terça-feira, 25 de junho de 2013

Novo tempo

Quando o vento frio passar, 
e tarde deixar seus últimos suspiros,
a noite, renovadora de todas as coisas,
vai chamar pelo seu nome e cobrar, 
ainda que delicadamente,
o que você andou fazendo 
pela sua felicidade.

Uns chamam isso de "consciência", 
outros de "inspiração".
Não, não importa o nome, 
o que realmente importa,
é que você não deve deixar a sua 
história na mão de ninguém.
Não pode, nem deve, 
depender de ninguém.
Sua felicidade é "arca própria", 
é um bau de tesouros,
que não deve ficar em qualquer canto.

Quer saber do seu futuro?

Comece agora a construí-lo 
com novos pensamentos,
que geram novas atitudes.
Que sempre começam com um 
grito de liberdade.
É a sua alma que se revolta 
contra a situação,
de te ver assim tão pra baixo,
se sentindo o "biscoito 
amassado do pacote".
É tempo de dizer: Basta!

Ainda hoje, 
não importa a hora que for,
tudo pode ser melhor na sua vida.
A começar pelo 
seu estado de espírito.
Se você assumir 
o controle da sua vida,
se descobrir o poder que 
habita em você,
não precisará de mais nada, 
nem de ninguém,
para descobrir caminhos, 
oportunidades,
forças restauradoras, amor, 
prosperidade, saúde,
riqueza espiritual que não se vende, 
nem se compra,
mas, se adquire com atitudes 
de VENCEDOR.

O que você quer ser?
Vencedor ou Vencido?
Não jogue a culpa de algum 
fracasso para ninguém.
A escolha é sempre sua, 
na dor ou no amor,
na luta ou na calmaria,
no tempo ou na espera,
sempre será a sua palavra, 
a última palavra,
o que diz sim ou não,
o que aceita ou rejeita,
o que não se cala, ou fica mudo.

É tempo de um novo 
pensamento,
de um novo "você".
Forte como o próprio tempo, 
que é eterno.

Eu acredito em você

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 26 de Junho de 2.013.

2 comentários:

Anônimo disse...

ameii o texto Toninhooo .... fica com DEUS # Ana Karolina Gouveia Amaro

Janice disse...

maravilhoso, Toninhho.
sempre fala ao nosso coração.