segunda-feira, 13 de setembro de 2010

De onde vem o desânimo?

O desânimo nunca chega sozinho.
E nem é o primeiro a bater à sua porta.
Antes dele vem as preocupações excessivas,
o medo de não conseguir completar alguma coisa,
a ansiedade que vai minando as convicções,
e por fim, o desânimo se sente em casa e fica.

No começo ele se comporta,
deixa você pensar que está cansado,
alguns dirão que você precisa de férias,
médicos diagnosticarão como "estresse",
e você vai se abatendo, caindo mesmo,
deixando de sonhar.

Aliás, a falta de sonhos, de objetivos,
são os primeiros indícios de que o desânimo
está no seu "sistema operacional",
é como vírus no computador,
ele fica ali esperando a "tecla", a data certa para agir,
e quando começa é muito difícil de "remover".

O antivírus do desânimo é a alegria,
companheira da convicção, irmã da certeza,
da mesma família dos vencedores.
Por isso, busque motivação para a vida.
Motivação que você pode encontrar em você mesmo,
na família, nos amigos, em uma comunidade religiosa,
em bons livros, como a Bíblia por exemplo.

Só não vale deixar passar despercebido,
fingir que é passageiro, que já vai passar,
deitar de lado e deixar a "vida te levar".
A vida deve ser conduzida, não o contrário.
Pense nisso e mexa-se!
Sorria,
o dia está apenas começando
e tudo pode mudar!

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 18 de Setembro de 2.010.

Nenhum comentário: