sexta-feira, 3 de março de 2017

Não há esforço sem erros e decepções

Todas as minhas escolhas na vida, por mais erradas que tenham parecido, foram as grandes responsáveis por me trazerem até aqui, por fazerem de mim quem eu sou hoje, por me ensinarem uma porção de coisas que, talvez, somente pelo amor, eu não teria aprendido. 

Se a dor existe, é porque ela tem uma razão de ser na nossa vida, é porque há de se aprender com ela uma infinidade de coisas sobre o mundo e sobre nós mesmos; coisas que fazem parte da jornada de todo aquele que se dispõe a entrar na arena da vida mesmo sem ter garantias e certezas absolutas do que vai acontecer.

Uma vez li uma entrevista de um atleta que dizia que foram as porradas que ele levou da vida que o fizeram mais forte. Que, talvez, ele não tomaria consciência do quanto era capaz de se superar e de fazer coisas incríveis se não tivesse sido tão desafiado daquela maneira. 

É isso. Às vezes a gente só se dá conta da força que tem quando é obrigado pela vida a ser realmente forte.

Por quantas vezes pensei que não aguentaria passar por uma situação – e tentei de todas as formas me proteger dela, adiar e inventar desculpas para não enfrentá-la – até perceber que ela sempre se repetiria na minha vida até que eu finalmente pudesse encará-la e aprender com ela? E por quantas vezes, ao enfrentar esse “monstro”, descobri que ele era muito mais assustador na minha cabeça, que eu era muito mais forte e mais capaz do que imaginava, que eu não tinha a menor ideia da força que eu tinha até ser desafiada a entrar na arena da vida e enfrentar o que quer que seja?

Sim. Você vai se machucar em alguns momentos. Pode ser que tenha que catar os caquinhos todos do chão e, mesmo ferido, levantar e seguir em frente. Pode ser que decepcione alguém. Pode ser que seja decepcionado também. Pode ser que tente algumas coisas que não vão dar certo. 

Ou que muitas coisas que imaginou não saiam exatamente da maneira que você esperava. Pode ser que te julguem. Que te critiquem. Que debochem dos seus sonhos. Que coloquem entraves no seu caminho. Que não acreditem nas suas ideias. Que não correspondam aos seus sentimentos. 

Pode ser que você perca algumas batalhas, que pense em desistir algumas vezes, que se sinta perdido, desmotivado ou mesmo incapaz de seguir em frente apesar de toda a sua vontade de fazer acontecer. Pode ser que não se julgue bom o suficiente, ou que se julgue e se critique demais.

Pode ser tanta coisa… Mas você só saberá o que vai acontecer e só aprenderá com todas essas experiências quando se permitir viver com ousadia e se aventurar na arena da vida.

O Universo é da dualidade, o que significa dizer que as coisas só existem no mundo porque existem os seus contrários. Se não fosse a existência do que consideramos ruim, como saber que existe o bom? 

Muitas vezes, nos revoltamos com um montão de coisas sem nos darmos conta de que, se não fossem elas, não aprenderíamos e não valorizaríamos muitas das experiências que fizeram de nós quem nós somos hoje, que nos prepararam para enfrentar novas e mais incríveis batalhas, que nos mostraram o quanto podemos, o quanto conquistamos, o quanto temos coragem para agir diante de qualquer situação, mesmo que sintamos medo.

TEXTO DE: Ana Paula Ramos
* * * * * * * * * * * * * * *
Texto lido no programa "Madrugada Viva Liberdade FM" no quadro "Momento de Reflexão" no dia 04 de Março de 2.017.
* * * * * * * * * * * * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links de propagandas deste blog você ajuda a Campanha Natal Solidário que promovemos há 23 anos.

Nenhum comentário: