segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Questão de fé

Uma diferença básica entre quem
tem fé e quem não tem,
é que quem tem possui mesmo
sem ter e quem não tem,
mesmo tendo, jamais possuirá.
É a ponte que separa o negativo do positivo.

Segundo a Bíblia o povo de Israel
andou quarenta anos no deserto
em busca de Canaã;
eles avistaram a terra prometida,
mas jamais a possuíram,
por causa de murmurações,
de atitudes negativas.

Ansiedade, medo,
inquietação e insegurança são
sinais de falta de fé.
Quem acredita e espera
não desfalece.

É possível se sentir
fragilizado e cansado.
É até possível chorar
nos momentos difíceis.

Isso não é fraqueza,
é perfeitamente humano,
pois somos feitos
de carne e emoções que,
querendo ou não,
mexem com a gente.

Ninguém pode dizer que possui
uma fé suficientemente forte
pra nunca ter se sentido
sozinho e fraco.

O que é preciso evitar é que esses
sentimentos fiquem tempo bastante
para que criem raízes.
Aí sim,
temos um problema.

Mas uma pessoa que possui um mínimo
de fé vai sempre erguer a cabeça,
nunca vai desanimar.
Ela sabe, de antemão,
que aquilo é passageiro,
pois há Alguém bem maior do que
qualquer problema que pode nos atingir.

Não é por que perdemos uma batalha
que perdemos a guerra;
não é por que não chegamos em primeiro
lugar que podemos deixar de chegar.

Cada coisa no seu tempo.
A questão é saber esperar,
com confiança.

A fé remove montanhas?
Remove sim.
Montanhas de desespero;
montanhas de noites mal dormidas
e sonhos desfeitos;
montanhas de rostos tristes
e rios de lágrimas.

Só a fé pode trazer coisas
construtivas para a nossa vida.
É por isso mesmo que sem ela
é impossível agradar a Deus,
pois só Ele se agrada de pessoas
que sabem e confiam que Ele nunca
vai abandoná-las.

TEXTO: Letícia Thompson
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 09 de Fevereiro de 2.011.

Nenhum comentário: