvore torta,
sem querer endireitá-la,
pois é assim que ela é.
Se você tentar "endireitar"
a velha árvore torta,
ela vai rachar e morrer,
por isso é fundamental aceitá-la
como ela é.

Nos relacionamentos é comum
um criar no outro expectativas próprias,
esperar que o outro faça aquilo que ele
"sonha" e não o que o outro pode oferecer.
Sofremos antecipadamente
por criarmos expectativas que não
estão alcance dos outros.
Porque temos essa visão de "consertar"
o que achamos errado.

Se tentássemos enxergar as coisas
como elas realmente são,
muito sofrimento seria poupado.

Os pais sofreriam menos com os seus filhos,
pois conhecendo-os,
não colocariam expectativas que são suas,
na vida dos mesmos,
gerando crianças doentes,
frustradas,
rebeldes e até vazias.

Tente, pelo menos tente,
ver as pessoas como elas realmente são,
pare de imaginar como
elas deveriam ser,
ou tentar consertá-las da maneira
que você acha melhor.
O torto pode ser a melhor forma
de uma árvore crescer.

Não criei mais dificuldades no
seu relacionamento,
se vemos as coisas como elas são,
muitos dos nossos problemas
deixam de existir,
sem mágoas, sem brigas,
sem ressentimentos.

E para terminar,
olhe para você mesmo com os
"olhos de ver"
e enxergue as possibilidades,
as coisas que você ainda pode
fazer e não fez.

Pode ser que a sua árvore seja
torta aos olhos das outras pessoas,
mas pode ser a mais frutífera,
a mais bonita,
a mais perfumada da região,
e isso,
não depende de mais
ninguém para acontecer,
depende só de você.

Pense nisso!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 02 de Março de 2.010.

Quer ser feliz sempre? ...

A vida da gente é realmente muito dura,
quase ninguém vem a este mundo a passeio.
A maioria vem a trabalho.
E trabalho significa mudar as coisas.

Coisas que não estão certas,
coisas que queremos que sejam melhores
para nós e para os outros.
Mas não adianta tentar consertar o mundo,
e sim a nós mesmos.

Se conseguirmos corrigir em nós
as coisas que sabemos que estão erradas
já teremos cumprido importante tarefa.
Temos que alimentar nossos sonhos...
Devemos sempre sonhar com coisas melhores,
coisas que desejamos realizar.

Sonhar e agir.

Sem ação os sonhos acabam morrendo de inanição.
Dentro de você há toda força que precisa
para fazer tudo o que quer na vida.
Essa força pode estar muito escondida,
mas ela esta lá, esperando que você a descubra...
Espero que você tenha decidido
dar uma virada na sua vida!

Então? Claro!

Comece por limpar da sua mente
os maus pensamentos.
Dê um 'delete'
em tudo que não presta dentro de você.
Sim, faça uma limpeza mesmo!
Arraste tudo para o lixo...

A tristeza, o medo,
o pessimismo (esse, então, nem se fala)
e tudo mais que você considerar negativo
e depressivo.

Trate de ter pensamentos positivos.
Você quer fazer sua vida
ou quer que a vida lhe dê a felicidade
como uma bênção, de presente?

A felicidade geralmente tem que ser conquistada,
mesmo que para isso tenhamos que sofrer,
chorar, passar por momentos difíceis.

Mas tudo isso acaba e só não consegue ser feliz
quem não tenta ou quem pára de tentar.
Você quer parar de tentar já?
Se não quer, a vida toda pela frente
você terá pra conquistar sua felicidade...
E o que é a felicidade?

Bem, para mim é amar a vida,
amar a si próprio, amar e respeitar as pessoas
que você gosta como a você mesmo.
Mas você é e sempre será seu melhor amigo.

Por isso, desde já faça por você
tudo aquilo que faria pela pessoa mais querida.
Felicidade é compreender que recebemos
essa existência para aprender e não para exigir.

Nossa evolução depende das atitudes que tomamos
diante de cada acontecimento.
A garra em nos ajustarmos às leis da vida
permite que alcancemos a transformação
que nos conduz à felicidade.
Ela está no próprio caminho e não na chegada,
pois ela é dinâmica não estática.

Felicidade é um estado de espírito,
independe de coisas materiais e de outras pessoas.
Está na sua cabeça e nada nem ninguém
lhe pode privar dela, apenas você mesmo!

Portanto, mãos à obra...
À obra de viver para fazer dos momentos a eternidade,
amando e respeitando nossos irmãos...
Um dia de cada vez.

SEJA MUITO FELIZ!!!

* * * * * *

OBS:
Procuramos na internet e não encontramos o autor do texto acima,
mas gostaríamos de dar os créditos merecidos ao mesmo.
Se você é o autor ou sabe quem o escreveu e quer nos ajudar,
fineza enviar uma mensagem para mensagem@toninholima.com.br.
* * * * *
Texto lido
pelo Radialista Anderson Fonseca,
no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Março de 2.010.