segunda-feira, 25 de julho de 2011

A felicidade é leve

Segundo o “Dalai Lama”,
o sentido da vida
é a procura de felicidade,
não de prazer,
de felicidade.

E o que é felicidade
para você?

Longe daquelas idéias
pré concebidas ou carregadas de
“ideais religiosos”
que transferem a felicidade para
“depois”,
a definição de felicidade
deve levar em conta o
“contentamento do maior
número de pessoas”
que podemos atingir
com uma ação.

E são as pequenas ações,
como o “sorriso” por exemplo,
que tornam a felicidade
uma prática de convivência,
de integração entre as pessoas.

Ser feliz é libertar-se do
que lhe causa mal.

Parece tão simples,
tão fácil de fazer,
mas o que vemos na prática
é o âpego exagerado
ao que é material,
aos sentimentos do mundo,
aos compromissos sociais,
a valorização do ter em
desmerecimento ao
“ser”.

Quantas coisas que
você sabe que lhe fazem mal
e você insiste em manter?

O vício do cigarro,
da bebida,
da alimentação exagerada,
do falar demais,
do “não ouvir”,
a ansiedade exagerada,
estabanada até,
o medo excessivo,
aquela angústia do esperar demais
“nos outros”,
de querer por querer
quem não lhe quer…

Quanta coisa podemos
deixar de lado ainda hoje,
esvaziar as nossas
bagagens para seguirmos
mais leves,
livres de amarras que
só existem em nossa
mente presa ao que
não é essencial.

Essencial é ser feliz agora,
hoje, nesse momento,
e pode ser mais fácil do
que imaginamos,
basta uma atitude que acabe
gerando mais beneficiados
do que nós mesmos.

Cultive a alegria,
o otimismo,
a certeza de que o Universo
é perfeito,
assim como nós,
que somos frutos da perfeição,
feitos para a simplicidade,
feitos para a felicidade.

Um brinde de amor
pela sua vida!

Saúde, paz,
amor e harmonia.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 30 de Julho de 2.011.

Nenhum comentário: