sábado, 19 de março de 2011

A derrubada do Muro das Lamentações Pessoais

Tome posse dos desejos que
mais tomam conta
do seu tempo.

Faça de cada um deles,
um motivo a mais para lutar.
Pegue a vida com
coragem e determinação,
sem olhar para as barreiras.

Alias,
saiba que cada uma
das dificuldades encontradas,
são na verdade pequenos
testes de merecimento,
"quanto mais você vence,
mais se faz merecedor da vitória."

Por isso,
não espere nada de
mãos beijadas.
Lembre-se que o que cai
do céu não são facilidades,
mas, por vezes,
o aumento das barreiras,
é a chuva incessante,
é a neve paralisante,
e até a titica do passarinho que
"esvaziou" na sua cabeça.

Sim,
o mundo é cheio de
complicações,
e a cada dia,
mais difícil o seu entendimento;
por isso,
nada de ficar encostado
no muro das lamentações,
a vida pede ação e contempla
cada um com reações semelhantes,
ou seja,
colhemos o que plantamos,
e normalmente,
quando plantamos mal,
colhemos aquele mal dobrado,
parece que centuplicado.

Já o bem, quase sempre,
vem na exata medida
das nossas necessidades.

Por que nossos sonhos
ainda são pequenos,
nossos desejos são contidos,
nossas declarações de amor
são tímidas demais.

Precisamos urgentemente
fazer de cada dia uma lição,
uma explosão de força,
euforia e determinação,
que arrebente com
as muralhas do medo,
que estoure com
os portões da indecisão,
que exploda as paredes
das coisas pequenas,
das mesquinharias, do "inho",
coitadinho,
menininho, pobrezinho,
tadinho...

CHEGA! de tantos diminutivos!
Você é grande!

Foi feito para as grandezas
de um mundo tão grande.

É tempo de sacudir a
poeira e fazer de novo,
tudo novo.

Tempo de derrubar o seu
"muro das lamentações",
e ser plenamente realizado.

Tá esperando o que?

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Março de 2.011.

Nenhum comentário: