quarta-feira, 31 de março de 2010

Jesus lava os pés de seus discípulos

A imagem de Jesus ajoelhado
aos pés da humanidade,
está na minha mente há algum tempo.

Jesus se abaixando para limpar
e curar as feridas e para
lavar os pés,
sem dizer nenhuma palavra,
mas com lágrimas escorrendo
pelo rosto.

Hoje as pessoas estão exaustas.
Há muito que fazer,
muitas coisas a aprender.
A competição está em toda parte,
poucos são os vencedores e
muitos os perdedores.

A vida é uma luta constante
pela sobrevivência.
Muitas pessoas têm que usar
máscaras para esconder
sua falta de coragem,
as dores do seu coração,
seu desespero,
sua falta de senso de dignidade,
porque às vezes eles
não têm trabalho.

Outras pessoas estão cansadas
de tantas horas de viagem
para o trabalho e para casa,
suas agendas superlotadas,
compromissos,
metas a alcançar e todos
os problemas sociais ainda não
resolvidos e os problemas
do mundo.

Quando as pessoas estão
muito cansadas e fragmentadas,
elas perdem a energia e o
desejo de celebrar,
de agradecer.
Elas não têm mais tempo
para as outras pessoas,
especialmente para os pobres
e marginalizados,
elas não têm tempo para
abrir o coração.

Jesus ao lavar os pés dos
discípulos nos mostra
como Deus ama,
e como seus discípulos,
naquela época e hoje também,
são chamados a amar e a
"amar até o fim".

Finalmente,
o lava-pés é um mistério
como muitos outros
atos de Jesus.
Nós entramos neste mistério
gradativamente,
através de momentos em que
sofremos perdas e nos tiram
mais e mais o que possuímos.

Quando Jesus diz a Pedro
que ele entenderá
'mais tarde'
Jesus está dizendo aos seus
discípulos que é somente
depois da longa noite
do desconhecimento,
e somente por um novo dom
do Espírito Santo,
que podemos penetrar
este mistério e vivê-lo.

Jesus convida seus amigos
a tirarem as roupas que lhes
dão um status especial,
a retirar as máscaras e a se
apresentar perante os outros
humildemente, vulneravelmente,
com toda a sua pobreza.

Para se tornar pequeno e humilde
é necessário um coração
cheio de amor,
purificado dos seus medos
e da segurança humana,
pronto para amar até o fim,
a fim de dar a vida aos outros.

Como Jesus quer que o imitemos?

Jesus nos convida a seguí-lo na
caminho da pequenez,
do perdão, da confiança,
da comunhão a da vulnerabilidade.
Sem abandonar em outros
momentos nosso papel de
responsabilidade onde exercemos
autoridade com força e justiça,
bondade e firmeza.

Depende de cada um de nós
descobrir como somos
chamados a ser mais
"revestido de Cristo,"
a fim de servirmos nossos
irmãos e irmãs com amor,
bondade e humildade.

Lavar os pés de um irmão
ou irmã em Cristo,
permitir que alguém
lave os nossos pés,
é um sinal de que juntos nós
queremos seguir a Jesus,
tomar o caminho da pequenez,
para encontrar a presença de
Jesus no pobre e no fraco.

FONTE: http://www.comshalom.org/formacao/espiritualidade/jesus_lava.html
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 01 de Abril de 2.010.

Nenhum comentário: