domingo, 11 de março de 2012

Podas

Quando eu era criança,
encontrei, um dia,
um jardineiro,
com uma tesoura enorme
na mão.

Fiquei revoltado
quando vi que ele,
com a sua tesoura,
começou a cortar os galhos
mais tenros de todas
as plantas.
Reclamei,
agarrei-o pelo braço.

Ele sorriu e pediu-me que,
depois de um mês,
eu voltasse a ver o resultado
do que tinha feito.

E, de fato,
um mês depois todas
as plantas estavam ainda
mais belas e cheias
de vida.

Foi assim que aprendi o
segredo das podas.

Quando li, no Evangelho,
que o Criador e Pai
poda justamente os galhos
que dão frutos,
entendi,
aceitei,
porque eu já sabia
o efeito da poda.

Por que todos nós
temos a tentação de imaginar
que os sofrimentos
que nos chegam são
castigos de Deus?!

Por que não pensar que Deus
permite sofrimentos
físicos e morais,
como o agricultor que poda
suas árvores,
para que dêem mais
fruto ainda?!

Por mais que o sofrimento
nos desnorteie;
por mais que certos
sofrimentos pareçam absurdos
e revoltantes,
agarremos-nos a estas
duas certezas,
como quem se agarra a dois
cabos de aço:
Deus existe e Deus é Pai.

Muitos de nós
desperdiçamos vários
anos à espera de época
melhores no futuro ou
com dúvidas a respeito de
tempos melhores no passado,
em vez de trabalhar por
épocas melhores
no presente.

Se apenas tivéssemos
vivido em tempos
melhores ou nascido em
época melhores...

Se apenas vivêssemos
com pessoas melhores
ou pertencêssemos
a um grupo menos privilegiado...

Se apenas vivêssemos
em uma casa ou cidade
melhores...

Se apenas tivéssemos
um negócio
ou um emprego melhor...
Se... se... se...!
Amanhã... amanhã... amanhã...!

No entanto,
o hoje está sempre aqui;
o ontem se foi e o amanhã
talvez não chegue jamais.

Não,
hoje é a ocasião...
aqui é o lugar.
Esta é a pessoa.
Este é o seu lar.
Este é seu emprego.
Esta é sua esposa...
seu esposo...
seu filho...
sua mãe...
seu amigo.
Esta é sua gente.
Estes são seu pais.
Esta é sua geração.

Viva isso
de modo maravilhoso
exatamente onde,
quando,
como e com quem está.

TEXTO: Dom Hélder Câmara

TOQUE POSITIVO:

Motive-se.
Procure observar sempre
o lado bom que há em tudo.
O desânimo é uma
praga que se expande
lentamente e corrói
nossos sonhos.

Livre-se dele por seu oposto,
buscando a companhia
de pessoas alegres e otimistas,
leia a biografia de pessoas
que tiveram sucesso em
suas atividades.

Há milhares de pessoas vencedoras,
de ânimo firme e forte,
que poderão servir-nos de exemplos,
em todas as épocas e em
todos os povos.

E então,
o que está esperando para
ser uma delas?
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 17 de Março de 2.012.

Nenhum comentário: