segunda-feira, 12 de abril de 2010

Medo de viver

Em certa ocasião,
havia um menino que tinha
adoração por patins.

Era tudo o que ele queria na vida.
Pediu, pediu,
tanto fez que um belo dia,
eis que conseguiu.

Ficou muito feliz com o par de patins,
não desgrudava dele um minuto sequer,
era dia e noite,
o menino e os patins.

Só que no primeiro tombo,
no primeiro arranhão,
ele ficou com medo de estragar
os patins e resolveu guardá-los.

Os patins ainda eram
a coisa que ele mais queria
e o que ele mais gostava de fazer
era estar com eles,
mas ele preferiu apenas ficar
olhando e não usar mais
para não estragar.
O tempo foi passando e os
patins foram guardados.

Passaram-se 7 anos e o
garoto não esquecia
jamais os patins.
Então,
em um belo dia,
ele se encoraja,
sente saudades demais e
resolve recuperar o
tempo perdido.
Vai até o armário,
revira tudo e finalmente
encontra os amados patins.
Corre para calçá-los e aí tem
uma terrível surpresa.
Os patins já não cabem
mais nos seus pés.

O menino,
acometido de profunda tristeza,
chora e lamenta os anos
perdidos que já sabe não vai
mais poder recuperar.

Poderia sim comprar outro par,
mas nunca seriam
iguais àqueles!

Aquele foi e seria seu
único par de patins.

Assim agem algumas pessoas,
pra não dizer a grande
maioria delas.
Guardam sentimentos
com medo de vivê-los,
medo de se machucarem
e depois,
quando resolvem retomar
estes sentimentos,
muitas vezes,
eles já passaram de sua
melhores fases.

São como os patins
especiais do menino da parábola,
que eram e sempre serão únicos.

Por mais que ele comprasse
outro par agora,
não iriam ser iguais àqueles.

Por isso,
deixe as besteiras de lado,
as brigas,
os ressentimentos,
os medos e viva amor hoje.

O que importa é ser feliz
no presente,
por isso se chama
"presente".

Podermos viver o hoje já
é um presente de Deus!

Não guarde os patins.
Talvez hoje ainda haja tempo.

Amanhã pode ser tarde
demais para querer usá-los.
Ou não caberão mais em você
ou você não caberá mais neles
e não adiantará você comprar
ou arranjar novos patins.

* * * * *
OBS:
Apesar de encontrarmos o
texto acima em vários
sites e blogs,
não encontramos autoria e nem
o nome correto.
Se você souber e quiser
colaborar conosco,
gostaríamos de dar os créditos
merecidos ao autor do mesmo.
Fineza enviar um e-mail para
mensagem@toninholima.com.br.
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 de Abril de 2.010.

Nenhum comentário: