segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Vá com calma

Parecemos estar correndo sempre,
querendo soluções rápidas
para os desacertos de nossa vida,
querendo fugir da dor...

Quando queremos mudanças,
então entendemos
precisar fazê-lo rapidamente.
Mas as mudanças têm
seu próprio ritmo:
para cada um de nós,
para cada aspecto de nós.
Precisamos de um tempo
que é só nosso.

Quando nos apressamos,
corremos o risco de nos atropelarmos,
tropeçarmos cairmos,
recairmos e ficarmos frustrados,
desacreditados intimamente,
brigados conosco mesmos
ou arranjarmos
desculpas que nos mantêm encalhados:
‘’é a minha doença...’’

Somos pessoas em
recuperação de nossa energia,
força, da alegria,
do gosto para nossa caminhada.
A recuperação de tudo
isto está a disposição de
cada um de nós.
Requer apenas a certeza
que podemos,
por sermos portadores da
centelha desse Poder Maior;
que merecemos quando,
com perseverança e gentileza,
caminhamos.

Apenas precisamos de
calma em todo processo.
Vá com calma é um lembrete
para que sejamos pacientes,
gentis,
respeitosos com nosso tempo,
o tempo necessário para entender
e ir superando cada uma
de nossas dificuldades.

Esse tempo de calma,
não de calmaria,
favorece a reflexão,
a conscientização de nós mesmos,
do que queremos e não queremos,
do que podemos e não podemos,
de nós e do outro,
do Poder Superior...

Passamos cada vez mais
a agir e não reagir.
Aprendemos a dar passos
com mais segurança,
entendendo melhor e saboreando
cada vez mais a caminhada.

Vá com calma,
veja e viva esse dia
como uma oportunidade
única de ir construindo
seu destino,
escolhendo como lidar
com tudo que o dia trouxer,
remodelando a si mesmo
como um artista,
buscando a luz dessa
obra incrível que somos nós.

Saboreie a vida devagar,
vale a pena!
Vá com calma,
mas vá.

TEXTO: Maria Tude
FONTE: http://mariatude.blogspot.com/
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 25 de Janeiro de 2.011.

Nenhum comentário: