sexta-feira, 11 de abril de 2014

A busca de um alicerce sólido

Sabemos que para construir 
uma casa segura, 
precisamos 
de alicerces sólidos.

Assim é a vida, 
e temos que refletir o que 
na verdade podem representar 
alicerces sólidos.

Será que é um patrimônio 
concreto e rentável?
Um casamento saudável 
e filhos bem criados?
Um emprego seguro e uma 
aposentadoria confortável?

Acredito que tudo isso 
faz parte de um elenco 
de condicionantes para uma 
vida confortável, 
mas a vida vai além dos 
prazeres e conforto 
material.

Tenho para mim 
que a realização e satisfação 
com o curso da vida 
vai um pouco, 
ou muito além disso tudo.

Temos que estar satisfeitos 
com a pessoa que
 estamos nos tornado.

Quais virtudes fomos 
capazes de exercitar, 
demonstrar e reforçar?
Que valores inalienáveis 
fazem parte da nossa 
individualidade e nos sentimos 
orgulhosos de ter e partilhar?

Quais foram as descobertas 
maravilhosas que fizemos 
ao longo da vida, 
nem tanto das coisas que 
aprendemos acerca das coisas, 
mas daquilo que aprendemos 
de nós mesmos.
Em que medida nos 
conhecemos e nos 
valorizamos?
Que forças descobrimos 
em nós mesmos, 
e aprendemos a 
desenvolver e utilizar?
Aquilo tudo que 
acreditamos e aprendemos 
a valorizar é palpável ou 
se desmancha no ar?
Temos fé em alguma 
entidade acima de nós? 
Acreditamos que há uma 
Força Superior que atua 
quando não temos 
mais força alguma?

À medida que essas 
questões são respondidas 
com naturalidade e serenidade, 
vejo que os alicerces 
da casa da vida são 
suficientemente sólidos 
para suportar tudo que
 amo e valorizo.

A vida está segura, 
mesmo que não protegida, 
e o caminho da felicidade 
está pavimentada, 
sem dispensar a minha boa 
vontade e disposição para 
busca-la a cada passo, 
um dia de cada vez.

TEXTO: R.S. Beco
* * * * *
Texto lido no programa 
"Madrugada Viva Liberdade FM" 
no quadro 
"Momento de Reflexão" 
no dia 12 de Abril 2.014.

Nenhum comentário: