domingo, 9 de abril de 2017

Não o exclui dos meus contatos

Certa vez me perguntaram o que eu achava sobre manter o perfil nas redes sociais de alguém que já não estava em nosso meio e não teria como decidir se queria que o perfil ficasse no ar. 

Não soube responder e talvez nunca saiba. Mas hoje enquanto excluía alguns "amigos" da minha lista no Facebook, encontrei o perfil de um amigo que se foi há alguns anos, sem hesitar visitei seu perfil, olhei todas suas publicações, fotos, comentários, ri pensando em como tudo ali parece tanto com ele, chorei ao olhar as datas e lembrar que já faz tanto tempo que ele se foi. 

A vida é mesmo inexplicável, e, talvez não devêssemos procurar explicações para ela e apenas vivê-la. Meu amigo era intenso e se entregava a tudo de cabeça, coração e alma, não fazia nada que não fizesse seus olhos brilharem, não amava pela metade e por isso tenha vivido tão bem, mesmo ficando tão pouco tempo aqui. 

Não o exclui dos meus contatos, me fez bem olhar sua página e sentir quanto amor ele deixou, e saber quantas pessoas o sentem presente em seus dias, quantos sorrisos ele ainda desperta ao lembrarmos de suas piadas, quanta fé ele ainda espalha ao lembrarmos como ele era persistente para correr atrás dos seus sonhos e fazia questão de dividir sua felicidade com todos que o rodeavam. 

Há tanta vida em suas lembranças, tanta esperança em seu olhar, há tanto amor em suas fotos e tanta saudade em suas palavras que seria impossível apagar.

Talvez eu nunca tenha a resposta para a pergunta que me fizeram, mas posso afirmar que a gente não deve questionar as decisões alheias. 

Aqueles que foram cedo demais deixam sempre um legado, um aviso de que a gente tem muita sorte e o mínimo que devemos fazer é viver sem ter medo do que a vida guarda para nós. 

A gente tem que se desprender dos erros, das mágoas, do passado que ainda dói e arriscar mais, amar e dizer o que sente e se entregar a tudo que faz. 

O mínimo que podemos fazer é viver de verdade e ter uma vida que valha a pena ser lembrada por quem passou por nós. A frase do post eu escrevi no dia que ele partiu e mesmo anos depois vejo como ela ainda faz sentido.

TEXTO DE: Textos da TI
* * * * * * * * * * * * * * *
Texto lido no programa "Madrugada Viva Liberdade FM" no quadro "Momento de Reflexão" no dia 12 de Abril de 2.017.
* * * * * * * * * * * * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links de propagandas deste blog você ajuda a Campanha Natal Solidário que promovemos há 23 anos.

Nenhum comentário: