quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

ESPERANÇA DOS DESESPERANÇADOS

"Mas Jesus, 
sem acudir a tais palavras, 
disse ao chefe da sinagoga: 
Não temas, crê somente." 
(Mc 5.36)

A vida não é indolor. 
Há momentos que ela nos 
mostra sua carranca 
e nos ameaça com 
circunstâncias medonhas.

Tem­pestades terríveis 
nos assolam.

Nessas horas, 
o desespero nos perturba, 
a angústia aperta nosso 
peito e as lágrimas brotam 
dos nossos olhos.

Neste cenário, 
Jesus se ergue como a 
esperança dos 
desesperançados.

Jesus acalma 
as tempestades da vida, 
liberta os cativos, 
cura os enfermos 
e ressuscita os mortos.

Ele tem autoridade 
sobre as leis da natureza 
e poder sobre os demônios.

Jesus tem autoridade 
sobre as enfermidades 
e poder sobre a morte.

O vento impetuoso 
e as ondas revoltas que 
conspiram contra nós, 
obedecem a sua voz.

Os demônios que oprimem 
os cativos batem em 
retirada sob sua ordem.

As enfermidades que 
nos castigam não resistem 
à sua autoridade.

A própria morte, 
que ceifa a vida e arranca 
dos nossos braços as 
pessoas que amamos,
 obedece a sua voz.

Para Jesus não tem causa 
perdida nem problema 
insolúvel.

Para ele não tem vida 
irrecuperável nem situação 
irremediável.

Jesus pode tudo quanto quer. 
Ele é a esperança dos 
desesperançados.

Senhor, 
Jesus possui as rédeas 
da história. 
Por isso eu confio que
 a minha vida não está 
entregue à sorte ou ao destino, 
mas nas mãos do meu 
rei e salvador. 
Em nome de Jesus. 
Amém.

TEXTO: Hernandes Dias Lopes 
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 Fevereiro de 2.014.

Nenhum comentário: