sexta-feira, 10 de março de 2017

Afastar-se das pessoas conflituosas melhora a saúde e a alma

Tomar distância dos conflitos melhora nossa saúde física e emocional. Há pessoas que nos esgotam, que nos consomem a energia e que aniquilam nossa capacidade de reação. São verdadeiros destruidores de nossa saúde e de nossa paz interior, adoecem nossa capacidade emocional e distorcem nossa sensibilidade.

A verdade é que, com o passar do tempo, acabamos nos enganando com muitas das pessoas que acreditávamos conhecer, e nos damos conta de que vivíamos submetidos às suas exigências, seus argumentos, seus comportamentos e, sobretudo, suas emoções tóxicas.

Estas pessoas não sabem respeitar nem considerar os outros, elas os utilizam como marionetes de seu mau caráter e como alvos de seus conflitos externos e internos. Elas não vivem nem deixam viver e, como consequência, freiam o desenvolvimento e crescimento pessoal dos que as rodeiam.

Pode ser que o façam de maneira consciente ou não, mas o fato é que nos esgotam e nos intoxicam fazendo com que nos sintamos vulneráveis, que nos zanguemos com facilidade ou que tenhamos vontade de ir embora e deixar tudo para trás.

Entretanto, nem sempre é possível nos afastarmos fisicamente dessas pessoas, pois, por exemplo, podem ser familiares ou colegas de trabalho. Não obstante, se tivermos a possibilidade de impor uma distância física, isso seria o complemento mais apropriado para a nossa saúde.

Possamos ou não fazê-lo, o que é verdadeiramente importante é obter um distanciamento emocional. Ou seja, o melhor é conseguir ter força suficiente para nos mantermos fora de sua capacidade de ação, para que seus comportamentos não nos influenciem.

TEXTO DE: Autoria não encontrada. Fineza nos informar através do e-mail mensagem@toninholima.com.br
* * * * * * * * * * * * * * *
Texto lido no programa "Madrugada Viva Liberdade FM" no quadro "Momento de Reflexão" no dia 11 de Março de 2.017.
* * * * * * * * * * * * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links de propagandas deste blog você ajuda a Campanha Natal Solidário que promovemos há 23 anos.

Nenhum comentário: