terça-feira, 18 de março de 2014

Brasas

O ódio, 
o desejo de vingança, 
às mágoas,
todo o ressentimento 
e o orgulho ferido,
são como brasas adormecidas,
encobertas pelas cinzas.
Uma pequena brisa,
um vento mais forte,
faz ressurgir a chama 
que de pequena faísca
pode virar um incêndio 
enorme.

Por isso, 
cuide dos sentimentos 
que você carrega,
cuide dos pensamentos 
que alimenta,
cuide dos desejos que 
aparecem do "nada",
cuidado com "amigos" 
que aconselham com raiva,
cuidado com a sua insegurança,
cuide dos passos e 
do caminho.

Somos senhores do 
nosso futuro.
Muitos poderão passar 
pela sua vida,
mas só você vai vivê-lá até o fim,
cada alegria e cada dor,
será sentida em toda 
a sua plenitude,
tocará a sua alma e 
marcará seu tempo,
com marcas invisíveis 
aos olhos,
mas profundas para 
o coração que tudo vê, 
que tudo sente.

Não guarde rancor,
não se cobre demais,
não espere de quem 
não pode oferecer,
não se angustie pelo que foi,
seja você, seja livre,
caminhe solto, 
não se magoe pelo nada,
não se perturbe pelos outros,
seja você, forte, 
decidido e pronto,
pronto para viver em paz, 
e ser feliz!

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 25 de Março 2.014.

Nenhum comentário: