segunda-feira, 18 de julho de 2011

Semente

Diante de todas as dificuldades
que o dia apresenta,
salta aos olhos as barreiras
formadas pela tempestade.

Nesses dias de batalha
muitos não conseguem
sequer levantar.
E se não existe luz no
escuro do dia,
ficamos perdidos,
desorientados com a própria
incapacidade de reagir.
Feridos...

Onde buscar ajuda?

Se os amigos já se afastaram,
se os parentes se isolaram,
se nós mesmos não
acreditamos em mais nada,
se os deuses que nos
apresentaram não se manifestam,
se até a justiça
parece tão injusta,
se estamos terrivelmente sós,
se o fundo do poço
parece um lugar tão seguro,
se as lágrimas já nem aparecem,
e a dor virou
companheira de viagem.
Se tudo parece
extremamente cruel,
e a esperança,
apenas uma miragem.

Eis que no meio do asfalto,
no vão entre as pedras,
uma flor insiste em brotar,
nasce desafiando tudo,
se faz forte e linda,
como a mostrar;
que no improvável,
existe uma força maior,
que nos capacita em
nossas lutas,
que em nossa semente,
já existe tudo o que precisamos,
para "brotar" no meio do deserto,
espremidos entre as
pedras da nossa ignorância,
e florescer entre
espinhos.

Não deixe de lutar!

Não deixe de apontar suas
"folhas" para o sol.
Os raios que banham os
mais afortunados,
é o mesmo que toca o
miserável caído,
que ao perceber a
grandiosidade do Universo,
pode se colocar de pé
cheio de dignidade,
e perceber que existe uma
oportunidade em cada canto,
para se libertar de todo
e qualquer pranto,
e recomeçar...

"Porque a noite vem,
a chuva passa,
o dia se estabelece,
e debaixo do céu,
tudo recomeça e convida:
-Vem vencer,
vem viver a sua vida!"

Se no meio da sua batalha,
entre as lágrimas do desespero,
você enxergar uma réstia de luz,
saiba que você não está sozinho,
quem te abraça, é o próprio Jesus.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 23 de Julho de 2.011.

Nenhum comentário: