segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Pegue as rédeas da sua vida! ...

Nada mais inquietante do que não
saber onde ir.
Quando olhamos as estradas
e caminhos que se apresentam
diante de nós e nos faltam as forças
para seguir por esse ou aquele,
falta coragem,
motivação e nossa maior vontade
é nos abandonar.

Pior, muito pior,
é conhecer as respostas e,
ainda assim,
sentir o desânimo da caminhada nessa
estrada que parece nunca ter fim.

O conhecimento,
todas as teorias que vamos
acumulando em nós,
não nos servirão de nada se não
os colocarmos em prática.
É como ter livros de receitas
guardados em gavetas.
Tudo parece delicioso,
mas se nos faltam os ingredientes
e a coragem para juntá-los,
continuarão fechados.

Prático,
muito prático é ter alguém
que faça por nós.
Mas a vida,
os amigos e a família não são
cadeiras de rodas,
não são meios de locomoção,
eles são nossa força e nossa alegria.
Porém,
precisamos aprender a andar por nós.
É necessário pegar as rédeas
da própria vida, ter o controle,
a direção.

Há coisas que ninguém pode fazer
por nós e viver está entre elas.
E viver no sentido real,
sentir na pele e na alma
os acontecimentos que
movimentam o mundo,
os doloridos e os que nos encantam.

Fechados em casa,
sem espaço,
limitados pelas paredes
e pelos sofrimentos,
vamos nos afundando num poço
sem fundo,
do qual será muito difícil
nos levantar.

É preciso reunir a coragem e a força,
misturar a alegria de viver com
o sonho de se chegar a algum lugar,
dar passos e abrir os braços à vida.

Aprendemos com os outros,
mas não podemos contar que farão
as coisas por nós.

Suas vidas nos
servem de exemplo,
mas não nos fazem viver
suas experiências.

Estas são,
com tudo o que elas
trazem ou podam,
nossa quota.

Se a vida tiver que
te transformar,
que seja então em
alguém melhor.

Não há melhor momento que o de
agora para se pegar as rédeas
da vida e dirigi-la.

O ontem passou
e o amanhã está adiante...
ame-se o bastante
para construir seu abrigo.

Creia,
muitos são os que precisam da
sua sombra e bem-aventurado
é o homem que,
assinando sua obra dá de si,
a si e aos outros.
E do Alto Deus vê e agradece,
sorrindo pra você.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 29 de Janeiro de 2.010.

Nenhum comentário: