sábado, 26 de novembro de 2016

O amor que nos falta

Tenho essa oportunidade
única de falar de amor
todos os dias.
E, nas minhas orações diárias,
amor é a primeira palavra,
pois sem amor,
nem os anjos me ouviriam.

Estamos tão carentes
de amor no "planeta dinheiro",
que as pessoas andam ressecadas,
mais violentas...

A calma virou artigo de luxo,
a paz anda perdida em alguma
caixinha de calmantes
cada vez mais fortes,
e que fazem cada vez
menos efeito.
Dormir é artigo de
luxo nessa selva maluca,
e tem gente indo morrer
de infarto diante da
beleza do mar.

Por isso, ao orar,
ao falar com o Universo,
o meu pedido é único:
que o amor não falte,
que a misericórdia
me encha a alma,
para compreender
o meu próximo,
e principalmente,
não esquecer de me amar.
Pois, a pior ausência de amor,
é a falta do amor-próprio.

Ame-se e deixe o amor
vazar pelos seus poros,
para que suas palavras
sejam doces,
para que você pare
de reclamar do mundo,
e ao observar a
beleza da vida,
seja o seu dizer
um agradecimento,
a sua palavra, uma flor,
e o seu abraço,
uma forma carinhosa
de distribuir o amor.

Amor que eu te desejo,
que a Vida te oferece,
e que Deus derrama agora
em forma de benção
na sua jornada.
Esteja em paz,
hoje e sempre,
com muito amor.

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 28 de Novembro de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Nenhum comentário: