segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Há belezas desmedidas dentro da gente

Há belezas
desmedidas dentro
da gente,
feito flores secas,
lindas,
que embora não
estejam mais presentes,
permanecem
ali sua imagem,
seu carinho,
seu afeto.

Somos um bocado
de tudo que nos
faz bem,
somos uma porção
de gente bonita
que arrisca
viver sonhos,
amores,
sofrimentos,
dores.

Somos essência
escondida atrás da
beleza de quem
já ousou passar
por nossas vidas,
e mesmo que
distante estão
a enfeitar
nosso jardim,
somos um choro
entalado na
garganta de
tantos dissabores,
mas continuamos
sendo flores,
eternizadas na
vida de alguém.

Estamos prestes a
comemorar a festa
mais linda do ano,
aquela em que
cabemos dentro
de abraços,
e nos escondemos
dentro de corações
simples,
mas também
nos renovamos,
reconstruímos
laços desfeitos
pelas mágoas,
apertamos no peitos
quem a gente nunca
quis perder,
e pedimos perdão
a quem nunca
quisemos ferir.

É isto gente,
flores permanentes,
secas,
mas com uma
beleza tão linda
que vale a pena
ser lembrada,
ser sentida,
ser revivida.

Essa garota que
vos escreve não
importa com a
junção das letras,
nem tão pouco
com os acordos
ortográfico,
apenas quer que
chegue ao seu
coração o desejo
de ser flor em
qualquer
circunstância.

Não espere as festas
de fim de ano para
fazer bonito,
para pedir perdão,
para dizer que ama.
Faça agora.
Com o coração e
não pela emoção
do dia.

TEXTO DE: Cecília Sfalsin
* * * * *
Texto lido no programa
"Madrugada Viva Liberdade FM"
no quadro
"Momento de Reflexão"
no dia 07 de Dezembro de 2.016.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos
há 22 anos.

Nenhum comentário: