sexta-feira, 31 de julho de 2009

Caminhando com Jesus

Imagine-se
caminhando numa praia com Jesus,
conversando sobre
a sua vida e fazendo
as perguntas
que sempre te inquietaram.

A ansiedade,
a inquietação que toma conta do teu
ser é tão grande que você nem
sabe por onde começar,
são tantos problemas,
aflições,
medos e angústias que a sua
mente viaja pela sua vida que passa
como um filme em preto e branco.

Sua voz trêmula pergunta
ao Mestre amoroso:
-Por que tanto sofrimento no mundo?
Por que tantas guerras, muros,
divisões, bombas,
guerrilhas e gente que
mata por tão pouco?

Jesus,
sem se deter
e sem alterar o tom de voz,
pede para parar e observar
o mar e pergunta:
- Filho,
observe o mar e me diga,
o que você vê?
Você querendo ser
poético e espiritual diz:
-Vejo a força de Deus,
a perfeição de sua obra
no equilíbrio das marés.

Jesus responde:
- Você viu algo imaterial,
algo que é próprio do espírito,
e assim é a maioria das
pessoas neste planeta,
ou enxergam apenas o que seus
olhos alcançam,
ou ficam filosofando sobre
o que não vêem.

Perdem um tempo precioso
discutindo a natureza dos instintos,
quando a resposta está na
simplicidade das coisas.

Aqui a nossa frente está todo
um sistema perfeito,
capaz de suprir as
necessidades dos homens,
em todas as suas fases.

Ao lançar uma rede,
o homem tira do mar o alimento
fresco e saudável capaz de
saciar a sua fome.

Isso sem contar as algas
riquíssimas em nutrientes,
o sal,
o plâncton e outras substâncias
que o homem ainda não descobriu,
pois os homens conhecem mais a
Lua que os oceanos de seu planeta.

O mar é ainda,
caminho para que os homens
estreitem relações.
O mar é curativo para os nervos
e doenças reumáticas.
O mar é fonte de inspiração
para os artistas.
O mar é equilíbrio do Planeta,
é a garantia da própria vida,
e tudo isso é visível,
está ao alcance de qualquer um,
ignorante ou intelectual.

Assim, meu amado filho,
os homens não conseguem enxergar
os tesouros que tem em suas
próprias casas,
por isso,
as famílias são destruídas com
relacionamentos extra-conjugais,
doenças são criadas pelo sistema
nervoso abalado pelo nada,
pelo invisível.

O corpo humano é depósito
de lixo com alimentos criados
apenas para iludir,
o homem não come mais para viver,
vive para comer, e come mau,
e vive mau e morre pior ainda.

Filho,
tudo está em ordem na Criação de Deus,
o que continua errado são
os olhos das criaturas.
Se teus olhos forem bons,
tudo a sua volta será bom,
e serás feliz,
porque tudo o que precisas
está aqui á sua volta.
Deus não te enviaria a Terra
apenas para sofrer.

Os homens sofrem porque ainda não
compreenderam que fazem parte
de uma grande família,
que é impossível ser feliz enquanto
existir uma só pessoa chorando com fome,
sem atendimento médico,
sem respeito aos direitos naturais
que todos seres humanos tem.

O ser humano
ainda é possessivo demais,
quer possuir as pessoas,
os objetos e até o que é Divino.

Falta amor.
Amor é desprendimento:
eu amo verdadeiramente quando
eu quero o melhor para a
pessoa que eu amo,
mesmo que isso signifique a distância,
uma separação, uma ausência.

Chegará o dia em que o homem
vai descobrir que o DNA do mundo
é uma célula única,
que o Pai de Todos realmente é Deus,
e assim,
a ciência vai declarar na televisão
em horário nobre, que,
com 99,99% de chances de acerto,
confirma-se que somos todos irmãos.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Agosto de 2.009.

Nenhum comentário: