sábado, 10 de agosto de 2013

LEMBRANÇAS DE UM PAI ...

Pai que aos olhos da
criança é herói.
Pai que aos olhos do
jovem é vilão.
Pai que aos olhos do
adulto é um amigo.
Pai que aos olhos do
velho é saudade.

Quando eu
te via como herói
não sabia
quase nada da vida.
Sentia-me seguro
ao seu lado.

Eu só queria ser seu filho.

Quando eu
te vi como vilão,
pensava que já sabia tudo
sobre a vida.
Não queria proteção,
eu só queria ser herói.

Quando eu
te vi como amigo,
pude me dar conta dos
erros cometidos.

Foi quando realmente te conheci.

Que entendi
o sentido da vida.
Quando me dei conta
de sua falta
A idade já havia me
alcançado.

Você já
não era mais herói,
nem vilão, nem amigo
e nem solidão.

Você virou soma
de tudo aquilo
que foi.
De tudo aquilo que
eu pensei que fosse
A síntese da vida que
hoje eu vivo.
A minha definição da
palavra PAI!

TEXTO DE: Luis Alves
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 11 de Agosto de 2.013.

Nenhum comentário: