domingo, 12 de abril de 2015

Nossa reação

Creio que o fato de sofrermos
ou não depende em grande
parte de como reagimos
a uma determinada situação.

Por exemplo,
digamos que tenhamos
descoberto que alguém
está falando mal de nós
pelas nossas costas.

Se reagirmos
a essa informação
de que alguém está
falando mal de nós,
a esse fato negativo,
com uma sensação de
 mágoa ou raiva,
somos nós mesmos
que estamos destruindo
nossa paz de espírito.

Nossa dor é nossa
própria criação pessoal.

Por outro lado,
se nos contivermos
para não reagir de
modo negativo,
se deixarmos que
a calúnia se dissipe
como um vento
silencioso que passa
por trás da nossa cabeça,
estaremos nos protegendo
daquela sensação de mágoa,
daquela sensação
de agonia.

Logo,
embora nem sempre
sejamos capazes
de evitar situações
difíceis,
podemos modificar a
intensidade do nosso
sofrimento pela escolha
de como reagiremos
à situação.

Também costumamos aumentar
nossa dor e sofrimento sendo
excessivamente sensíveis,
reagindo com exagero a fatos
insignificantes
e às vezes levando as
coisas para um lado
muito pessoal.

TEXTO DE: Trecho do livro
A Arte da Felicidade
de Dalai Lama
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 14 de Abril de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

Nenhum comentário: