segunda-feira, 10 de agosto de 2009

UM SER. PAI!

Eu Sou Pai.
Por três vezes senti
a sensação maravilhosa de receber
no mundo pessoinhas recém
chegadas do céu.

Que alegria e privilégio
ter sob minha guarda almas puras,
mentes limpas e corações inocentes.

Ao mesmo tempo uma deliciosa
responsabilidade ter que preparar cada
um para a vida neste lugar.

Felizmente cada pai tem o exemplo
do Pai maior como inspiração.

O exemplo de um amor incondicional,
sincero,
desinteressado e eterno
e é por esse amor que nos
ligamos aos filhos,
é por esse amor que não importa
o que aconteça nunca os abandonamos.

Podemos estar longe,
encontrá-los pouco,
falarmos por telefone,
internet ou cartas,
o que importa é que eles estão
em nosso coração e mente
o tempo todo.

Pai é Um Ser Quase Divino.

Tem a oportunidade de participar
do maior milagre criação de Deus,
a genética.

É o emissário da semente que forma um novo ser.
Infelizmente muitos homens
não se dão conta disso e quando
isso ocorre outro milagre acontece,
o milagre do coração,
porque o pai,
no verdadeiro sentido não
é o que gera a semente,
planta e a abandona,
mas o que cuida para que ela germine,
floresça,
viva e dê bons frutos.

Para isso é preciso cultivar com
todo cuidado e amor.

É ser o jardineiro fiel que
através do exemplo,
da dedicação e do companheirismo
formará pessoas de bom caráter
para melhorar o lugar em
que vivemos.

Domingo é o Dia dos Pais.
Mais do que um dia de esperar por presentes,
um dia de reflexão e de gratidão pelo(s)
presente(s) que já recebeu.

Minha homenagem
a todos os verdadeiros pais,
os que cultivam o que receberam
de presente um dia do nosso Pai maior,
seja através da genética,
seja através do coração.

TEXTO: Ivan Gelyma
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 08 de Agosto de 2.009.

Nenhum comentário: