domingo, 6 de setembro de 2015

Deixe que tudo passe através de si...

Pratique primeiro,
com pequenas coisas.
O alarme do carro,
o ladrar do cão,
os gritos das crianças,
o engarrafamento.

Em lugar de
ter uma parede de
resistência por dentro,
que é atingida
constante
e dolorosamente por
coisas que
«não deviam estar
a acontecer»,
deixe que tudo passe
através de si.

Alguém lhe diz algo
rude ou com intenção
de o magoar.

Em vez de entrar
numa reação inconsciente
ou em negativismos,
por exemplo com ataques,
defesas ou recuos,
deixe que passe
imediatamente
através de si.

Não ofereça resistência.
É como se não
existisse ninguém a quem
magoar.

Isso é perdão.

Deste modo,
você torna-se invulnerável.
Pode dizer na mesma
a essa pessoa que
o comportamento
que está a ter é
inaceitável,
se decidir que assim é,
mas essa pessoa já
não tem o poder
de controlar o seu
estado interior.

Nessa altura,
você tem o controlo
sobre si mesmo
e não é controlado
por outra pessoa.

E também não é a
sua mente que o dirige.

Seja o alarme do carro,
uma pessoa mal-educada,
uma enchente,
um tremor de terra
ou a perda
de todos os bens,
o mecanismo de
resistência é o mesmo.

AUTORIA: Eckhart Tolle
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Setembro
de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 21 anos.

sábado, 5 de setembro de 2015

Quase

Ainda pior que
a convicção do não
e a incerteza do talvez,
É a desilusão de
um Quase!

É o Quase que me
incomoda,
que me entristece,
que me mata trazendo
tudo o que poderia
ter sido e não foi.

Quem quase ganhou
ainda joga!
Quem quase passou
ainda estuda!
Quem quase amou,
não amou!

Basta pensar nas
oportunidades que
escaparam pelos dedos,
nas chances que
se perderam por medo,
nas ideias que nunca
saíram do papel,
por essa maldita
mania de viver
no Outono.

Pergunto-me,
às vezes,
o que nos leva a
escolher uma vida
morna.

A resposta eu sei
de cor,
está estampada na
distância e na frieza
dos sorrisos,
na frouxidão dos abraços,
na indiferença de um
Bom Dia quase
que sussurrado.

Sobra covardia e falta
coragem até para
ser feliz.

A paixão queima!
O amor enlouquece!
O desejo trai!

Talvez esses fossem
bons motivos para
decidir entre a alegria
e a dor.
Mas não são.

Se a virtude estivesse
mesmo no meio-termo...
O mar não teria ondas!
Os dias seriam nublados!
O arco-íris em tons
de cinza!
O nada não ilumina...
Não inspira!
Não aflige!
Não acalma...
apenas amplia o vazio
que cada um traz
dentro de si.

Preferir a derrota
prévia à dúvida da
vitória é desperdiçar
a oportunidade de
merecer.

Para os erros,
Perdão!
Para os fracassos,
Chance!
Para os amores
impossíveis,
Tempo!

De nada adianta
cercar um coração vazio
ou economizar alma.
Um romance cujo fim
é instantâneo ou indolor,
não é romance.

Não deixe
que a saudade sufoque,
que a rotina acomode,
que o medo impeça
de tentar.

Desconfie do destino
e acredite em ti.
Gaste mais horas
realizando que sonhando...
fazendo que planejando...
vivendo que esperando...

Porque,
embora quem quase
morreu esteja vivo,
quem quase vive,
já morreu...

AUTORIA: Sarah Westphal
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 06 de Setembro de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21 anos.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

A prece

A prece é esse caminho
de ligação com o Divino
que revela a alma.
Abre o véu escuro dos
problemas e o torna
transparente.

A prece alivia e acalma,
penetra fundo em
mundos invisíveis,
toca lugares distantes
e nos faz diferentes...

Por instantes,
a prece deixa de ser
instrumento mágico,
para tornar-se
realidade palpável,
que cresce
em nós.

Use esse instrumento
da Graça,
que nos leva
a reflexão.
Nos tornamos mais
leves,
quando estamos
em oração.

Crescemos quando
refletimos,
aprendemos quando
meditamos,
vencemos quando
nos encontramos.

Assim é a prece
que brota sincera
em nós.
Reveladora,
apesar de velada.
Falante,
apesar do silêncio
que ela emite.
Transformadora,
apesar de ser tão
somente sons.
Amorosa,
porque é parte de
um todo que somos
nós e Deus.
Transformadora,
porque nos leva por
novos caminhos...

Oremos...

AUTORIA: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 05 de Setembro de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21 anos.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Quem fala o que quer, ouve o que não quer...você concorda?

A VERDADEIRA LIBERDADE DE
EXPRESSÃO NUNCA É REATIVA

É comum ouvirmos ou pronunciarmos a frase
" quem fala o que quer, ouve o que não quer "
como justificativa para nosso
comportamento reativo como quem diz: "
Ele mereceu pois provocou"
Nesse momento,
sempre me lembro das
palestras do Osho,
quando ele diferencia
a REAÇÃO da RESPOSTA.

Quando reagimos,
somos escravos do outro,
quanto agimos,
o fazemos pela consciência,
não estamos mais a
mercê do outro.

Por isso, a meu ver,
a REAÇÃO,
nunca tem a ver
com a LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

Isso porque,
para nos expressarmos
de modo
verdadeiramente livre,
não podemos ser
um escravo do comportamento
do outro.

Sempre que somos REATIVOS,
não estamos sendo livres.
A meu ver,
a verdadeira liberdade
de expressão vem da CONSCIÊNCIA,
portanto ela é sempre
uma RESPOSTA e
não uma REAÇÃO.

Assim,
minha sugestão amorosa
de hoje é:
lembre-se que sempre
que você estiver sendo
reativo com alguém,
você está manifestando
a sua escravidão.

Ao invés de se mostrar
como um escravo,
transcenda os determinismos,
seja subversivo:
RESPONDA COM PERCEPÇÃO!

Isso não significa
ser bobo,
passivo ou incapaz
de por limite,
significa estar alinhado
com a sua essência
e portanto ser capaz
de AGIR ao invés
de REAGIR.

Essa é a verdadeira
liberdade de expressão,
a meu ver.
Mais meditação e menos
alienação de nós mesmos.

AUTORIA: Gisela Vallin
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 04 de Setembro de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 21 anos.