domingo, 22 de novembro de 2015

Eu não sou assim...

Quando você estiver
num local que
não lhe agrada,
conversando com
pessoas que não admira,
rindo forçadamente
de piadas que lhe
soam grosseiras,
quando estiver
prometendo visitas
que sabe que não fará,
submetendo-se a situações
bizarras ou vexatórias,
escute o que seu
desconforto está alertando:
“Eu não sou assim”.

Muitas vezes,
especialmente no
início da idade adulta,
temos que nos
adequar a certas
contingências sociais
se delas depende
nossa sobrevivência,
mas se você
já percorreu um
bom caminho,
construiu uma vida
digna e conhece
a si mesma melhor
do que ninguém,
não precisa
se moldar a
mais nada,
conquistou o direito
de ser integralmente
quem é.

Quando você estiver
sendo condescendente
sem receber em
troca o carinho
que merece,
quando você
perceber-se desacomodado(a)
no que deveria
ser aconchegante,
quando sentir que
está se adaptando
com dificuldade ao
que não lhe convém,
tente perceber se
está sendo educado(a)
ou se está sendo submisso(a)
– não são sinônimos.

Educação é básico,
mas não exige
docilidade fingida
nem servilismo
humilhante.

Pegue sua bolsa e
tome o rumo de casa
sempre que estiver
escutando de si mesma:
“Eu não sou assim”.
A não ser que
você seja.

AUTORIA: Martha Medeiros
* * * * *
Texto lido no programa
Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 24 de Novembro 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 21 anos.

Nenhum comentário: