sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Almas perdidas

Conheço cada
um dos seus gestos
os que se perdem no
espaço dos minutos
e os que ficam gravados
na minha memória,
os que escrevem a
nossa história...

E assim, caminhamos,
vencendo os dias,
escrevendo um tempo
de novidades,
acrescentando capítulos
a nossa história
e sem perceber,
escrevemos um romance,
"eu e você,
você e eu."

Assim,
o tempo traz o amadurecimento
que nos transforma,
sem olharmos no espelho
da saudade,
encaramos a realidade
dos dias,
e nos fazemos mais fortes
diante dos contratempos,
e nos esquecemos das
brigas sem sentido,
e nos prendemos ao que
realmente importa,
e o que realmente importa é calmo,
é sereno,
é como um velho vinho
adormecido,
desperto pelo abrir da
rolha ressequida,
safra inebriante,
deliciosa, única.

Somos então,
almas perdidas que se
encontraram,
presos na teia do amor,
que quanto mais antigo,
mais novo,
mais rejuvenescidos pelas
experiências,
por que somos
eternos na forma de amar.
"eu e você,
você e eu."
para sempre,
ainda que a eternidade seja
um breve espaço no tempo,
nós escrevemos a nossa
vida num único caderno.

Eu acredito em você

TEXTO DE: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 03 de Março de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos ha 20 anos.

Nenhum comentário: