segunda-feira, 7 de junho de 2010

Dores e desilusões

Não encontra resposta nas dores
que a vida traz?
Não entende o sofrimento,
nem a desilusão vivida?
Não consegue enxergar ensinamento
nas dificuldades?

É porque o tempo,
coador das emoções,
ainda não passou tudo o que
precisa ser coado,
ainda restam em você;
impressões, julgamentos,
por vezes revolta e ansiedade
que cegam a alma,
e não nos deixa ver onde erramos.

Queremos um caminho único,
feito das "nossas certezas",
das "nossas conclusões":
- o pai deve morrer antes do filho,
- o bandido deve morrer antes
do bonzinho,
- o amor deve ser eterno e meloso
para sempre,
- o filho deve obedecer aos pais,
sempre,
- os céus devem atender nossas orações,
mesmo que prejudique
outras pessoas,
- os amigos devem ser sempre fiéis,
mesmo quando erramos,
isso não importa,
- as nossas notas devem ser ótimas,
mesmo quando não estudamos,
- e por ser "dessa ou aquela religião",
deveríamos ser "escolhidos",
e viver livres das dores do mundo.

Isso sim é viver de ilusão,
é esquecer que mesmo Jesus,
em toda a sua santidade e grandeza,
padeceu os piores tormentos
do mundo,
foi humilhado, injustiçado,
assassinado e por fim,
despojado de tudo,
foi abandonado até pelos que
o seguiam,
e mesmo assim,
compreendendo a dor,
devolveu apenas o seu melhor,
devolveu amor.

Eu acredito em você.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 11 de Junho de 2.010.

Nenhum comentário: