sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A semente de mostarda

Quando Jesus disse:
"O Reino de Deus é
como a semente de mostarda",
estava dizendo milhões
de coisas.

Esta é a beleza
da parábola:
com quase nada,
quanta coisa pode
ser dita!

Quando a
semente morre,
surge o universo,
a árvore,
o Reino de Deus.

Se você estiver
procurando este
reino em algum
outro lugar,
estará procurando
em vão.

Se quiser encontrar
o Reino de Deus,
terá descer como
a semente e morrer.

Então,
de repente,
a árvore surgirá.

Você não mais
existirá,
apenas Deus,
você nunca
encontrará Deus.

Se você estiver
presente,
Deus não estará.
Quando você
desaparecer,
Deus surgirá.

Na realidade,
o encontro não
acontece.

Quando VOCÊ
não existe,
Deus está presente
— o vazio em
suas mãos.

Quando você não
é mais ninguém,
Deus está presente.

Novamente um paradoxo:
a semente contém
a árvore,
mas a semente
também pode matar
a árvore.

Se a semente ficar
com medo da morte,
então o próprio
invólucro tomar-se-á
uma prisão;
a própria casca que
estava protegendo
a árvore antes
dela encontrar o
solo certo tornar-se-á
uma prisão —
então a árvore
morrerá na semente.

Vocês são como
sementes que se t
ornaram prisões.

Buda é uma semente,
Jesus é uma semente,
cuja casca não é
mais uma prisão;
é uma semente,
uma casca
que morreu,
dando origem a
uma árvore.

Ele lhes disse:
É como a semente
da mostarda —
a menor entre
todas as
sementes,
mas que quando
cai em terra fértil
deu origem a uma
grande arvore que
se torna abrigo para
todos os pássaros
do Céu.

TEXTO: Osho
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 21 de Novembro de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Nenhum comentário: