sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

O sentido da vida

A vida é estranha.
Geralmente ficamos obcecados
por grandes feitos
quando na
verdade é a combinação
de coisas pequenas
que tornam as coisas
grandes possíveis.

Invariavelmente tentamos
criar nossos próprios
mundinhos para termos a
ilusão de que controlamos
a nossa existência achando
que a individualidade é a
nossa essência,
mas nos afetam as
discordâncias sem
percebermos que são as
diferenças que tornam a
vida interessante.

Quando criamos o nosso mundo,
construímos nele
barreiras defensivas em
torno de nossos sentimentos
para justificar o medo que
sentimos de sermos
próximos de alguém.

Para descobrirmos o
verdadeiro sentido da vida,
temos que olhar com
mais clareza para dentro
de nós mesmos e nos
descobrirmos dentro
deste universo chamado
Vida.

E é importante demais
que consigamos ouvir
o eco da voz que se
chama consciência,
pois é ela quem nos fará
ouvir as verdades.

Muito se fala sobre
o tema Vida.
Dizem que vida é sabedoria,
é coisa profunda,
é ter família e perpetuar
a espécie.
Eu digo que vida é amor.

Amor em todas as
suas frágeis formas,
força poderosa e duradoura
que dá sentido real a
todas as vidas.

É o amor que nos
impulsiona a celebrar
a vida,
nos faz ser criativos,
é a força que nos diz que
se há coisas
pelas quais vale a
pena morrer,
há muito mais coisas
pelas quais vale
a pena viver.

Outro dia me deparei
ouvindo um relógio
dentro de mim.
Um relógio de vida que
todos temos e que faz a
contagem regressiva do
tempo que nos resta.

Um dia ele
para e ninguém contesta...
Foi então que entendi que
não dá para perder
um segundo.

Cada tic tac é precioso
demais e nos dá a certeza
de que temos que fazer
o que nos deixa feliz.

Pena é que muitos de nós,
preocupados com o que
os outros vão dizer
ou pensar,
deixamos de abrir as asas.

Os enganos são parte da vida,
os erros do passado
já não precisam ser
castigados.

A rejeição e a resistência
sempre serão inevitáveis
quando fazemos algo especial,
portanto não adianta nos
perguntarmos a todo o
momento se fizemos
certo ou errado.

Sempre teremos
a resposta em nosso
coração...

E quando nos virmos
cercados de pessoas
querendo nos ver fracassar
ou fazer menos,
é importante seguirmos
caminho mesmo sendo
ele difícil.

Sempre teremos um dia Não,
mas o importante é
sabermos que sempre haverá
o dia Sim...

Quando nos olharem
com estranheza,
achando que sabem onde
queremos chegar,
é exatamente quando
temos que lutar.

Nunca desistir é o lema,
pois é quando lutamos
que nossos sonhos
se realizam e então temos
a certeza de que lutar
valeu a pena,
pois é com a vitória que
saboreamos cada gota de
vida que nos resta.

TEXTO: Augusta Schimidt
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 02 de Fevereiro de 2.013. 

Um comentário:

cleusa dos santos disse...

Ola Toninho lima este texto mim tocou profundamente. estou passando por uma decepção profissional ,onde várias pessoas estão comemorando meu fracasso, algumas nem tentem disfarçar e bridam o meu fracasso. e eu estou com muita vergonha. mas lendo esse seu texto maravilhoso já mim sinto um pouco melhor obrigado Toninho Lima.