segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo ...

Todo reveillon é a mesma coisa.
As pessoas cantam
"Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo,
que tudo se realize no ano que vai nascer.
Muito dinheiro no bolso,
saúde para dar e vender".

Bem, isso é importantíssimo.
Com dinheiro no bolso,
a grande maioria dos problemas
de todo brasileiro estaria resolvido.
A saúde então, é fundamental.
Não adianta estar com
dinheiro e sem saúde.
Imagine se todos seus sonhos fossem
realizados no ano que vai nascer.

Que maravilha!
Seria o céu na terra!
Já pensou se sua sogra virasse um
"doce" de pessoa?
Se seu filho resolvesse estudar
para valer e passasse de ano
somente com nota 10?
E seu chefe...
se ele resolvesse dar aquela promoção
e conseqüentemente aquele aumento
que você espera há 4 anos?
Hein, já pensou?

Quem já não pensou assim:
"...esse ano vou fazer tudo o que
não fiz ano passado".
Agente faz planos e mais planos.
Nos lembramos que é preciso
estudar outros idiomas,
se aprimorar e que é necessário
cuidar do corpo também
(algo que facilmente nos esquecemos
com o excesso de atribuições
que temos durante o ano).
E por falar em atribuições,
será que quando estivermos
mais ou menos em agosto
do ano que vem,
vamos nos lembrar dos propósitos
que tomamos no começo do ano?

Você já parou para refletir,
por exemplo, em problemas?
É lógico que sim!
Todas as pessoas têm problemas!
Mas se a grana diminuir ainda
mais ano que vem?
Como você vai reagir?
As dificuldades podem aparecer
também em sua vida no
ano que vai nascer.
Será que a "musiquinha"
tradicional no reveillon vai desafinar ?

O importante é sua postura
em relação aos altos e baixos da vida.
Jesus te dá a certeza de que
estará ao seu lado em
todos os momentos,
bons ou ruins.
"e certamente estarei convosco
todos os dias,
até a consumação do século".
(Mateus 28:20)

Ele garante também que seremos
mantidos pela sua mão.
"Eu lhes dou a vida eterna,
e jamais perecerão."
(João 10:28)

Basta somente crer nEle de todo coração.
Mesmo que no próximo
Ano todos seus sonhos
não se realizem,
a vitória em Deus é certa.

Se você é do tipo de pessoa que
adora fazer planos no reveillon,
ótimo.
Para alcançarmos um objetivo,
precisamos primeiro idealizá-lo.
Mas cuidado para não exagerar
nos sonhos e depois não conseguir
fazer nem mesmo a metade
do que idealizou.
Peça a orientação de Deus para
aquilo que você deve fazer.
Ele te dará sabedoria sem medida.

Essa é a grande receita
para o sucesso pessoal:
o encontro com Deus.
Saiba que o temor de
Deus é o princípio da sabedoria.
Então deixe-o participar
ativamente da sua vida.

Imagine se todos os sonhos
que temos fossem realizados?
Será que isso seria bom para nós ?
Muitos sonhos que já tive
posteriormente descobri que
não seriam a melhor opção.
Não esperemos que tudo se
realize no ano que vai nascer...
Deus sabe o que é melhor para nós !

Um Feliz Ano Novo.

TEXTO: Jason Figueira
ADAPTAÇÃO: Giani do Grupo Minutos com DEUS
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 02 de Janeiro de 2.010.

BALANÇO DO FINAL DO ANO DE 2009 ...

Presenciamos mais um ano
que se fecha em nossas vidas,
e cabe-nos analisar,
avaliar e refletir o que foi
ganho e o que foi perda.
De pronto,
podemos dizer em relação
à nossa própria vida, que foi ganho,
pois aqui estamos,
uns perante outros,
e a Vida é sempre uma dádiva.

Decerto,
nem tudo foram flores
no decorrer do ano de 2009.
Sempre há perdas,
e há anos em que estas são
extremamente dolorosas,
principalmente quando envolve
doença grave ou morte na família,
ou mesmo de alguma pessoa amiga.

2009,
como outros anos que se foram,
teve o seu preço e a sua conta em
cada uma de nossas vidas,
mas não podemos ser insensatos
em deixar de analisar também os muitos
lados positivos!
Se vamos chorar as perdas,
principalmente por questão
de morte de alguma pessoa querida,
que o façamos sem pudor,
mas também temos que sorrir
e alegrar-nos pela presença dos
outros familiares e amigos!

Não podemos nos deixar arrastar
na direção de uma depressão,
por mais amor que tenhamos em
relação ao Ente que já não nos privilegia
com a sua presença física.
Ao amarmos este Ente,
por amor,
este sobreviverá através do nosso
próprio sentimento,
no fundo de nossas almas!

Estamos no final de 2009!
Ao longo deste ano,
muitos amigos e familiares
encontram-se presente
em nossas vidas!
Quantos amigos tivemos a graça
de reencontrar,
quantos abraços puderam se repetir,
quantos sorrisos foram e são possíveis!
Também com essas mesmas pessoas,
tivemos os nossos momentos
de dar ou receber o apoio fraterno.

Não podemos esquecer as novas
amizades que surgiram,
e as amizades velhas que se fortaleceram
e se solidificaram ainda mais!

Resolvi escrever este breve “balanço”,
e assumi comigo mesmo só enviá-lo
às pessoas realmente significativas
em minha vida,
desde os familiares aos amigos
mais queridos!

Sem dúvida,
há amigos que nos são mais dedicados
do que alguns familiares,
principalmente quando se trata de família
com muitos membros,
onde muitas vezes,
não surge a oportunidade
de se estreitar laços.

Considero uma dádiva poder rever
amizades que vão atravessando
anos e anos!
São amigos que se misturam
ao afeto familiar com muita força,
e às vezes, com o mesmo valor!

2009 começa a sua despedida,
com o seu “caráter” próprio,
com a sua história particular
de perdas e ganhos.
Vem aí 2010 com a sua história
tão personalíssima e caprichosa
quanto o foi 2009.
Virão aí novas surpresas,
algumas boas, outras ruins,
mas um ano nunca é igual
a qualquer outro!

Cada vez que
pudermos fazer um balanço,
significa que vencemos aquele ano
e estamos prontos
para encarar o próximo.
Assim,
venho manifestar o meu desejo
que você tenha um ano de 2010 muito
melhor do que o ano que se encerra!
Que a sua conta seja muito maior
nos ganhos do que nas perdas!

Peço apenas que faça uma pequena
pausa e avalie toda a afetividade
que você tem disponível,
entre familiares e amigos.
Pense nas pessoas mais queridas
e analise o real significado
delas em sua vida.

Você verá,
que apesar dos pesares,
2009 não foi um ano ruim!

FELIZ E ABENÇOADO 2010!

TEXTO: Sávio Roberto Moreira Gomes
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Janeiro de 2.010.

Feliz 2.010 !!!

Talvez 2009 não seja aquele
que tenhamos esperado.
Muitos dos nossos planos
não foram realizados,
muitos dos nossos sonhos
foram desfeitos
e os projetos começados
ficaram ainda à espera
de um acabamento.

Terminamos o ano com aquela
sensação de que
poderíamos ter aproveitado
mais as oportunidades,
ter gasto mais tempo com
o que é produtivo,
com as coisas do coração,
com as coisas que realmente
valem a pena
nossa passagem pela terra.

E 2.010 chega com novas promessas
que nos fazemos e nós e aos outros,
nas quais acreditamos,
mas sem muita convicção,
pois nos falta fé.

Uma coisa que talvez não tenhamos
consciência e que precisemos
aprender é que
não são os grandes feitos que
fazem grandes pessoas.

A areia na praia
é um conjunto de grãozinhos
e um punhado desses já nos dá
a impressão de paraíso.

Todas as coisas,
pequenas ou grandes,
gestos, atitudes, decisões,
que nos são colocadas nas mãos,
são nossa responsabilidade
e cada um de nós
é um instrumento precioso
de Deus na terra.

Pouco importa se a casa
não foi construída,
se o sonho não foi realizado,
se o amor não chegou
ou foi-se embora,
se a vida não se completou,
o ano termina,
mas não acaba a vida.

Nós não acabamos!!!

O importante e que
Deus leva em consideração
é a nossa disposição em realizar as
tarefas que nos são dadas,
o quanto do nosso
coração colocamos
e o esforço das nossas mãos.

O pouco que realizamos
com o muito que
nos dispomos preenche todo
o coração de Deus.

Tudo o que Ele coloca
nas nossas mãos é prova
da Sua confiança em nós
e na nossa capacidade.
Ele nunca mede nossa incapacidade,
ele acredita em nós e em nossos
sonhos que nunca são em vão.

Não comece o ano
com o pé direito ou esquerdo,
segundo a tradição,
comece com todo você,
todo seu corpo,
toda a sua vontade e
todo o seu coração.

Prometa dar o melhor
de si em cada passo,
sem medir esforços e os outros
virão por si só.

A vida é uma caminhada,
é uma escada onde não podemos
saltar degraus.

Tudo tem seu tempo,
sua hora,
sua forma e o que para nós pode
parecer pequeno e insignificante
poderá alterar vidas,
dar cores ao mundo e trazer as finas
chuvas de felicidade que
tanto fazem bem.

Tenha um abençoado 2010!!!

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 30 de Dezembro de 2.009.

Feliz Ano Novo ...

Se a vida fosse um conto de fadas,
eu faria um pedido ao gênio
da lâmpada para todos vocês...
Mas a vida é real e isso é ainda melhor,
porque não vou precisar de uma
lâmpada mágica para pedir
ao Pai do Céu aquilo que meu coração
deseja para os meus amigos.

E um pedido,
um único pedido eu vou fazer.
É verdade, a idéia talvez seja original,
mas não é minha, infelizmente.
Copiei essa idéia de um rei.
Peço a Deus que no próximo ano
dê a cada um de vocês:

Sabedoria!
Adquirindo sabedoria,
vocês automaticamente receberão
todas as outras coisas.

Desejo,
então que sejam sábios para:
- se vestirem com a beleza dos
lírios dos campos;
- possuírem o suficiente para que sejam
cobertas todas as vossas necessidades,
mas nõo o bastante para que pensem
que não precisem de ninguém;
- guardarem a fé mesmo nas provações;
- em dificuldades,
nunca pensarem que é o fim
do caminho;
- na felicidade,
nunca se esquecerem de agradecer;
- no amor, que sejam voluntários;
- na dor, que sejam solidários;
- em tempos de guerra,
que a Paz possa reinar interiormente;
- na amizade serem grandes e verdadeiros;
- que vossas mãos sejam suficientemente
quentes para,
segurando a mão do próximo,
aquecerem o mundo numa grande
corrente de amor;
- nunca pensarem que
a felicidade é utopia;
- nunca desacreditarem que o amor
vence barreiras;
- nunca se esquecerem de que temos
um Pai que jamais vai nos abandonar;
- e que essa sabedoria possa estar
presente cada minuto pelo resto,
não do ano,
mas da vida inteira de cada um!

Faço aqui um brinde a todos vocês!

Tenham um sábio Ano Novo!

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 29 de Dezembro de 2.009.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Natal ...

Natal é festa da simplicidade.
Das crianças, dos Anjos, dos velhos...
é festa de todos os homens!

Tudo o que Jesus fez na terra,
foi para nos dar o exemplo.
Se nasceu numa manjedoura,
foi para nos ensinar que a simplicidade
faz parte do nosso caminho;
se recebeu ouro,
foi para que saibamos que existem
tesouros valiosos
que nos pertencem de direito:
a amizade e o amor.

Se recebeu incenso e mirra
foi para nos mostrar que a vida
também tem seu perfume,
mesmo quando estamos fechados
a tudo ao nosso redor.

Se Deus nos permite festejar
o aniversário de Cristo,
isso também é por nós, não por Ele,
pois é o período onde as pessoas
se esquecem um pouquinho
de si mesmas
para pensarem nos outros.

Natal é festa do Amor!
Do amor de Deus ao mundo,
do amor dos homens para
com o próximo.

E meu desejo é que nessa
noite de paz
uma estrela cadente
esteja sobre o lar
de cada um de vocês
e que um coral de Anjos possa
estar cantando
"paz na terra aos homens
de boa vontade,"
para que a paz invada cada ser
e que reine por muito
e muito tempo.

E só para lembrar:
comer é bom, cantar é bom,
dar e receber presentes é bom...
mas Jesus é o único Caminho
que conduz ao Pai
a oração é a única coisa que
nos aproxima
e nos torna acessíveis a Deus.

Um Feliz Natal!

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 25 de Dezembro de 2.009.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Eu acredito no Natal ...

São as circunstâncias da vida que vão
marcando nosso coração,
fazendo dele uma flor aberta e livre
ou uma pedra resistente às durezas da vida.

Tudo o que acontece no mundo,
as catástrofes naturais, as agressões físicas,
morais e espirituais,
a incerteza de um amanhã estável,
as perdas que sofremos sem compreender,
a diferença e indiferença das pessoas abalam-nos,
corroem-nos e rompem até as fibras mais
resistentes do nosso coração.

Continuar a acreditar na beleza,
no bem e na eternidade que nos espera
de braços abertos é travar uma luta consigo
mesmo e guardar as convicções
que sempre nos mantiveram de pé.

Ter fé nas aflições,
coragem nas tribulações,
cabeça erguida e passos firmes
quando tudo nos impulsiona para a queda
é manter o lírio branco,
suave e perfumado no meio do lodo.

É tornar-se excepcional quando tudo
no mundo parece igual.

Diz a bíblia:
"de todas as coisas que se deve se guardar,
guarde o seu coração."

Certamente essa é uma das tarefas mais árduas
jamais pedidas a nós.

Guardar o coração limpo, puro,
inteiro e sensível o bastante para que
ainda continuemos a acreditar no homem,
no bem e em tudo o que Deus
planejou para nós.

Eu ainda acredito no NATAL
e todo o bem que ele pode trazer.

Acredito na fraternidade que ele desperta,
na amizade que acorda no nosso
coração e na esperança que faz renascer,
como as flores renascem depois
de cada inverno.

Acredito em Deus,
que acredita em mim e em todos aqueles que,
apesar de tudo,
persistem em guardar o seu coração...

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 24 de Dezembro de 2.009.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Coração de Natal ...

Vejo o movimento das ruas,
das lojas,
a decoração de Natal,
a ansiedade das crianças...
mas nada é como antes.

Por mais que me esforce
para dizer que é Natal,
é difícil ver o verdadeiro partilhar,
com poucas exceções.

Mesmo as ceias são caladas,
cada um centrado em seu íntimo,
seus problemas.

Até as alegrias são as que
podemos chamar de egoístas.
Alegria egoísta existe?

Claro que sim...

Nunca vimos alguém gritando
aos quatro cantos que é feliz.

Até a felicidade se guarda,
hoje...

Ter um Coração de Natal
é o gesto simples que
fazemos durante o ano inteiro...

Até um pacote de açúcar
ou café faz muita gente sorrir.

Penso demais
nos velhinhos abandonados.
Conheço alguns que ainda sustentam
famílias inteiras.
Fico me lembrando de uma
estorinha que li quando criança.

Havia uma família que tinha
dois filhos e o vovô
morava com eles.
As refeições eram feitas à mesa,
mas o vovô recebia seu
alimento numa
tigelinha e era colocado
sentado na área,
num banquinho que mal lhe
cabia o corpo.

Um dia,
o netinho perguntou ao avô:
- Vô, por que o senhor fica aí,
separado da gente?
- É aqui o meu lugar,
meu querido neto.
Eu agora sento-me exatamente no
banquinho que tem o
tamanho do meu valor.

No Natal eu vou ganhar
um lugar à
mesa com todos vocês.
É assim há muitos anos!

Passei muito tempo para entender...
Eu era criança.
Hoje eu entendo.
Ter o Coração de Natal o ano
inteiro é privilégio raríssimo
de poucos...
a cada dia,
menos!

TEXTO: Sunny Lóra
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 22 de Dezembro de 2.009.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

IMPERMANÊNCIA ...

Um dos princípios do ensinamento
Budista e pilar de toda a sua
"filosofia"
a IMPERMANÊNCIA é uma das lições
mais caras e difíceis de aprendermos
e que deveríamos praticar todos os dias.,
talvez como no filme de Bertolucci,
"O pequeno Buda",
onde os monges constroem delicadas
mandalas com areia
colorida e logo após a conclusão
do belo trabalho,
destroem tudo com as mãos,
demonstrando na prática que nada
é permanente.

No lado Ocidental,
vemos Jesus caminhando sem
nenhum bem,
sem nenhuma posse,
ao ponto de lembrar que o filho de Deus
não tinha sequer uma pedra onde
deitar a cabeça na hora de dormir,
em desapego total.

Quase todo o sofrimento humano
decorre do apego que mantemos
pelas pessoas,
objetos ou fatos que marcam
a nossa vida.
Sabemos que tudo tem um fim,
mas vivemos como se tudo fosse
durar pela eternidade,
por isso ainda nos espantamos
com a morte,
nos deprimimos com frustrações,
sofremos com as traições,
quase morremos com os rompimentos
de relacionamento.

Não é fácil aceitar a IMPERMANÊNCIA,
nem desapegar-se de coisas tão queridas,
mas como disse o mestre Dogen:
"Ensinamento que não parece forçar
alguma coisa em você,
não é verdadeiro ensinamento".
Pratique diariamente a IMPERMANÊNCIA,
refletindo nas mudanças que já ocorreram
com você e concentre-se na felicidade
que é simples,
mais simples do que imaginamos.
Veja se você não está colocando seus
sonhos em prateleiras altas,
em tempos e lugares distantes demais.
A felicidade costuma estar sempre
perto de nós,
nos lugares mais simples,
ao alcance das mãos.
Por isso,
ainda hoje escutamos pessoas
arrependidas dizerem:
"Eu era feliz e não sabia".
Você é feliz por estar aqui
e deveria saber disso,
sempre!

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 de Dezembro de 2.009.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O homem que vê a alma ...

Ninguém nota aquele
homem simples caminhando
por entre as vielas,
entre o lixo acumulado nas calçadas.

Ele observa moradores de rua
que fazem de cada canto
o seu refúgio.

Ele enxerga
além das feridas nos pés,
da sujeira dos corpos.

Ele vê a alma de cada um
e percebe dores
morais que marcam, ferem.

Um que a bebida tomou conta
e destruiu sua família,
outro que abusou da própria filha,
alienados pelas drogas,
abandonados pelo mundo.

Em outro quarteirão,
o luxo contrasta com o lixo,
ele observa jogadores,
mulheres que vendem seus corpos,
a mesa de bebidas,
chefes de família semi-embriagados,
e por dentro de cada um,
ele que observa almas,
vê o vazio,
a ausência das próprias
personalidades,
gente procurando preencher
o que não sabem,
apenas sentem.

O homem segue seu caminho,
é um viajante do tempo.
Logo se depara com um
templo enorme,
entra e vê pessoas cantando,
entoam hinos,
alguém fala do amor,
a multidão silencia.

Muitos se comovem,
e o homem que vê almas
percebe aqui e ali desejos
de mudança,
pessoas sendo preenchidas
pelo que é invisível,
e essas pessoas se alegram.

Outras no entanto,
observam as outras pessoas,
reparam nas roupas,
invejam quem está acompanhado,
maldizem a própria sorte,
pensam nas tarefas
que às aguardam em casa,
não vêem a hora de
irem embora.

O homem que vê almas sai e
depara-se com um menino na rua,
pobre, maltrapilho,
pés no chão,
parado com os olhos
fixos no céu.

O andarilho do tempo pergunta
o que ele procura,
o menino segura graciosamente
na sua mão,
sem medo,
e mostra uma estrela distante,
dizendo que é Jesus.

Curioso,
o andarilho pergunta como ele sabe,
o menino diz que a mãe enquanto
vivia o ensinou.

Disse que toda vez que
ele sentisse fome,
deveria olhar para a estrela e
pedir para Jesus o pão.

Toda vez que ele sentisse
frio ou sede,
pedisse para Jesus uma
coberta e água.

O andarilho quis saber então,
se aquilo funcionava,
e o menino afirmou que mesmo na rua,
nada lhe faltava.

Nesse momento,
o andarilho emocionado,
olhou para a estrela e acreditou,
tudo o que Ele havia passado
havia valido a pena.

Ele era a estrela, a própria luz,
que ouvia daquele menino sem nada,
que a razão de tudo era ele,
o próprio Jesus.

Que o seu Natal tenha
uma razão de ser,
que você se preencha
com o encanto,
não dos presentes,
nem da mesa farta,
mas da doce presença
do espírito santo.
que é uma estrela iluminada
pelos que acreditam,
que tudo vale a pena,
porque a alma não é pequena.

Feliz Natal

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 12 de Dezembro de 2.009.