segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Saber Esperar

Um dos mais significativos
desafios que a vida nos
apresente é aprender
a esperar.

Sempre me pergunto por
que a maioria de
nós não é orientada,
ao longo de sua formação,
sobre o valor da espera
paciente.

Acredito que
a razão esteja principalmente
no fato de que a maior
parte da humanidade
vive totalmente inconsciente dos
ciclos naturais da vida.

Quanto mais próximo da
natureza viver,
mais sabedoria o homem tem a
chance de adquirir,
pois ele passa,
então,
a mover-se num ritmo
totalmente diferente,
muito mais
lento do que aquele que a
vida nas metrópoles impõe.

Pessoas sem
qualquer refinamento
intelectual
aprendem através de
um método bastante simples,
o da observação,
que tudo na natureza tem
um ritmo próprio.

Só o ser humano destoa
desta harmonia,
pois insiste em querer apressar
os acontecimentos
de acordo com os seus desejos,
sempre determinados
pelo ego.

A sabedoria oriental,
expressa numa de suas
mais valiosas obras,
o I Ching,
nos ensina a importância
de nos sentirmos
parte integrante da natureza,
e de agirmos sempre em
sintonia com o seu ritmo,
plantando as sementes do
que queremos
e esperando pelo momento propicio
para vê-las germinar.

Quanto mais rapidamente
aprendermos esta lição,
mais facilmente atingiremos um
estado de equilíbrio e serenidade,
e nos libertaremos do
desejo de querer controlar os
acontecimentos,
a maior das ilusões que
podemos alimentar.

TEXTO: Elisabeth Cavalcante
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 05 de Novembro de 2.011.

Nenhum comentário: