quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Da previsão do futuro e o amor que vai chegar

Eu não quero saber da
previsão do futuro.
Não me importa saber
antecipadamente os caminhos
que terei que percorrer,
nem das alegrias,
que quero viver uma a uma,
nem das tristezas,
que terei que superar.
E por favor,
nem venha me falar do amor
que vai chegar.
Não quero saber quem
eu vou amar.
Quero apenas ter essa certeza
de que sou capaz de amar,
de me apaixonar mais de uma vez.
E assim, nessa confiança,
ter forças para superar
os amores frustrados e as
dores da desilusão.

Não quero saber do
meu futuro não.
Quero ter essa alegria de saber
que eu construo o amanhã.
Que sou capaz de colocar
tijolos do presente,
para isolar as coisas
ruins do passado,
ou construir uma parede
e pendurar fotos das coisas
boas vividas.

Pra que saber do futuro se
o presente é o que
nos basta?
Preocupar com esse minuto,
com essa decisão que nos cabe,
isso sim faz a diferença,
faz um futuro melhor.
O resto é jogo de adivinhação,
apostas de cegos.
Prefira o agora,
drible o passado,
e do futuro queira apenas
que ele chegue.
O resto é resto
 e o tempo não para,
 aproveite-o bem.

Viva o agora.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Novembro de 2.014.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos ha 20 anos.

Nenhum comentário: