segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Você define como será o seu dia!

Hoje,
já levantei pensando
no que tenho para fazer antes
que o relógio marque meia-noite
novamente.

Por onde começar?
No banheiro,
hora de acertar os ponteiros.

Agendar aquela visita
ao médico prorrogada há
duas semanas.
Abrir duas dezenas de e-mails
à espera de resposta.
Entender os novos procedimentos
de organização da empresa.
Trabalhar para atingir metas
ainda mais ambiciosas.

Terei energias para
chegar em casa,
no fim do dia,
e brincar com meus filhos?

Fiquei cansado antes mesmo
de botar o pé para fora da cama.

Parei.
Respirei lentamente por
alguns instantes.
Fiquei em silêncio e convenci
a mim mesmo:
é minha função e de mais ninguém,
escolher que “tipo de dia”
eu terei!
Com você acontece a mesma coisa,
esteja certo.

Você pode reclamar que está
chovendo ou agradecer
às águas por lavarem a poluição.

Pode ficar triste por
não ter dinheiro ou se sentir
encorajado para administrar
as finanças,
evitando o desperdício.

Pode reclamar da saúde
ou dar graças por estar vivo.
Pode se queixar
dos seus pais por não terem
lhe dado tudo o que queria
ou pode ser grato por
ter nascido.

Pode reclamar por ter
que ir trabalhar ou agradecer
por ter trabalho.

Pode sentir tédio com
o trabalho doméstico
ou agradecer a Deus.

Pode lamentar decepções
com amigos ou se entusiasmar
com a possibilidade de fazer
novas amizades.

Se as coisas não saem
como planejamos,
podemos ficar felizes por
ter o dia de hoje para recomeçar.

Lembre-se:
o dia está em sua frente,
esperando para ser o
que você quiser.

Aí está você,
o escultor que pode dar
forma a tudo isso.

Escolha sempre o melhor,
nunca o mais fácil.

Algumas soluções de hoje vão
criar os problemas
de amanhã.

Torço para que,
amanhã cedo,
você se levante com alegria
e celebre a oportunidade
que a vida lhe dá para lutar
uma vez mais,
com energia renovada,
por seus sonhos de felicidade e saiba,
com sua energia,
realizar o que se propõe,
mostrando a todos uma incrível
disposição para batalhar
até o fim.

Assuma que você é o dono
da sua vida e pare de esperar
que alguém lhe diga o que fazer.

Seja humilde e escute as pessoas,
sim,
mas tome consciência
de que a decisão da sua vida é
sua e somente sua!

TEXTO: Roberto Shinyashiki
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Janeiro de 2.012.

Nenhum comentário: